As Feiras de Feira de Santana

3 Peças de Teatro em setembro

3 peças teatrais imperdíveis que estarão em Feira em setembro

A cena teatral em Feira de Santana é intensa e fértil, com a produção de muitos espetáculos de repercussão e visibilidade nacional, além da recepção de peças de outras partes do país que encontram na cidade acolhimento para suas apresentações. Só para tomar um exemplo, em Feira ocorre um dos maiores festivais de teatro infantil do Brasil – o FENATIFS, que já está organizando sua 12ª edição para 2019. Nesse mês de setembro de 2019, o feirense terá a oportunidade de preencher sua programação com três espetáculos de muita qualidade, abordando a vida de figuras de relevância histórica: a pintora

Augusto Aras e Feira de Santana

A relação do Procurador de Bolsonaro com Feira de Santana

Quem acompanha o noticiário político nacional tem visto o debate em torno da indicação de Antônio Augusto Brandão de Aras para o cargo de Procurador Geral da República, feita pelo presidente Jair Bolsonaro. O que poucos feirenses sabem, entretanto, é que Augusto Aras tem íntima relação com Feira de Santana. Augusto é filho do ex-vereador Roque Aras, que exerceu o mandato na Câmara Municipal feirense entre 1971 e 1975 pelo MDB – partido que fazia oposição ao Regime Militar à época. Roque Aras foi também Deputado Estadual (1975-1979) e Deputado Federal (1979-1983). De acordo com o jornalista Dimas Oliveira, Augusto

Podcast para quem merece

O irreverente “Podcast para quem merece”

É crescente a quantidade de pessoas que consome conteúdo em áudio, no Brasil e no exterior. Dos áudiolivros aos podcasts, muitos usuários aproveitam os momentos de ócio em filas, no transporte ou mesmo nas tarefas domésticas para ouvir notícias, debates, aulas etc. A Rede Globo, por exemplo, percebeu a tendência, e lançou recentemente vários podcasts para sua audiência. Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde o usuário quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio,

Escola Municipal Maria Andiara Silva Souza

A (falta de) estrutura de uma escola em Jaguara

A diretora da APLB/Feira, professora Marlede Oliveira, visitou na última quarta-feira (4), a Escola Municipal Maria Andiara Silva Souza que fica localizada no Povoado da Barra no Distrito de Jaguara. Na escola foi constatado que: A Escola funciona com apenas duas salas de aula e uma professora para lecionar Infantil, 1° ano, 2° ano, 3° ano, 4º ano e o 5° ano; A professora não tem Reserva de 1/3 da Carga Horária; A Escola não tem Internet nem Coordenador Pedagógico. Metas do IDEB Desde 2011, Feira não atinge as metas do Ideb para os anos iniciais do Ensino Fundamental. O

“não é pressa, é saudade dela”

“Não é pressa, é saudade dela”

No auge da minha adolescência – nem faz muito tempo assim – eu tinha uma vontade: viajar por aí de caminhão. Pegar umas caronas com os caminhoneiros e partir sem um rumo certo. Apenas vivendo um momento de cada vez, em cada rodovia e estrada desse nosso tão grande país. Mas a vida adulta chega trazendo responsabilidades e os anseios por aventuras adormecem um pouco. Enquanto lembrava disso, percebi que a figura do caminhoneiro é um tanto fascinante… Observe que todos os meus anseios da adolescência é algo rotineiro para eles. Os caras não param, vivem o momento seja lá

3 lugares para comprar móveis artesanais em Feira de Santana

O setor moveleiro vive uma nova tendência nos últimos anos, trazendo versões de móveis mais arrojados, com características personalizadas e com a confecção das peças feita pelas mãos de artesãos que produzem em baixíssima escala. Estamos falando dos móveis feitos artesanalmente, muitas vezes produzidos com materiais reciclados, como paletes, madeiras de demolição e outras fontes não-convencionais de matéria prima.

