As Feiras de Feira de Santana

Fartura & Ossos

“Fartura & Ossos” – O novo livro do poeta Silvério Duque

O músico, professor, crítico literário e poeta feirense Silvério Duque acaba de lançar seu novo livro: “Fartura & Ossos”, obra que o autor descreve como sua “lira dos quarent’anos”. O livro, que traz 25 sonetos compostos entre 31 de março de 2018 e 31 de março de 2019, é uma auto-homenagem aos 40 anos de vida do autor. Com desenho de capa do artista plástico Gabriel Ferreira, posfácio de Elpídio Dantas Fonseca e prefácio do próprio autor, com efeito, “Fartura e Ossos”, segundo Elpídio Fonseca, “remete a várias situações descritas em seus sonetos: a superabundância da vida vivida, da qual só

BRT de Feira cada vez mais longe

BRT cada vez mais longe

Com queda no número de passageiros, BRT fica mais longe de ser implantado em Feira Cerca de 10% da frota do transporte público de Feira de Santana deixou de circular, devido à queda no número de passageiros. Trabalhadores do setor também foram demitidos. Associação alertou a pouca demanda de passageiros para a implantação do BRT Em agosto de 2015, a Associação Feirense de Engenheiros (AFENG), apresentou parecer técnico sobre o resultado da análise do “Sistema BRT Feira de Santana” e alertou sobre o volume de passageiros no momento mais crítico do dia, cerca de 5 mil passageiros por hora/sentido. Mas

Banda Calafrio

“Hiato”, o novo single da banda feirense Calafrio

“Um estado de ceticismo quase que total, ausência de sentidos e porquês, um momento de niilismo. O pensamento vagueia pela morte mas em busca de vida”, descreve o guitarrista Pedro Patrocínio, se referindo à letra de “Hiato”, o segundo single de seu novo EP. “A existência dessa canção se dá num momento de reclusão, numa jornada solitária com um pouco de autodestruição e muito de autoconhecimento”, explica o músico. “Hiato” é uma das cinco faixas do EP homônimo que a banda irá lançar até o final deste ano. Em setembro, eles apresentaram ao público o single “Primitivos”, que também ganhou um videoclipe, disponível no

Ícaro Irvin

O novo Procurador do Município

Colbert indica o novo Procurador do Município Ícaro Ivvin, atual superintendente do Procon, foi indicado pelo prefeito Colbert Martins, para ocupar a Procuradoria Geral do Município, no lugar de Cleudson Almeida. O nome de Ícaro foi aprovado na última quarta-feira (23), em votação unânime, pela Câmara Municipal de Feira de Santana. E quem vai assumir o Procon? O prefeito informou que vai convidar Cleudson Almeida para assumir o Procon, quando retornar de Brasília. Vereadores criticam o presidente Jair Bolsonaro Em pronunciamento, na sessão ordinária da última quarta-feira (23), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Carlito do Peixe

A “meia década” perdida da Saúde em Feira

A “meia década” perdida da Saúde em Feira

Os repasses para a Saúde em Feira de Santana tiveram leve elevação em relação aos anos anteriores, nos primeiros nove meses de 2019. O problema é que a base anterior é modesta, decorrente da prolongada crise econômica que abalroou o País – e as contas públicas – a partir de meados de 2014. Desde janeiro, foram aportados R$ 144,5 milhões em transferências obrigatórias e voluntárias. Os dados são do Portal da Transparência e referem-se, em toda a análise, aos nove primeiros meses de cada ano. A correção ocorreu com base no Índice de Preço ao Consumidor Amplo, o IPCA. Ano

Feirense Paula Sanffer é cantora da Mukindala, nova banda de Carlinhos Brown

Após a marcante participação no programa The Voice Brasil, a cantora feirense Paula Sanffer embarcou em um novo projeto de Carlinhos Brown, técnico de Paula no programa global. Ela agora integra a banda Mukindala, um grupo percussivo afro-brasileiro formado Paula, Rafa Chagas e Gato Preto. Veja o perfil de cada um dos integrantes:

