Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/feirenses/www/wp-content/themes/magazine/options/php-po/php-po.php on line 187
Redesign Feira. Uma homenagem às grandes marcas feirenses. - Feirenses - Feira de Santana aprofundada
As Feiras de Feira de Santana

Roça Sound

Roça Sound expõe a Feira de Santana clandestina

Saiu o novo clipe do Roça Sound, uma interpretação audiovisual apurada da música “Verde e Cinza”, que compõe o álbum “Tabaréu Moderno”, o mais recente do grupo. A música e o clipe integram uma das mais importantes obras contemporâneas de interpretação de Feira de Santana e sua cultura. “Verde e Cinza”, já no título, denuncia essa cidade contraditória, que vive entre uma tradição rural, feirante, e uma sanha modernizante expressa nas obras cheias de concreto e vazias de humanidade. Mas não para por aí, afinal, Clóvis Ramaiana já notou e denunciou isso há muito. A canção expõe a visceral clandestinidade

Cooperativas em Feira de Santana

Cooperativas com os dias contados em Feira de Santana

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o Ministério Público da Bahia (MP-BA) exigiram que a Prefeitura Municipal de Feira de Santana não faça mais contratações de servidores através de cooperativas. Novas Contratações Colbert Martins disse ao Acorda Cidade que as contratações só poderão ocorrer via Organização Social (OS), seleção pública (Reda) ou concurso público. Ao atender essa recomendação, é provável que aumente o número de processos seletivos para contrações temporárias. Fim das indicações políticas Infelizmente, com o fim das contratações via cooperativas, não é certo de que acabem também as indicações políticas. A contratação de Organização Social permite

Vai ter Feira Noise Festival em 2020

O Feira Coletivo Cultural e a Banana Atômica realizaram no último final de semana, em Feira de Santana (BA), uma edição histórica em comemoração aos 10 anos de existência do Feira Noise Festival. O evento aconteceu entre os dias 22 a 24, no Ária Hall, reforçando sua importância para a consolidação da cena local, além de manter Feira de Santana na rota de circulação de bandas e artistas independentes. Ao todo, 33 atrações se revezaram entre os palcos Banana Atômica e Budweiser, sendo 13 delas de Feira de Santana. Importantes nomes da música brasileira contemporânea como Supercombo, Francisco El Hombre, Black Pantera, Potyguara Bardo,

O fenômeno flamenguista em Feira de Santana

Na manhã dessa segunda-feira, a Praça da Bandeira foi a arena onde se discutiu sobre o mais importante e popular time de futebol brasileiro. — É óbvio que o Bahia é de mais importância. O Brasil nasceu onde? Se é aqui o início do Brasil, o Bahia é o time do nosso povo, defendia Papinho, torcedor patológico do Bahia. — O Flamengo, companheiro, é o time das massas, o time rubro, castanho, caboclo, representando os índios, e negro, quilombola, africano, representando o povo escravizado, proclamava Seu Teófilo, tomando caldo de cana para curar a ressaca da comemoração dos dois títulos

Roça Sound

“Tabaréu Moderno”, o novo álbum do Roça Sound

“Tabaréu Moderno” é o terceiro disco do grupo Roça Sound. Lançado no último dia 15 de novembro, o novo álbum estava sendo esperado pelo público que acompanha o trabalho dos feirenses desde “Você Aguenta Quantos Rounds?”, de 2014. Formado por NickAmaro (DJ/ MC), Paulo Bala (MC), Dom Maths (MC) e o dançarino Edy Murphy, o Roça Sound explora sonoridades que vão desde a Cultura Nordestina, Rap, Dembow, Reggae, e o DanceHall, tendo o suingue como sua marca principal. Em “Tabaréu Moderno”, trazem nove faixas autorais e inéditas, com as participações da Orquestra Reggae de Cachoeira, Quixabeira da Matinha, Bel da

Redesign Feira. Uma homenagem às grandes marcas feirenses.

Feira de Santana, 10 de janeiro de 2017… O telefone do publicitário Sergio Magno toca e ele atende. Do outro lado da linha, seu amigo designer, Vinícius Lima, avisa: “Fomos convidados para reestilizar a marca da Earte”. O convite foi aceito e o processo começou rapidamente. “Sempre fomos apaixonados pelo conceito e pela história da Earte. A marca original é carregada de significado, por isso, sempre soube que tínhamos uma grande responsabilidade nas mãos”, conta Magno.

