Rio Jacuípe

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana Milhares de manifestantes foram às ruas do centro de Feira de Santana, protestar contra os cortes de verbas da educação, anunciados pelo MEC. Bolsonaro, Rui Costa e Colbert também foram alvos das críticas. Os três chefes do executivo estavam em viagem oficial Bolsonaro nos Estados Unidos, Rui, na China e Colbert, novamente, em Brasília, para tratar de diversos assuntos, dentre os quais o Hospital da Mulher, onde em menos de uma semana 03 bebês morreram devido à grande demanda e a falta de leitos nas maternidades do município. Professores da UEFS contra os cortes

Desemprego em Feira

Emprego formal se reduz no primeiro trimestre em Feira

No primeiro trimestre de 2019 o desemprego voltou a mostrar as suas garras aqui na Feira de Santana. Foram, no saldo, 480 empregos a menos, no saldo entre admissões (8,7 mil) e demissões (9,1 mil). Os mais penalizados foram os comerciários: no saldo, enxugaram-se 162 oportunidades para esses profissionais. Alguém mais otimista pode enxergar, aí, aquele movimento natural de dispensa do excedente que foi contratado para as festas de final de ano. O preocupante, porém, é que a redução de empregos alcançou atividades que não se relacionam diretamente ao vaivém natural do comércio. É o caso da construção civil, que

Crise na Saúde de Feira de Santana

Crise na Saúde em Feira

Mães encontram dificuldades para dar à luz nos hospitais públicos de Feira de Santana No último domingo, foi comemorado o dia das mães. Porém, nem todas tiveram a razão de comemorar esse dia tão especial em Feira de Santana. Em menos de uma semana 03 bebês morreram no Hospital da Mulher, devido à grande demanda e a falta de leitos nas maternidades do município. Hospital da Mulher atende 20% acima da sua capacidade A presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, Gilberte Lucas, informou que “é inadmissível uma Maternidade Municipal que está atendendo com mais de 20% de sua

O imperdível Festival Beba a Cidade

Feira de Santana vai receber uma importante iniciativa para os apreciadores de cervejas artesanais: o Festival Beba a Cidade, organizado pela feirense Cervejaria Sertões em parceria com o Hotel Ibis/Feira. O evento contará com a presença de 7 cervejarias artesanais, a maioria delas, locais (Brassaria de Vidro, Zartchmann Bier, Dragórnia, Cervejaria Aguste, Bressy Beer, Cervejaria Sméra e Cervejaria Sertões). Além disso, haverá uma palestra sobre mercado cervejeiro (promovida por um colaborador do SEBRAE-BA), atrações musicais, lançamento de cerveja, cardápio gourmet exclusivo do Hotel Ibis, brassagem coletiva (produção de cerveja) e um #TapWall com 8 estilos de cervejas a serem comercializadas

Artifício - Donguto

O EP “Artifício”, do feirense Donguto

O cenário musical de Feira de Santana foi surpreendido recentemente com o EP “Artifício”, do multiartista Donguto, um trabalho que demonstra uma desenvoltura musical notável para aquele que já é considerado um dos maiores artistas plásticos da nova geração em Feira. Com quatro canções autorais, “Artifício” é uma mistura interessante de várias referências que vem do hip hop, reggae, rock, funk/soul. Em vez da gororoba comum em algumas iniciativas que buscam misturar diferentes gêneros, Donguto conseguiu organizar musicalmente todas essas cores, sem com isso tornar-se chapa branca nem enfadonho (longe disso!). O EP é bom de ouvir, dançante e poeticamente

Repelente caseiro contra dengue, zika e chikungunya

Recentemente, o Feirenses trouxe um artigo sobre as diferenças entre a Dengue, a Zika e a Chikungunya e como a cidade está acometida por esses males. Apesar de nomes tão distintos, essas doenças têm uma coisa em comum: todas são causadas pelo mesmo mosquito, o aedes aegypti. Entre as formas de combatê-lo está, principalmente, a eliminação de criadouros do mosquito. Além disso, é bom se prevenir e manter sempre um repelente por perto. Abaixo, você encontra uma receita caseira de repelente à base de cravo-da-índia. Ou, como é conhecido por muita gente da Região Norte, o “repelente dos pescadores”.

Assim como o capim citronela, o cravo é rico em óleos essenciais que contêm o eugenol, substância responsável pelo aroma ativo e marcante do cravo. E é justamente o que confunde o mosquito, uma vez que não o deixa sentir o cheiro da pele humana.

Ingredientes

Para fazer o repelente, você precisa somente de:

* 500 ml de álcool

* 100 ml de óleo corporal (de amêndoas, de lavanda ou outro de sua preferência)

* 15g de cravo-da-índia (2 saquinhos)

* borrifador

Como fazer

Etapa 1 – Despeje todo o cravo-da-índia dentro do frasco com álcool. Deixe essa mistura macerar por 15 dias. Algumas receitas deste repelente ensinam a deixá-la por apenas 4 dias. Mas um prazo maior aumenta a sua potência. Não esqueça de agitar o frasco uma ou duas vezes ao dia.

Etapa 2 – Passado o prazo dos 15 dias, você vai coar o álcool (que já vai estar bem marrom) em um recipiente limpo e acrescentar os 100 ml do óleo. (Ah! O cravo deve ser mandado embora. Lixo!)

Etapa 3 – Agora que você está com a mistura do álcool com o óleo, você vai despejá-la num frasco borrifador de sua preferência. Vale lembrar que, se o borrifador for pequeno, você pode conservar a mistura no próprio frasco do álcool e ir acrescentando aos poucos ao frasco borrifador, à medida que o repelente for acabando. Mas se o borrifador couber os 600ml de uma só vez, ótimo!

Repelente caseiro contra dengue, zika e chikungunya

  1. Material necessário
  2. Álcool e cravo – 1º dia
  3. Álcool e cravo – 15º dia
  4. Cravo coado
  5. Mistura pronta

É bom saber que…

– óleo pode ser o da sua preferência, mas lembre que se o cheiro dele for forte, pode conflitar com o cheiro do cravo. Melhor não arriscar. Na demonstração, utilizei aquele de bebê da Johnson, que tem o cheiro leve de amêndoas e, no final, fica somente o do cravo mesmo.

– você deve repassar o repelente ao menos de 4 em 4 horas, para que haja uma maior eficácia (sobretudo se você sua muito).

– o repelente não deve ser utilizado em crianças com menos de 3 anos. Para tanto, existem os repelentes infantis.


Sobre o (a) autor (a):