As Feiras de Feira de Santana

Cooperativas em Feira de Santana

Cooperativas com os dias contados em Feira de Santana

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o Ministério Público da Bahia (MP-BA) exigiram que a Prefeitura Municipal de Feira de Santana não faça mais contratações de servidores através de cooperativas. Novas Contratações Colbert Martins disse ao Acorda Cidade que as contratações só poderão ocorrer via Organização Social (OS), seleção pública (Reda) ou concurso público. Ao atender essa recomendação, é provável que aumente o número de processos seletivos para contrações temporárias. Fim das indicações políticas Infelizmente, com o fim das contratações via cooperativas, não é certo de que acabem também as indicações políticas. A contratação de Organização Social permite

Vai ter Feira Noise Festival em 2020

O Feira Coletivo Cultural e a Banana Atômica realizaram no último final de semana, em Feira de Santana (BA), uma edição histórica em comemoração aos 10 anos de existência do Feira Noise Festival. O evento aconteceu entre os dias 22 a 24, no Ária Hall, reforçando sua importância para a consolidação da cena local, além de manter Feira de Santana na rota de circulação de bandas e artistas independentes. Ao todo, 33 atrações se revezaram entre os palcos Banana Atômica e Budweiser, sendo 13 delas de Feira de Santana. Importantes nomes da música brasileira contemporânea como Supercombo, Francisco El Hombre, Black Pantera, Potyguara Bardo,

O fenômeno flamenguista em Feira de Santana

Na manhã dessa segunda-feira, a Praça da Bandeira foi a arena onde se discutiu sobre o mais importante e popular time de futebol brasileiro. — É óbvio que o Bahia é de mais importância. O Brasil nasceu onde? Se é aqui o início do Brasil, o Bahia é o time do nosso povo, defendia Papinho, torcedor patológico do Bahia. — O Flamengo, companheiro, é o time das massas, o time rubro, castanho, caboclo, representando os índios, e negro, quilombola, africano, representando o povo escravizado, proclamava Seu Teófilo, tomando caldo de cana para curar a ressaca da comemoração dos dois títulos

Roça Sound

“Tabaréu Moderno”, o novo álbum do Roça Sound

“Tabaréu Moderno” é o terceiro disco do grupo Roça Sound. Lançado no último dia 15 de novembro, o novo álbum estava sendo esperado pelo público que acompanha o trabalho dos feirenses desde “Você Aguenta Quantos Rounds?”, de 2014. Formado por NickAmaro (DJ/ MC), Paulo Bala (MC), Dom Maths (MC) e o dançarino Edy Murphy, o Roça Sound explora sonoridades que vão desde a Cultura Nordestina, Rap, Dembow, Reggae, e o DanceHall, tendo o suingue como sua marca principal. Em “Tabaréu Moderno”, trazem nove faixas autorais e inéditas, com as participações da Orquestra Reggae de Cachoeira, Quixabeira da Matinha, Bel da

Precisamos louvar o Feira Noise

É preciso louvar com entusiasmo a edição de 10 anos do Feira Noise Festival, que ocorre nesse final de semana em Feira de Santana. Nem precisa gostar de rock ou de qualquer gênero musical, banda ou artista que se apresenta nos palcos do evento para reconhecer a capacidade inacreditável de um grupo de entusiastas de determinada cena cultural em manter de pé, em Feira de Santana, um festival que chama a atenção para além das fronteiras baianas. São mais de 30 atrações, de várias partes do Brasil, distribuídas em três dias no Ária Hall, o mais elegante e bem estruturado

Feirense Paula Sanffer é a nova cantora da Timbalada

“A Timbalada do século XXI é transbordante”. Essa é a frase utilizada pelo cacique Carlinhos Brown para definir o novo momento da Timbalada. Três novas vozes e 21 novas músicas fizeram parte das novidades anunciadas durante a coletiva de imprensa deste domingo (09), no Guetto Square, em Salvador.

Nessa virada artística, a Timbalada também ganha uma formação eletrônica, a Eletrotimba, e retoma a sua bateria de rua. Ao mesmo tempo, nasce o Club du Timball, uma associação percussiva que une fãs à banda e fomenta grupos de estudo de percussão.

