Rio Jacuípe

Improbidade Administrativa

Ex-Prefeito, Secretária e Procurador são acionados por Improbidade Administrativa

Ex-prefeito José Ronaldo é acionado pelo MP por improbidade administrativa O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho; a secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas; o ex-subprocurador do Município, Cleudson Santos Almeida; e o então presidente da comissão de licitação no Município, Antônio Rosa de Assis, foram acionados pelo Ministério Público estadual por dispensa indevida de licitação realizada no ano de 2013, quando José Ronaldo era prefeito. Suspensão dos direitos políticos De acordo com o MP, o ato de improbidade causou ao erário um dano de R$ 6.379.495,62. Na ação, o promotor de Justiça Tiago de Almeida Quadros

Roberto Tourinho

Roberto Tourinho na Oposição

Tourinho na Oposição Em entrevista ao programa Acorda Cidade, nesta terça-feira (05), o prefeito Colbert Martins, comentou que Roberto Tourinho se tornou um vereador de oposição, após cobrança para afastar envolvidos no caso da Coofsaúde e propor uma CPI. A quem responder? Em pronunciamento, na sessão ordinária da última quarta-feira (06), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador comentou sobre a entrevista do prefeito e disparou que estava em dúvida a quem deveria responder, se “ao prefeito que governa ou o do Pilão, que despacha na Pousada Acalanto e no Hotel Atmosfera”. “Se ao prefeito ou ao chefe”.

Fila no CADH de Feira

Fila longa para marcar consulta no CADH, em Feira – Feira (A)notada

Fila longa, demora no atendimento e lotação no CADH Uma longa fila foi observada na manhã da última terça-feira, 05, na Rua Boticário Moncorvo, Centro da cidade. Tratava-se de pacientes do Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso (CADH), esperando a vez para marcar uma consulta com médicos especialistas. O interior da unidade estava completamente lotado e o sistema de marcação toda hora saía do ar, enquanto as pessoas com diabetes e hipertensão permaneciam na fila. Somente quatro vereadores assinaram pedido de CPI O pedido para a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende averiguar denúncias de irregularidades na

PSOL pede CPI na Câmara

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara – Feira (A)notada

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara Na manhã da última sexta-feira, 1º de fevereiro, no retorno das atividades na Câmara Municipal, o PSOL de Feira de Santana protocolou na Casa o pedido de CPI das fraudes na saúde do município, envolvendo contratos com as falsas cooperativas. O pedido foi entregue por Jhonatas Monteiro, ex-candidato a prefeito pelo partido, em mãos ao presidente da Câmara, vereador José Carneiro, que se comprometeu em apreciar o pedido no Plenário já na próxima segunda-feira, dia 4. Aprovados em concurso também querem CPI das cooperativas Trabalhadores da área de saúde, aprovados no concurso de

Novidades na Câmara Municipal

Novidades na Câmara Municipal de Feira de Santana – Feira (A)notada

Câmara reabre trabalhos legislativos A Câmara Municipal de Feira de Santana retomou as atividades na manhã desta sexta-feira (01). Em rito ordinário, foi realizada a leitura da ata da sessão anterior devidamente aprovada pelos edis presentes. O prefeito de Feira de Santana Colbert Martins da Silva Filho fez o pronunciamento e desejou bom retorno aos trabalhos. Estiveram presentes ainda o Procurador Geral do Município, Cleudson Almeida, secretários municipais, autoridades, representantes da sociedade civil e imprensa. Neinha deixa de ser suplente e assume a vaga deixada por Tom A vereadora Neinha (PTB), que estava no mandato como suplente, assume a vaga deixada

O retorno do Mercado de Arte de Feira

No último dia 4 de janeiro o Mercado de Arte Popular de Feira de Santana (MAP) voltou às suas atividades no local de origem. Esta foi a quarta reforma por que passou em sua história, do princípio até aqui, já tendo sido mercado de carne, cereais e roupas, parte principal de umas das maiores feiras livres do Brasil – feira que estendia-se até a atual Avenida Maria Quitéria.

Hoje, com o retorno do local original após uma demorada reforma de dois anos, o Mercado tem atraído a população feirense para visitar um dos principais pontos turísticos da cidade. Tive a curiosidade de visitar o MAP e conversar com alguns comerciantes do local, que passaram suas impressões sobre esse novo momento.

Seu Aleucik, relojoeiro, trabalha há trinta anos no Mercado de Arte. Passou, junto com outros colegas, dois anos no anexo do mercado ao lado do Terminal Central. “Sofremos muito ali. Lá não rendia muito por não ser um ponto estratégico, como é aqui no Mercado. Antes da reforma tínhamos um ganho muito bom. Espero que agora melhore depois dessa reforma”.

Há muitos elogios quanto à reforma do Mercado de Arte. Seu Dionísio Souza trabalha ao lado do Mercado há muitos anos, e diz que sentia-se envergonhado ao levar algum amigo ou parente ao lugar antes da reforma. “É com muita alegria que vejo esta transformação. Tem segurança para o caso de haver incêndio, os banheiros estão limpos e vistoriados, a iluminação está perfeita e tem até uma ventilação no teto”, nos disse.

O Mercado de Arte reformado

O Mercado de Arte reformado. Fotos: Silvio Tito/PMFS

Para o stand do cordelista Jurivaldo Alves, a reforma foi um dos melhores acontecimentos. Ele trabalhou durante vinte anos na rua, na feira livre. Com a reforma da praça onde trabalhava, a prefeitura retirou ele com a promessa de colocar no Mercado de Arte já reformado, e cumpriu a promessa. O stand de cordel de Seu Jurivaldo está sendo bem admirado e visitado.

Além de cordelista ele se intitula “folheteiro”. Explica que folheteiro é aquele que vende cordéis de vários autores. E aqui na Bahia, segundo afirma, o único folheteiro em exercício é ele, já que sobrevive exclusivamente do cordel.

“O público está satisfeito. Dois anos de sofrimento e agora estamos recuperando nosso tempo perdido. Aqui é o coração da Princesa do Sertão. O ponto de referência da cidade, onde as pessoas vão ao médico, à igreja e fazer outros tipos de compras. Eu trabalhava no relento, exposto à chuva, ao sol, à poeira e à poluição. E aqui, com uma tranquilidade dessa, melhorou, vamos dizer que cem por cento, à vista do que era meu trabalho lá fora para aqui. Inclusive, a vendagem aqui está correspondendo, está superando a expectativa. Está ótimo!”, diz seu Jurivaldo.

Marcelo, dono de um box no Mercado, reclama do aumento da taxa de manutenção. Cita também que, ao chover, ficam goteiras em boa parte da estrutura do teto e poças d’água no chão do Mercado. Mas elogia muito a reforma, que o deixou muito confortável para vender seus produtos.

Com a normalização das suas atividades, o Mercado de Arte tem recebido uma boa visitação, de feirenses de todos os cantos da cidade e visitantes de outros municípios baianos, e até de fora do estado. Pessoas que vão comprar lembranças típicas da região, admirar os produtos expostos ou simplesmente apreciar um dos pratos típicos servidos no almoço. Vida longa ao Mercado de Arte Popular de Feira de Santana!

OBS: A Prefeitura divulgou nota afirmando serão feitos os reparos no telhado do Mercado.


Abaixo, a programação cultural do Mercado de Arte no mês de janeiro:

Programação do Mercado de Arte


Sobre o (a) autor (a):