Rio Jacuípe

Improbidade Administrativa

Ex-Prefeito, Secretária e Procurador são acionados por Improbidade Administrativa

Ex-prefeito José Ronaldo é acionado pelo MP por improbidade administrativa O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho; a secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas; o ex-subprocurador do Município, Cleudson Santos Almeida; e o então presidente da comissão de licitação no Município, Antônio Rosa de Assis, foram acionados pelo Ministério Público estadual por dispensa indevida de licitação realizada no ano de 2013, quando José Ronaldo era prefeito. Suspensão dos direitos políticos De acordo com o MP, o ato de improbidade causou ao erário um dano de R$ 6.379.495,62. Na ação, o promotor de Justiça Tiago de Almeida Quadros

Roberto Tourinho

Roberto Tourinho na Oposição

Tourinho na Oposição Em entrevista ao programa Acorda Cidade, nesta terça-feira (05), o prefeito Colbert Martins, comentou que Roberto Tourinho se tornou um vereador de oposição, após cobrança para afastar envolvidos no caso da Coofsaúde e propor uma CPI. A quem responder? Em pronunciamento, na sessão ordinária da última quarta-feira (06), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador comentou sobre a entrevista do prefeito e disparou que estava em dúvida a quem deveria responder, se “ao prefeito que governa ou o do Pilão, que despacha na Pousada Acalanto e no Hotel Atmosfera”. “Se ao prefeito ou ao chefe”.

Fila no CADH de Feira

Fila longa para marcar consulta no CADH, em Feira – Feira (A)notada

Fila longa, demora no atendimento e lotação no CADH Uma longa fila foi observada na manhã da última terça-feira, 05, na Rua Boticário Moncorvo, Centro da cidade. Tratava-se de pacientes do Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso (CADH), esperando a vez para marcar uma consulta com médicos especialistas. O interior da unidade estava completamente lotado e o sistema de marcação toda hora saía do ar, enquanto as pessoas com diabetes e hipertensão permaneciam na fila. Somente quatro vereadores assinaram pedido de CPI O pedido para a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende averiguar denúncias de irregularidades na

PSOL pede CPI na Câmara

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara – Feira (A)notada

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara Na manhã da última sexta-feira, 1º de fevereiro, no retorno das atividades na Câmara Municipal, o PSOL de Feira de Santana protocolou na Casa o pedido de CPI das fraudes na saúde do município, envolvendo contratos com as falsas cooperativas. O pedido foi entregue por Jhonatas Monteiro, ex-candidato a prefeito pelo partido, em mãos ao presidente da Câmara, vereador José Carneiro, que se comprometeu em apreciar o pedido no Plenário já na próxima segunda-feira, dia 4. Aprovados em concurso também querem CPI das cooperativas Trabalhadores da área de saúde, aprovados no concurso de

Novidades na Câmara Municipal

Novidades na Câmara Municipal de Feira de Santana – Feira (A)notada

Câmara reabre trabalhos legislativos A Câmara Municipal de Feira de Santana retomou as atividades na manhã desta sexta-feira (01). Em rito ordinário, foi realizada a leitura da ata da sessão anterior devidamente aprovada pelos edis presentes. O prefeito de Feira de Santana Colbert Martins da Silva Filho fez o pronunciamento e desejou bom retorno aos trabalhos. Estiveram presentes ainda o Procurador Geral do Município, Cleudson Almeida, secretários municipais, autoridades, representantes da sociedade civil e imprensa. Neinha deixa de ser suplente e assume a vaga deixada por Tom A vereadora Neinha (PTB), que estava no mandato como suplente, assume a vaga deixada

As propostas dos candidatos a Governador para Feira de Santana

Em tese, uma das principais razões para que um candidato mereça o voto do eleitor é o conjunto de propostas e ideias que ele defende e representa. Por isso a análise do programa de governo dos candidatos aos cargos do Poder Executivo é uma prática importante para influenciar a decisão dos eleitores.

Por isso resolvemos analisar o programa de governo dos candidatos ao cargo de Governador do Estado da Bahia em 2018, e verificar quais propostas eles têm para Feira de Santana nos próximos quatro anos.

A ideia é verificar citações diretas ao município, apontando propostas específicas para Feira – e não aquelas com projeção para beneficiar toda a Bahia, sendo Feira beneficiária por consequência.

Foram analisados os programas de governo dos seguintes candidatos:

  • Célia Sacramento (REDE)
  • João Henrique (PRTB)
  • João Santana (MDB)
  • José Ronaldo (DEM)
  • Marcos Mendes (PSOL)
  • Rui Costa (PT)

O candidato Orlando Andrade (PCO) não teve seu programa de governo analisado porque o documento não foi divulgado pelo TSE nem pelas ferramentas de divulgação do próprio candidato.

Confira a seguir a atenção que Feira mereceu em cada um dos programas.

Célia Sacramento (REDE)

Célia Sacramento

A candidata Célia Sacramento só faz uma citação a Feira de Santana em seu programa: referindo-se à rebelião ocorrida em 2017 no Complexo Penitenciário local, quando destaca a gravidade do problema da segurança pública no estado.

