As Feiras de Feira de Santana

Contratação sem licitação

Prefeitura contrata empresa sem licitação por quase R$ 16 milhões

A Prefeitura Municipal de Feira de Santana contratou a IMAP (Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Mutuípe), para prestar serviços profissionais na área de saúde para atender as unidades da rede própria do município. Dispensa de licitação A  IMAP foi contratada de forma emergencial por R$ 15.950.673,16 (quinze milhões, novecentos e cinquenta mil, seiscentos e setenta e três reais e dezesseis centavos). A assinatura do contrato ocorreu no dia 29 de agosto e seu extrato foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do Município nesta quinta-feira, 12. Justiça determinou a contratação de concursados Em janeiro de 2019, o

3 Peças de Teatro em setembro

3 peças teatrais imperdíveis que estarão em Feira em setembro

A cena teatral em Feira de Santana é intensa e fértil, com a produção de muitos espetáculos de repercussão e visibilidade nacional, além da recepção de peças de outras partes do país que encontram na cidade acolhimento para suas apresentações. Só para tomar um exemplo, em Feira ocorre um dos maiores festivais de teatro infantil do Brasil – o FENATIFS, que já está organizando sua 12ª edição para 2019. Nesse mês de setembro de 2019, o feirense terá a oportunidade de preencher sua programação com três espetáculos de muita qualidade, abordando a vida de figuras de relevância histórica: a pintora

Augusto Aras e Feira de Santana

A relação do Procurador de Bolsonaro com Feira de Santana

Quem acompanha o noticiário político nacional tem visto o debate em torno da indicação de Antônio Augusto Brandão de Aras para o cargo de Procurador Geral da República, feita pelo presidente Jair Bolsonaro. O que poucos feirenses sabem, entretanto, é que Augusto Aras tem íntima relação com Feira de Santana. Augusto é filho do ex-vereador Roque Aras, que exerceu o mandato na Câmara Municipal feirense entre 1971 e 1975 pelo MDB – partido que fazia oposição ao Regime Militar à época. Roque Aras foi também Deputado Estadual (1975-1979) e Deputado Federal (1979-1983). De acordo com o jornalista Dimas Oliveira, Augusto

Podcast para quem merece

O irreverente “Podcast para quem merece”

É crescente a quantidade de pessoas que consome conteúdo em áudio, no Brasil e no exterior. Dos áudiolivros aos podcasts, muitos usuários aproveitam os momentos de ócio em filas, no transporte ou mesmo nas tarefas domésticas para ouvir notícias, debates, aulas etc. A Rede Globo, por exemplo, percebeu a tendência, e lançou recentemente vários podcasts para sua audiência. Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde o usuário quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio,

Escola Municipal Maria Andiara Silva Souza

A (falta de) estrutura de uma escola em Jaguara

A diretora da APLB/Feira, professora Marlede Oliveira, visitou na última quarta-feira (4), a Escola Municipal Maria Andiara Silva Souza que fica localizada no Povoado da Barra no Distrito de Jaguara. Na escola foi constatado que: A Escola funciona com apenas duas salas de aula e uma professora para lecionar Infantil, 1° ano, 2° ano, 3° ano, 4º ano e o 5° ano; A professora não tem Reserva de 1/3 da Carga Horária; A Escola não tem Internet nem Coordenador Pedagógico. Metas do IDEB Desde 2011, Feira não atinge as metas do Ideb para os anos iniciais do Ensino Fundamental. O

“Não é pressa, é saudade dela”

No auge da minha adolescência – nem faz muito tempo assim – eu tinha uma vontade: viajar por aí de caminhão. Pegar umas caronas com os caminhoneiros e partir sem um rumo certo. Apenas vivendo um momento de cada vez, em cada rodovia e estrada desse nosso tão grande país. Mas a vida adulta chega trazendo responsabilidades e os anseios por aventuras adormecem um pouco. Enquanto lembrava disso, percebi que a figura do caminhoneiro é um tanto fascinante…

Observe que todos os meus anseios da adolescência é algo rotineiro para eles. Os caras não param, vivem o momento seja lá onde for e têm sempre boas histórias para contar. Porém, a diferença é que não é só uma mera aventura. Eles vivem tudo isso pelo pão diário, pela responsabilidade, pelo compromisso com a família, depois de deixar alguns sonhos engavetados.

Feira possui um dos maiores entroncamentos rodoviários do Brasil, e isso faz com que o fluxo de veículos pesados seja intenso por aqui. Diante disso, me pego refletindo sobre quantos corações cheios de saudade e pesados de sonhos passam nas rodovias da nossa cidade exatamente enquanto escrevo esse texto. Talvez algum Roberto lá da Paraíba descanse em sua rede esta noite querendo dormir ao lado de sua amada e ver seus filhos irem para a escola pela manhã. Ou algum Seu João do Mato Grosso prepare seu café lembrando que quando era garoto queria ser dono de um restaurante.

Frase de caminhoneiro

Reprodução: Twitter (@busarahlima)

São sempre em detalhes como esses que acho Feira um lugar singular e que sempre renderá alguma coisa para uma mente imaginar algo. Eu poderia só ouvir os caminhões cortarem as rodovias daqui, poderia só desconfiar de todas as cargas que passam, reclamar que os caminhões atrapalham o trânsito do anel de contorno, mas eu quero pensar com minha mente inocente de adolescente adormecida e imaginar esses caras cheios de sonhos tão próximos de nós por algumas horas.

De fato, eles se tornam fascinantes não só pelas aventuras que almejei enquanto garotão. Agora ainda mais por enxergar suas vidas numa perspectiva de responsabilidade e me ver na mesma situação – mesmo que “parado” em Feira. A aventura quase infantil cede lugar à melancólica realidade do homem dividido entre seus sentimentos em formas de sonhos e sua razão transfigurada em deveres.

Se você ler esse texto e for caminhoneiro, saiba que admiro demais sua coragem de ser um “aventureiro”. Por mais que não compreenda as implicações do seu ofício, eu acho que consigo entendê-lo como gente crescida. O que desejo a você é que sua famosa faixa “não é pressa, é saudade dela” passe rápido pelos caminhos e você possa matar a saudade seja lá do quê e quem for. Mas enquanto não passa, seja bem acolhido em Feira.


Sobre o (a) autor (a):