Rio Jacuípe

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana Milhares de manifestantes foram às ruas do centro de Feira de Santana, protestar contra os cortes de verbas da educação, anunciados pelo MEC. Bolsonaro, Rui Costa e Colbert também foram alvos das críticas. Os três chefes do executivo estavam em viagem oficial Bolsonaro nos Estados Unidos, Rui, na China e Colbert, novamente, em Brasília, para tratar de diversos assuntos, dentre os quais o Hospital da Mulher, onde em menos de uma semana 03 bebês morreram devido à grande demanda e a falta de leitos nas maternidades do município. Professores da UEFS contra os cortes

Desemprego em Feira

Emprego formal se reduz no primeiro trimestre em Feira

No primeiro trimestre de 2019 o desemprego voltou a mostrar as suas garras aqui na Feira de Santana. Foram, no saldo, 480 empregos a menos, no saldo entre admissões (8,7 mil) e demissões (9,1 mil). Os mais penalizados foram os comerciários: no saldo, enxugaram-se 162 oportunidades para esses profissionais. Alguém mais otimista pode enxergar, aí, aquele movimento natural de dispensa do excedente que foi contratado para as festas de final de ano. O preocupante, porém, é que a redução de empregos alcançou atividades que não se relacionam diretamente ao vaivém natural do comércio. É o caso da construção civil, que

Crise na Saúde de Feira de Santana

Crise na Saúde em Feira

Mães encontram dificuldades para dar à luz nos hospitais públicos de Feira de Santana No último domingo, foi comemorado o dia das mães. Porém, nem todas tiveram a razão de comemorar esse dia tão especial em Feira de Santana. Em menos de uma semana 03 bebês morreram no Hospital da Mulher, devido à grande demanda e a falta de leitos nas maternidades do município. Hospital da Mulher atende 20% acima da sua capacidade A presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, Gilberte Lucas, informou que “é inadmissível uma Maternidade Municipal que está atendendo com mais de 20% de sua

O imperdível Festival Beba a Cidade

Feira de Santana vai receber uma importante iniciativa para os apreciadores de cervejas artesanais: o Festival Beba a Cidade, organizado pela feirense Cervejaria Sertões em parceria com o Hotel Ibis/Feira. O evento contará com a presença de 7 cervejarias artesanais, a maioria delas, locais (Brassaria de Vidro, Zartchmann Bier, Dragórnia, Cervejaria Aguste, Bressy Beer, Cervejaria Sméra e Cervejaria Sertões). Além disso, haverá uma palestra sobre mercado cervejeiro (promovida por um colaborador do SEBRAE-BA), atrações musicais, lançamento de cerveja, cardápio gourmet exclusivo do Hotel Ibis, brassagem coletiva (produção de cerveja) e um #TapWall com 8 estilos de cervejas a serem comercializadas

Artifício - Donguto

O EP “Artifício”, do feirense Donguto

O cenário musical de Feira de Santana foi surpreendido recentemente com o EP “Artifício”, do multiartista Donguto, um trabalho que demonstra uma desenvoltura musical notável para aquele que já é considerado um dos maiores artistas plásticos da nova geração em Feira. Com quatro canções autorais, “Artifício” é uma mistura interessante de várias referências que vem do hip hop, reggae, rock, funk/soul. Em vez da gororoba comum em algumas iniciativas que buscam misturar diferentes gêneros, Donguto conseguiu organizar musicalmente todas essas cores, sem com isso tornar-se chapa branca nem enfadonho (longe disso!). O EP é bom de ouvir, dançante e poeticamente

Políticas para Feira se inspirar #1: como Sevilla tornou-se cidade ciclística

O Feirenses tem se caracterizado, entre outros fatores, por resgatar alguns elementos histórico-culturais importantes para Feira de Santana, tornando-se um repositório de informações para aqueles que buscam conhecer as raízes da cidade, sem precisar tornar-se um acadêmico ou historiador. Com a boa receptividade nesse sentido, resolvemos preencher outra lacuna importante: a que diz respeito às políticas públicas que podem ser desenvolvidas no município, gerando mais bem-estar, criatividade, cidadania, paz pública e harmonia comunitária.

Para isso, vamos apresentar ao leitor do Feirenses políticas desenvolvidas em outras cidades do Brasil e do mundo, que poderiam ser perfeitamente adaptadas à nossa realidade. Essa é uma forma de qualificar o debate sobre determinado tema, garantindo acesso a um exemplo real, sem precisar se aprofundar teoricamente. A série de artigos se chamará “Políticas para Feira se inspirar”, e começa a partir de hoje.

Como Sevilla tornou-se cidade ciclística

Sevilla é uma cidade espanhola com cerca de 700 mil habitantes, capital da Província de mesmo nome. Famosa pelas touradas que realiza, e pelo Sevilla Futebol Clube, onde atualmente joga o brasileiro Paulo Henrique Ganso, a cidade também ficou conhecida nos últimos anos pelo sucesso das políticas de mobilidade urbana, em especial na priorização da bicicleta como meio de transporte.

Nos últimos 10 anos, o fomento ao uso da bicicleta como meio de transporte se apresentou como um eixo fundamental e diretor da transformação do sistema de mobilidade na cidade.

Uma rede completa de ciclovias de mais de 80km foi criada em apenas um ano, uma infraestrutura que está presente em grandes ruas e avenidas. Além disso, nas áreas residenciais e ruas do centro histórico tem se adotado uma política de coexistência das bicicletas e automóveis na via pública, com diminuição da velocidade máxima dos veículos motorizados ou, em alguns casos, proibição de circulação.

SEVICI

Estação do SEVICI – Serviço de aluguel de bicicletas públicas em Sevilla

Todas as ações partiram de um plano, onde estão previstas, além das intervenções estruturais, diferentes ações complementares como oficinas educativas e campanhas. Há um escritório técnico dedicado à bicicleta na cidade, para cuidar e coordenar todas as ações relativas ao tema.

Foi criado um serviço público de bicicletas pioneiro na Espanha, o SEVici. Inaugurado em 2007, ele permite aos usuários alugar bicicletas públicas, que estão distribuídas em cerca de 260 estações em toda a cidade (atualmente são aproximadamente 2.600 bicicletas, e cerca de 39.000 usuários do serviço). É possível alugar as bicicletas por dias seguidos ou por apenas algumas horas.

Após a implantação dessas políticas, entre 2006 e 2008, Sevilla teve um incremento no uso diário da bicicleta de 670%.

Onde implantar ciclovias?

Ciclovia em Sevilla

Um dado importante: 85% do espaço para essa infraestrutura de ciclovias veio da remoção de área de estacionamento nas ruas ou de pistas para os automóveis; 15% veio do espaço dos pedestres, que foi compensado pela prefeitura com abertura de novos espaços em outras áreas.

Todos os relatos divulgados pela imprensa espanhola indicam que, no início, havia muita resistência e críticas à ação da Prefeitura, que foi se dissipando ao tempo em que a população aderiu à nova realidade. Enquanto em toda a Espanha apenas 1,6% da população utiliza a bicicleta como meio de transporte, em Sevilla esse número é próximo dos 10%.

Bom tema para ser discutido em Feira de Santana!

 


Sobre o (a) autor (a):