Embora a busca por esses materiais tenha se popularizado mais recentemente (hoje é bastante comum ver ambientes requintados, frequentados e formulados pelo público de classe média-alta, utilizando móveis rústicos), grande parte dos construtores de móveis artesanais produzem suas peças há mais de 50 anos.

Em substituição aos móveis em MDF (sigla de Medium-Density Fiberboard), bastante vendidos pelas grandes distribuidoras, os móveis artesanais possuem como diferencial a durabilidade, o conforto, a personalização e o preço cobrado. Com a demanda do mercado, os artesãos se dedicam a, cada vez mais, produzir peças mais trabalhadas, às vezes sem o auxílio de nenhuma máquina, como foi observado na maioria das casas de móveis que visitamos para esta reportagem.

É bom lembrar que as movelarias a seguir são apenas uma pequena demonstração de um mercado com diversas opções para quem quer móveis personalizados e estilosos. Vamos lá!

Inoque móveis de Paletes

Móveis Artesanais - Inoque móveis em palete

Inoque da Silva Pereira possui uma loja de móveis feitos de paletes, no bairro Ponto Cental. Ele diz que as pessoas passaram a aderir aos móveis feitos desse material por causa, principalmente, da durabilidade. “Sem sombra de dúvidas, a durabilidade desses móveis é o principal fator para a adesão dessa nova tendência no mercado”.

“Outro ponto importante é a variedade de preços. Temos movéis a partir de R$10,00 reais, e isso faz com que pessoas de qualquer classe social possam ter em sua casa um móvel da ‘moda’. Além de todos esses pontos o que mais chama atenção é a renda do artesão, que sem sombra de dúvidas melhorou consideravelmente. As pessoas gostariam e procuram ter um produto desse em algum cômodo da casa, isso valoriza a casa do cliente e nosso trabalho também”, diz Inoque ao Feirenses.

ENDEREÇO: Rua Sabino Silva – Ponto Central.

FAIXA DE PREÇO: Móveis de R$10,00 a 200 reais.

Loja Móveis de Madeira

Móveis de madeira em Feira de Santana

Já o artesão Clauderimo Almeida Souza conta que desde os oito anos produz móveis feitos de madeira, profissão que aprendeu com seu pai, e tem muito orgulho de manter: “eu comecei fazendo móveis de bonecas e brinquedos, daí em diante fui me aperfeiçoando, e hoje fabrico todos os tipos de móveis. Vale lembrar que os móveis de madeira sempre foram mais resistentes que os de aglomerado e MDF, e por isso as pessoas estão preferindo os de madeira de lei que os de indústria propriamente dita”, contou.

Segundo Claudemiro, outro fator importante para o consumidor preferir pagar até mais caro em um produto de madeira e trabalhado à mão é a durabilidade. “Uma cadeira de madeira dura a vida inteira, e essas de hoje em dia, comprada nas grandes lojas provavelmente duram apenas um ano. Então é um dinheiro bem pago”.

ENDEREÇO: Rua Juvêncio Erudilho – Tanque na Nação

FAIXA DE PREÇO: Móveis a partir de R$ 70,00

Vime Decorações

Vime Decorações

Confeccionando móveis usando vime há mais de quarenta anos, Manoel da Silva fala que o maior motivo para as pessoas utilizarem cada vez mais os móveis artesanais, em geral, especialmente o vime, é a durabilidade do produto. “Trabalho com isso há quarenta anos, e além de viver com meu trabalho, ajudo as crianças e jovens da localidade a aprender a profissão.

“Hoje trabalho aqui com seis pessoas, pois a demanda vem aumentando consideravelmente, e posso dizer com certeza que a procura se dá em relação à durabilidade do móvel. Hoje em dia é muito difícil uma peça industrial durar mais de um ano. Esse material aqui, se for bem cuidado, chego a dizer que dura uma vida”, diz ele confirmando a mesma visão dos demais fabricantes de móveis artesanais na cidade.

ENDEREÇO: Rua Senador Quintino, Bairro Jardim Acácia.

FAIXA DE PREÇO: Móveis a partir de R$ 50,00.


Sobre o (a) autor (a):