Rio Jacuípe

Avenida Presidente Dutra - Feira de Santana

Avenida Presidente Dutra em Feira: origens e modificações históricas

Existe um argumento de autoridade nas cidades brasileiras que sempre é evocado por pessoas que foram as primeiras a povoar determinada localidade. É comum encontrarmos pessoas que normalmente soltam um bom: “quando eu cheguei aqui era tudo mato!”. A frase mais do que nos mostrar que estamos diante de uma pessoa que acompanhou o desenvolvimento daquela rua, avenida, bairro, cidade desde os primórdios. Serve também para nos lembrar que o espaço urbano está em constante modificação: seja pela construção de novas edificações ou pela derrubada de prédios antigos, instalação de iluminação pública, construção de túneis, passarelas, viadutos etc. Sob qualquer

Casarão Froes da Mota

Casarão da Fróes da Motta tem inspiração alemã

Daquilo que ainda resta do rico patrimônio arquitetônico da Feira de Santana se destaca o casarão do intendente Eduardo Fróes da Motta. O imóvel fica na rua General Câmara, aquela que liga as praças Fróes da Motta e Nordestino, no centro da cidade. A construção é antiga e imponente: quem transita ali, pela rua estreita, não deixa de se impressionar com o porte, com os detalhes caprichados, com o padrão difícil de se ver no município, mesmo na primeira metade do século passado. Não é para menos: quem teve a iniciativa da construção foi Agostinho Fróes da Motta, em 1902.

Larissa Rodrigues

Entrevista com Larissa Rodrigues [Feirenses TV]

O debate sobre a representatividade das mulheres vem crescendo em diversos setores da sociedade, principalmente naqueles onde o homem manteve-se hegemônico ao longo da história (notadamente lugares de poder). Na política, por exemplo, o Brasil ostenta a marca de ter apenas 10,5% de mulheres no Congresso Nacional, mesmo tendo uma população 51% feminina. Nas artes o cenário não é diferente: segundo a professora de literatura e feminista feirense Larissa Rodrigues, de um total de publicações no mercado editorial brasileiro, apenas 30% obras são de autoras mulheres. É nesse contexto que surge o projeto “Leia Mulheres”, um projeto que tem como

Três anúncios para um crime

Cine Debate em Feira sobre “Três anúncios para um crime”

No próximo dia 15 de setembro os cinéfilos feirenses terão a oportunidade de participar de um Cine Debate sobre um dos filmes mais prestigiados do ano: “Três anúncios para um crime”, que conta a história de Mildred Hayes (Frances McDormand), que inconformada com a ineficácia da polícia em encontrar o culpado pelo brutal assassinato de sua filha decide chamar atenção para o caso não solucionado alugando três outdoors em uma estrada raramente usada. Veja o trailer do filme:   No Cine Debate, a discussão gira em torno de uma sociedade na qual as relações mostram-se cada vez mais fragilizadas pela vida acelerada, e explana sobre

Fervura Feira Noise

Fervura Feira Noise antecipa o maior Festival de Artes Integradas da Bahia

O Feira Noise – Festival de Artes Integradas, anunciou oficialmente as datas da sua oitava edição, que acontece entre os dias 23 a 25 de novembro, no Centro de Cultura Amélio Amorim, aqui em Feira. Apesar da programação do festival ainda não ter sido divulgada, o Feira Coletivo Cultural, produtora que assina o evento, realiza no próximo dia 7 de setembro a primeira edição do Fervura Feira Noise 2018, com a apresentação de grandes atrações a partir das 21h, no Jhonnie Club (Rua São Domingos). A banda feirense Sofie Jell se junta ao cantor e compositor Balaio, de Vitória da

As propostas dos candidatos a Governador para Feira de Santana

Em tese, uma das principais razões para que um candidato mereça o voto do eleitor é o conjunto de propostas e ideias que ele defende e representa. Por isso a análise do programa de governo dos candidatos aos cargos do Poder Executivo é uma prática importante para influenciar a decisão dos eleitores.

Por isso resolvemos analisar o programa de governo dos candidatos ao cargo de Governador do Estado da Bahia em 2018, e verificar quais propostas eles têm para Feira de Santana nos próximos quatro anos.

A ideia é verificar citações diretas ao município, apontando propostas específicas para Feira – e não aquelas com projeção para beneficiar toda a Bahia, sendo Feira beneficiária por consequência.

Foram analisados os programas de governo dos seguintes candidatos:

  • Célia Sacramento (REDE)
  • João Henrique (PRTB)
  • João Santana (MDB)
  • José Ronaldo (DEM)
  • Marcos Mendes (PSOL)
  • Rui Costa (PT)

O candidato Orlando Andrade (PCO) não teve seu programa de governo analisado porque o documento não foi divulgado pelo TSE nem pelas ferramentas de divulgação do próprio candidato.

Confira a seguir a atenção que Feira mereceu em cada um dos programas.

Célia Sacramento (REDE)

Célia Sacramento

A candidata Célia Sacramento só faz uma citação a Feira de Santana em seu programa: referindo-se à rebelião ocorrida em 2017 no Complexo Penitenciário local, quando destaca a gravidade do problema da segurança pública no estado.