Recebidos calorosamente pelo público que estava presente, ao som de “Sejam Bem Vindos”, foram apresentados os novos cantores da Timbalada: Buja Ferreira, Rafa Chagas e a feirense Paula Sanffer. É o retorno de três cantores na linha de frente, o que já aconteceu em outros momentos da banda.

Sob a regência de seu criador, a sonoridade da nova Timbalada afirma sua base percussiva inconfundível, agora acompanhada pela voz suave e poderosa de Paula, pela personalidade irreverente do inquieto e talentoso cantor e compositor Rafa Chagas, e pelo talento, estilo e performance de peso do cantor e compositor Buja Ferreira.

“Eles têm uma aproximação tonal muito boa e compartilham uma sinergia também na alegria que juntos trazem para as músicas”, analisa o mestre Brown. “Além disso, andei por muito tempo sentindo uma falta enorme da presença de uma mulher na Timbalada, dessa suavidade típica do timbre feminino”, acrescenta.

O repertório da Timbalada do século XXI traz músicas novas e, claro, espaço também para os deliciosos hits da banda. “Todos os sucessos um dia foram inéditos. Quem quer apenas ouvir os hits da Timbalada, é melhor tocar o CD, porque nós vamos experimentar o novo”, avisa Brown.

Quem são os novos vocalistas

Conheça os novos vocalistas da Timbalada (entre eles, a feirense Paula Sanffer):

Buja Ferreira – Cantor, percussionista, compositor e cozinheiro, Buja Ferreira, 32 anos, teve sua primeira banda, Me Beija, aos 14 anos ainda na escola, mas seu primeiro instrumento, o pandeiro, ele aprendeu a tocar aos 12 anos para acompanhar os pais seresteiros na noite do bairro do Beiru (Tancredo Neves), onde nasceu e mora. Chegou a formar outras bandas, como Clima Total e Ejafras, até que decidiu investir no seu talento de compositor e oferecer a música A Pipa a um amigo músico. Mas o amigo sugeriu que ele mesmo cantasse e, para experimentar, fizesse um vídeo e jogasse na net. Assim nasceu a banda n@net, que projetou Buja como cantor e compositor. Hoje ele tem músicas gravadas por Tony Sales, Léo Santana e Márcio Victor e assina também canções que estão no repertório novo da Timbalada. Uma delas é Amendoada, que traz nome da deliciosa iguaria que também vem contribuindo para sua popularidade. É uma feijoada feita com amendoin no lugar do feijão. Quem já provou aprovou.

Paula Sanffer – A Timbalada é o segundo projeto de Paula tendo Carlinhos Brown como mentor. No último verão, Paula esteve à frente da Mukindala ao lado de Rafa Chagas e Gato Preto e mostrou a força da sua voz, que une suavidade e muita personalidade. Finalista do The Voice Brasil no time de Brown, a baiana de Feira de Santana, 38, começou a cantar quando tinha sete anos. Autodidata, Paula toca teclado, bateria e violão – este último com mais afinco, dada às inúmeras apresentações que a artista realizou em bares e em festas particulares com o instrumento durante a sua carreira solo. Na bagagem, também experiência como backing vocal do cantor Tayrone e a gravação de dois álbuns gospel.

Rafa Chagas – O baiano Rafa Chagas tem 22 anos, mas uma experiência de palco que explica a sua notável performance mesmo ainda tão jovem. Com um talento que sempre chamou a atenção de Carlinhos Brown, assumiu os vocais e fez bonito à frente da Mukindala no último verão. Morador do Acupe de Brotas, em Salvador, o cantor começou sua trajetória artística ainda na infância com a banda Yeba Beats, dirigida pelo tio MagaryLord. Aos 16 anos, já liderava o grupo Lactosamba, que marcou presença em grandes eventos como Sarau du Brown e ensaios da Timbadala. Além de cantor, Rafa é compositor e tem diversos hits na voz de artistas como Bruno Cardoso, Léo Santana, Xandy, Márcio Victor. Sua assinatura está, inclusive, no novo repertório da Timbalada, na canção Sou Timbaleiro, composição dele, Buja Ferreira, Jorginho Barbosa e Brown.

 

(Com informações da Assessoria da Timbalada).


Sobre o (a) autor (a):