Rio Jacuípe

Improbidade Administrativa

Ex-Prefeito, Secretária e Procurador são acionados por Improbidade Administrativa

Ex-prefeito José Ronaldo é acionado pelo MP por improbidade administrativa O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho; a secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas; o ex-subprocurador do Município, Cleudson Santos Almeida; e o então presidente da comissão de licitação no Município, Antônio Rosa de Assis, foram acionados pelo Ministério Público estadual por dispensa indevida de licitação realizada no ano de 2013, quando José Ronaldo era prefeito. Suspensão dos direitos políticos De acordo com o MP, o ato de improbidade causou ao erário um dano de R$ 6.379.495,62. Na ação, o promotor de Justiça Tiago de Almeida Quadros

Roberto Tourinho

Roberto Tourinho na Oposição

Tourinho na Oposição Em entrevista ao programa Acorda Cidade, nesta terça-feira (05), o prefeito Colbert Martins, comentou que Roberto Tourinho se tornou um vereador de oposição, após cobrança para afastar envolvidos no caso da Coofsaúde e propor uma CPI. A quem responder? Em pronunciamento, na sessão ordinária da última quarta-feira (06), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador comentou sobre a entrevista do prefeito e disparou que estava em dúvida a quem deveria responder, se “ao prefeito que governa ou o do Pilão, que despacha na Pousada Acalanto e no Hotel Atmosfera”. “Se ao prefeito ou ao chefe”.

Fila no CADH de Feira

Fila longa para marcar consulta no CADH, em Feira – Feira (A)notada

Fila longa, demora no atendimento e lotação no CADH Uma longa fila foi observada na manhã da última terça-feira, 05, na Rua Boticário Moncorvo, Centro da cidade. Tratava-se de pacientes do Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso (CADH), esperando a vez para marcar uma consulta com médicos especialistas. O interior da unidade estava completamente lotado e o sistema de marcação toda hora saía do ar, enquanto as pessoas com diabetes e hipertensão permaneciam na fila. Somente quatro vereadores assinaram pedido de CPI O pedido para a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende averiguar denúncias de irregularidades na

PSOL pede CPI na Câmara

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara – Feira (A)notada

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara Na manhã da última sexta-feira, 1º de fevereiro, no retorno das atividades na Câmara Municipal, o PSOL de Feira de Santana protocolou na Casa o pedido de CPI das fraudes na saúde do município, envolvendo contratos com as falsas cooperativas. O pedido foi entregue por Jhonatas Monteiro, ex-candidato a prefeito pelo partido, em mãos ao presidente da Câmara, vereador José Carneiro, que se comprometeu em apreciar o pedido no Plenário já na próxima segunda-feira, dia 4. Aprovados em concurso também querem CPI das cooperativas Trabalhadores da área de saúde, aprovados no concurso de

Novidades na Câmara Municipal

Novidades na Câmara Municipal de Feira de Santana – Feira (A)notada

Câmara reabre trabalhos legislativos A Câmara Municipal de Feira de Santana retomou as atividades na manhã desta sexta-feira (01). Em rito ordinário, foi realizada a leitura da ata da sessão anterior devidamente aprovada pelos edis presentes. O prefeito de Feira de Santana Colbert Martins da Silva Filho fez o pronunciamento e desejou bom retorno aos trabalhos. Estiveram presentes ainda o Procurador Geral do Município, Cleudson Almeida, secretários municipais, autoridades, representantes da sociedade civil e imprensa. Neinha deixa de ser suplente e assume a vaga deixada por Tom A vereadora Neinha (PTB), que estava no mandato como suplente, assume a vaga deixada

Nasce o coletivo Unidos pelo Samba em Feira

Como já disse aqui no Feirenses em outra oportunidade, o samba em Feira de Santana é um dos fenômenos musicais mais intensos na cidade. Arrisco dizer que Feira tem entre 100 e 200 músicos profissionais que tocam samba, embora quase ninguém viva exclusivamente desse trabalho artístico.