Nenhuma proposta específica é direcionada à cidade.

Leia aqui o programa de Governo de Célia Sacramento.

João Henrique (PRTB)

João Henrique

O ex-prefeito de Salvador, João Henrique (PRTB) também faz duas citações a Feira de Santana. Ambas no campo dos transportes.

Ele promete fazer um “diagnóstico preciso da situação do transporte baiano e apresentar soluções para o sistema viário, rodoviário, aeroviário, aquaviário, hidroviário intermunicipal, ferroviário e urbano”.

Aqui ele faz referência 1. ao transporte rodoviário de Feira de Santana como eixo polarizador; e 2. ao Aeroporto João Durval Carneiro.

Leia aqui o programa de Governo de João Henrique.

João Santana (MDB)

João Santana

O candidato do MDB ao Governo do Estado não cita Feira de Santana em seu programa de governo.

Leia aqui o programa de Governo de João Santana.

José Ronaldo (DEM)

José Ronaldo

O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM) é quem mais cita a cidade em seu programa: ao todo são 19 citações, mas 8 delas referem-se a algum elemento biográfico do candidato, referências a obras realizadas e/ou diagnóstico da atual situação do município.

Sobram 11 propostas específicas para a cidade. São elas:

  1. Dar continuidade ao centro de convenções de Feira de Santana.
  2. Integração social e fortalecimento da função de pesquisa da Universidade Estadual de Feira de Santana.
  3. Expansão e consolidação da Rede Estadual de Atenção ao Câncer no município.
  4. Reformar e equipar o Centro Cultural, criando efetivas condições para o seu funcionamento e a dinamização da cena cultural regional.
  5. Criar 11 regiões de desenvolvimento (substituindo os atuais territórios de identidade), um deles se chamará “Feira de Santana”.
  6. Adequada caracterização de novas Regiões Metropolitanas, com foco especial em Feira de Santana e Itabuna/Ilhéus, em face ao novo Estatuto da Metrópole (Lei Federal n. 13.089, de 12 de janeiro de 2015).
  7. Realizar um plano metropolitano de desenvolvimento, fundada numa estratégia de desenvolvimento que seja capaz de promover a qualificação do espaço urbano, a melhoria das condições de vida da população e a retomada do crescimento econômico da região metropolitana de Feira de Santana.
  8. Estudar a viabilidade da implantação do Projeto Linha Azul, integrado ao Sistema Viário Oeste, que inclui a construção da rodovia litorânea do entorno da Baía de Todos-os-Santos, interligando a Ilha de Itaparica e todo o Recôncavo Baiano a Salvador. Serão mais de cinco milhões de pessoas beneficiadas, já que sua área de influência alcança até Feira de Santana e Santo Antônio de Jesus.
  9. Duplicação do trecho sul baiano da BR-101 e conclusão do trecho norte, ainda em execução.
  10. Construção de terceira pista nos dois sentidos da BR-324, entre Salvador e Feira de Santana.
  11. Duplicação de outros trechos da BR-116, além daquele entre Feira de Santana e o entroncamento com a BR-242, especialmente o trecho Feira de Santana – Serrinha.

Leia aqui o programa de Governo de José Ronaldo.

Marcos Mendes (PSOL)

Marcos Mendes

O candidato Marcos Mendes também não faz citação a Feira de Santana em seu Programa de Governo.

Leia aqui o programa de Governo de Marcos Mendes.

Rui Costa (PT)

Rui Costa

Já o atual Governador Rui Costa (PT) refere-se a Feira em 12 ocasiões em seu programa. Em uma delas faz referência à metodologia de criação do seu plano de governo, em outras 4 fala de ações já realizadas em Feira de Santana. Restam 8 propostas objetivas voltadas para a cidade:

  1. Criação do Novo Clériston Andrade;
  2. Implantação de Serviços de Verificação de Óbitos (SVO) para atestar a causa de óbitos em pessoas que faleceram no domicílio ou em unidades hospitalares, sem causa conhecida.
  3. Promover o estudo de implantação do Trem Rápido Misto Salvador – Feira de Santana.
  4. Elaborar o Plano de Mobilidade da Macrorregião de Salvador, envolvendo as Regiões Metropolitanas de Salvador e Feira de Santana, e a área de influência do Sistema do Vetor Oeste – SVO.
  5. Requalificação do Aeroporto de Feira de Santana.
  6. O Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA) de Feira de Santana terá a obra do Setor Leste concluída e iniciada a obra do Setor Tomba, promovendo a ampliação da capacidade de reservação e distribuição do Sistema. Será duplicada a capacidade de produção e adução de água tratada do SIAA.
  7. Implantar e ampliar Sistemas de Esgotamento Sanitário em Feira de Santana (Bacia do Subaé).
  8. Elaborar projetos de Sistemas de Esgotamento Sanitário para Feira de Santana (Bacia do Pojuca).

Leia aqui o programa de Governo de Rui Costa.

(Todos os programas de governo foram acessados no dia 21 de agosto de 2018)


Sobre o (a) autor (a):