Redesign da marca da Earte

Reestilização de marca é um processo que acontece em todo o mundo, nos mais variados segmentos. Gigantes multinacionais como Coca-Cola, Volkswagen, Fiat, Shell, Burger King, entre outras, já utilizaram esse tipo de recurso para modernizar suas logos. Segundo Vinícius Lima, “o objetivo da reestilização nunca é negar a qualidade da marca original, o processo consiste em manter sua essência, trazendo elementos gráficos e recursos técnicos mais atuais e modernos”.

Durante a experiência para a Earte, os amigos sentiram que o trabalho deveria continuar. Aquela vivência despertou uma grande curiosidade de ver outras marcas feirenses passando também por um processo de reestilização. A intenção era, de alguma forma, homenagear empresas que fazem parte da história de Feira de Santana e construíram, durante as últimas décadas, marcas consolidadas no mercado.

Para tirar uma ideia tão ousada do papel, era preciso contar com um reforço extra. Afinal, o estudo de criação ou reestilização de uma marca exige muito tempo e dedicação. Magno lembra que a proposta inicial sempre foi trabalhar com um número de 10 empresas e isso tornaria o projeto inviável se fosse feito apenas a 4 mãos. “Foi pensando nisso que convocamos outros amigos do mercado para participar do desafio, que foi prontamente atendido”.

Redesign Feira

Foto: Diogo Brasileiro

E, assim, o Redesign Feira foi criado. Jerffeson Feitosa, Raoni Setubal e Caio Augusto foram adicionados ao grupo e os trabalhos foram iniciados. Os profissionais escolheram as marcas a partir de sua relação afetiva com a logo ou a empresa. Todo o processo de reconstrução, desde a tipografia até as cores, foi amplamente discutido por todos em um grande estudo que durou 30 dias.

Redesign Feira

Foto por Diogo Brasileiro | Da esquerda para a direita (em pé) Vinícius lima, Caio Augusto, Jerffeson Feitosa. Da esquerda para a direita (Sentados) Sergio Magno e Raoni Setubal.

Finalizado o processo, os amigos se reuniram para dar os retoques finais e celebrar o sucesso da iniciativa. Para Jerffeson Feitosa, todo o projeto aconteceu como um grande experimento social. “Foi muito valioso reunir profissionais tão brilhantes e com estilos tão diferentes para prestar essa homenagem às marcas que fizeram parte da nossa vida. Como não havia nenhum fim comercial ou financeiro, ficamos livres para colocar a nossa identidade em cada marca”.

Estudo de Marca

À esquerda: estudo de ícone. À direita: estudo de cor.

Agora, o grupo se prepara para um empreendimento ainda mais audacioso. Durante 6 meses, eles vão desenvolver um projeto colaborativo com o objetivo de criar uma identidade visual para Feira de Santana, assim como acontece em outras grandes cidades como Nova York e Amsterdam. A intenção é mostrar como o design é capaz de elevar a autoestima da população e criar uma identidade visual que seja reconhecida em qualquer canto do mundo.

O redesign das marcas

Tchin Yen Bao

Redesign por Jerffeson Feitosa

Pink Floyd

Redesign por Jerffeson Feitosa

Ikebana

Redesign por Sergio Magno

Kamys

Redesign por Sergio Magno

Flor do Maracujá

Redesign por Raoni Setubal

Feira Tênis Clube

Redesign por Raoni Setubal

Rádio Sociedade

Redesign por Caio Augusto

CUCA

Redesign por Caio Augusto

Feira Palace

Redesign por Vinícius Lima

Pererê

Redesign por Vinícius Lima

 

Para conhecer outros trabalhos dos profissionais citados nessa reportagem, acesse:

Jerffeson Feitosa – www.behance.net/feitosa

Sergio Magno – www.behance.net/sergiomagnobrandao

Vinícius Lima – www.behance.net/ViniciusLim

Caio Augusto – www.cargocollective.com/caioaugust

Raoni Setubal – www.facebook.com/teumundo


Sobre o (a) autor (a):