São trabalhadores que tocam samba por paixão, e pouco são valorizados pela arte que produzem. A boa notícia é que os sambistas de Feira de Santana resolveram se unir, criando um coletivo para militar por suas causas, que não são poucas. Como apoiador desse movimento, o Feirenses publica abaixo a carta de fundação do coletivo Unidos pelo Samba:

“Feira de Santana é uma cidade caracterizada pela pluralidade e multiplicidade. Como grande entroncamento rodoviário, terra por onde passam viajantes de todo o Brasil, somos um povo que convive com diversas influências e referências artísticas e culturais. Entre elas, o samba, ou os sambas, estão entre uma das mais relevantes formas de expressão do feirense.

Como disse Vinícius de Moraes, ‘o samba nasceu na Bahia’, e nós, baianos-feirenses, o temos em nossas raízes. Basta observar o cotidiano de Feira de Santana, que faz o samba acontecer quase diariamente por aqui, em vários espaços que sobrevivem muito mais por amor ao próprio samba do que por sustentabilidade comercial.

A dimensão cultural protagonizada pelos nossos sambistas (músicos ou não) deve ser reconhecida, respeitada e estimulada. Por isso, integrando artistas, empresários, ativistas e outros admiradores do samba em nossa cidade, criamos o Coletivo Unidos pelo Samba, que propõe à sociedade feirense o seguinte:

  • Valorizar os compositores de Samba de Feira de Santana, buscando espaços viáveis para apreciação do samba de raiz feirense;
  • Discutir formas viáveis de produção, divulgação e apresentação do samba feirense;
  • Fomentar eventos e espaços onde possa haver a apreciação do samba na cidade;
  • Promover a interlocução entre sambistas feirenses e de outras localidades, visando o fortalecimento do Samba como movimento cultural em Feira de Santana;
  • Garantir espaço proporcional e justo do Samba nos investimentos dos poderes públicos (municipal, estadual e federal) com cultura em Feira de Santana;
  • Incluir o Samba como elemento cultural digno de atenção da opinião pública;
  • Qualificar a produção do samba feirense.

O Samba em Feira de Santana nada mais é do que as pessoas que se dedicam a esse gênero musical e forma de expressão na cidade. Ao relegar o Samba a uma condição marginal, o que se faz, na prática, é relegar os artistas, empreendedores e o público do Samba Feirense, grande parte das periferias da cidade, a um papel menor na movimentação cultural de Feira.

Não se trata de minimizar qualquer manifestação artístico-cultural aqui existente, mas de buscar justiça e atenção proporcional ao que representamos para a população de Feira de Santana.

Convidamos você a estar atento a esse movimento. E, junto conosco, fortalecer o Samba de Feira de Santana.

Unidos pelo Samba!

Escola de Samba Nativos de Santana

Grupo Sem mais nem menos

Grupo Simplicidade a mais

Grupo Sambatuk

Grupo Rarhydade

Grupo Acelerou

Grupo Trio quase preto

Cantor Richard Nout

Bar Point Universitário

Espaço Resenha House

Espaço Quintal dos bambas


Caminhada do Folclore

O coletivo Unidos pelo Samba participará da Caminhada do Folclore, no próximo domingo, com a presença de vários sambistas feirenses tocando e cantando em todo o percurso. Veja o vídeo de divulgação:

 

Foram confeccionadas camisas para os participantes da caminhada na “ala do samba”. Para adquirir a sua, basta se dirigir ao bar Point Universitário, Rua Juracy Magalhães, ao lado da FAT (Faculdade Anísio Teixeira).

Contato

Para entrar em contato com o coletivo Unidos pelo Samba basta acessar a fanpage no Facebook ou mandar email para unidossamba@gmail.com. Vida longa ao samba de Feira!


Sobre o (a) autor (a):