Nenhuma proposta específica é direcionada à cidade.

Leia aqui o programa de Governo de Célia Sacramento.

João Henrique (PRTB)

João Henrique

O ex-prefeito de Salvador, João Henrique (PRTB) também faz duas citações a Feira de Santana. Ambas no campo dos transportes.

Ele promete fazer um “diagnóstico preciso da situação do transporte baiano e apresentar soluções para o sistema viário, rodoviário, aeroviário, aquaviário, hidroviário intermunicipal, ferroviário e urbano”.

Aqui ele faz referência 1. ao transporte rodoviário de Feira de Santana como eixo polarizador; e 2. ao Aeroporto João Durval Carneiro.

Leia aqui o programa de Governo de João Henrique.

João Santana (MDB)

João Santana

O candidato do MDB ao Governo do Estado não cita Feira de Santana em seu programa de governo.

Leia aqui o programa de Governo de João Santana.

José Ronaldo (DEM)

José Ronaldo

O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM) é quem mais cita a cidade em seu programa: ao todo são 19 citações, mas 8 delas referem-se a algum elemento biográfico do candidato, referências a obras realizadas e/ou diagnóstico da atual situação do município.

Sobram 11 propostas específicas para a cidade. São elas:

  1. Dar continuidade ao centro de convenções de Feira de Santana.
  2. Integração social e fortalecimento da função de pesquisa da Universidade Estadual de Feira de Santana.
  3. Expansão e consolidação da Rede Estadual de Atenção ao Câncer no município.
  4. Reformar e equipar o Centro Cultural, criando efetivas condições para o seu funcionamento e a dinamização da cena cultural regional.
  5. Criar 11 regiões de desenvolvimento (substituindo os atuais territórios de identidade), um deles se chamará “Feira de Santana”.
  6. Adequada caracterização de novas Regiões Metropolitanas, com foco especial em Feira de Santana e Itabuna/Ilhéus, em face ao novo Estatuto da Metrópole (Lei Federal n. 13.089, de 12 de janeiro de 2015).
  7. Realizar um plano metropolitano de desenvolvimento, fundada numa estratégia de desenvolvimento que seja capaz de promover a qualificação do espaço urbano, a melhoria das condições de vida da população e a retomada do crescimento econômico da região metropolitana de Feira de Santana.
  8. Estudar a viabilidade da implantação do Projeto Linha Azul, integrado ao Sistema Viário Oeste, que inclui a construção da rodovia litorânea do entorno da Baía de Todos-os-Santos, interligando a Ilha de Itaparica e todo o Recôncavo Baiano a Salvador. Serão mais de cinco milhões de pessoas beneficiadas, já que sua área de influência alcança até Feira de Santana e Santo Antônio de Jesus.
  9. Duplicação do trecho sul baiano da BR-101 e conclusão do trecho norte, ainda em execução.
  10. Construção de terceira pista nos dois sentidos da BR-324, entre Salvador e Feira de Santana.
  11. Duplicação de outros trechos da BR-116, além daquele entre Feira de Santana e o entroncamento com a BR-242, especialmente o trecho Feira de Santana – Serrinha.

Leia aqui o programa de Governo de José Ronaldo.

Marcos Mendes (PSOL)

Marcos Mendes

O candidato Marcos Mendes também não faz citação a Feira de Santana em seu Programa de Governo.

Leia aqui o programa de Governo de Marcos Mendes.

Rui Costa (PT)

Rui Costa

Já o atual Governador Rui Costa (PT) refere-se a Feira em 12 ocasiões em seu programa. Em uma delas faz referência à metodologia de criação do seu plano de governo, em outras 4 fala de ações já realizadas em Feira de Santana. Restam 8 propostas objetivas voltadas para a cidade:

  1. Criação do Novo Clériston Andrade;
  2. Implantação de Serviços de Verificação de Óbitos (SVO) para atestar a causa de óbitos em pessoas que faleceram no domicílio ou em unidades hospitalares, sem causa conhecida.
  3. Promover o estudo de implantação do Trem Rápido Misto Salvador – Feira de Santana.
  4. Elaborar o Plano de Mobilidade da Macrorregião de Salvador, envolvendo as Regiões Metropolitanas de Salvador e Feira de Santana, e a área de influência do Sistema do Vetor Oeste – SVO.
  5. Requalificação do Aeroporto de Feira de Santana.
  6. O Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA) de Feira de Santana terá a obra do Setor Leste concluída e iniciada a obra do Setor Tomba, promovendo a ampliação da capacidade de reservação e distribuição do Sistema. Será duplicada a capacidade de produção e adução de água tratada do SIAA.
  7. Implantar e ampliar Sistemas de Esgotamento Sanitário em Feira de Santana (Bacia do Subaé).
  8. Elaborar projetos de Sistemas de Esgotamento Sanitário para Feira de Santana (Bacia do Pojuca).

Leia aqui o programa de Governo de Rui Costa.

(Todos os programas de governo foram acessados no dia 21 de agosto de 2018)


Sobre o (a) autor (a):