Paula Sanffer

Paula Sanffer

Finalista da última edição do The Voice Brasil no time de Carlinhos Brown, a baiana de Feira de Santana, Ana Paula dos Santos Ferreira, 37, começou a cantar quando tinha sete anos. Vinda de uma família evangélica e cheia de artistas, Paula Sanffer, como é conhecida, começou sua carreira na igreja onde a mãe congregava. Autodidata, Paula toca teclado, bateria e violão – este último com mais afinco, dada às inúmeras apresentações que a artista realizou em bares e em festas particulares com o instrumento durante a sua carreira solo. Na bagagem, também a experiência como backing vocal do cantor Tayrone e a gravação de dois álbuns gospel. Mas é em 2016, justamente no momento em que Paula Sanffer comemora os seus 30 de relação com a música, que ela recebe o convite do seu técnico no reality show global para estar à frente de um novo projeto: a Mukindala.

Rafa Chagas

Rafa Chagas

O baiano Rafael Pereira Chagas da Silva, mais conhecido como Rafa Chagas, tem 21 anos, mas uma experiência de palco que explica a sua notável performance mesmo ainda tão jovem. Morador do Acupe de Brotas, em Salvador, o cantor começou sua trajetória artística ainda na infância com a banda Yeba Beats, dirigida pelo tio Magary Lord. Aos 16 anos, já liderava a sua segunda formação musical, o grupo Lactosamba, que marcou presença em grandes eventos da capital baiana como o Sarau du Brown e ensaios da Timbadala. Além de cantor, Rafa Chagas é compositor e tem diversos hits nas vozes de artistas como Bruno Cardoso (Sorriso Maroto), Léo Santana, Xandy (Harmonia do Samba) e Márcio Victor (Psirico). Agora à frente da Mukindala, ele ganha mais um espaço para escoar as suas criações e também para mostrar mais um de seus talentos, a dança, já que lidera as coreografias do grupo. Da black music ao semba, do merengue ao parambandam, Rafa Chagas improvisa passos que envolvem banda e público em uma perfeita interação.

Gato Preto

Gato Preto

Ele é rápido, talentoso e criativo. Não à toa recebeu o apelido de Gato Preto aos nove anos de idade, dada a sua habilidade com a Capoeira. Na música não é diferente. Aos 39 anos, Val Ferreira é o integrante mais velho da Banda Mukindala e leva para o grupo a experiência de quem tocou com Timbalada, Peu Meurray, Mikael Mutti e com o mestre Carlinhos Brown. Morador do Candeal Pequeno de Brotas, eleito um dos sete territórios criativos de Salvador, o percussionista Gato Preto completa a linha de frente da Mukindala apresentando o som de uma criação sua: a guitarra percussiva ou guitarra de tambor. Com um designer semelhante ao de uma guitarra, mas com teclado no lugar das cordas tradicionais, a guitarra percussiva foi criada por Gato Preto para adicionar frequências baixas ao ritmo merengue. Com o instrumento, o músico reproduz o som da guitarra, do tambor, do baixo e do surdo virado. Uma mistura que consegue chegar à sonoridade característica e única do parambandam.

 

Repertório e conceito

De acordo com matéria recentemente publicado no Jornal Correio, a Mukindala traz no repertório composições de Carlinhos Brown feitas para a banda, como Tremula, Axé Nunca Cai, Ameaça – versão dele para composição de Luiz Kallaf – e Ponto de Atravessar, esta última uma parceria com Michael Sullivan, música de trabalho da Mukindala.

“Há 30 anos a Axé Music levou a música da Bahia para o mundo, o mundo se apoderou dela e hoje ela não pode ser vista como regional. Queremos mostrar que, onde nasceu a Axé Music, tem muito mais. A Mukindala veio pra provar isso”, realça Brown.

Quem foi à Concha Acústica no início de novembro assistir ao Pérolas Mistas pôde ver a Mukindala em primeira mão. O grupo se apresentou logo após o encerramento do espetáculo sob as vistas do padrinho Brown, que ficou em um canto do palco assistindo perto a desenvoltura de sua nova criação.

Abaixo, o teaser de “Ponto de Atravessar”, o disco que está sendo preparado pela Mukindala:

[Teaser] Ponto de Atravessar – Mukindala

O dia amanheceu tão lindo! Hoje acaba de chegar nas rádios a música Ponto de Atravessar, o primeiro single da Mukindala!

Publicado por Mukindala em Sexta, 9 de dezembro de 2016

 

A Mukindala está no Facebook!


Sobre o (a) autor (a):