Rio Jacuípe

Improbidade Administrativa

Ex-Prefeito, Secretária e Procurador são acionados por Improbidade Administrativa

Ex-prefeito José Ronaldo é acionado pelo MP por improbidade administrativa O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho; a secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas; o ex-subprocurador do Município, Cleudson Santos Almeida; e o então presidente da comissão de licitação no Município, Antônio Rosa de Assis, foram acionados pelo Ministério Público estadual por dispensa indevida de licitação realizada no ano de 2013, quando José Ronaldo era prefeito. Suspensão dos direitos políticos De acordo com o MP, o ato de improbidade causou ao erário um dano de R$ 6.379.495,62. Na ação, o promotor de Justiça Tiago de Almeida Quadros

Roberto Tourinho

Roberto Tourinho na Oposição

Tourinho na Oposição Em entrevista ao programa Acorda Cidade, nesta terça-feira (05), o prefeito Colbert Martins, comentou que Roberto Tourinho se tornou um vereador de oposição, após cobrança para afastar envolvidos no caso da Coofsaúde e propor uma CPI. A quem responder? Em pronunciamento, na sessão ordinária da última quarta-feira (06), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador comentou sobre a entrevista do prefeito e disparou que estava em dúvida a quem deveria responder, se “ao prefeito que governa ou o do Pilão, que despacha na Pousada Acalanto e no Hotel Atmosfera”. “Se ao prefeito ou ao chefe”.

Fila no CADH de Feira

Fila longa para marcar consulta no CADH, em Feira – Feira (A)notada

Fila longa, demora no atendimento e lotação no CADH Uma longa fila foi observada na manhã da última terça-feira, 05, na Rua Boticário Moncorvo, Centro da cidade. Tratava-se de pacientes do Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso (CADH), esperando a vez para marcar uma consulta com médicos especialistas. O interior da unidade estava completamente lotado e o sistema de marcação toda hora saía do ar, enquanto as pessoas com diabetes e hipertensão permaneciam na fila. Somente quatro vereadores assinaram pedido de CPI O pedido para a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende averiguar denúncias de irregularidades na

PSOL pede CPI na Câmara

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara – Feira (A)notada

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara Na manhã da última sexta-feira, 1º de fevereiro, no retorno das atividades na Câmara Municipal, o PSOL de Feira de Santana protocolou na Casa o pedido de CPI das fraudes na saúde do município, envolvendo contratos com as falsas cooperativas. O pedido foi entregue por Jhonatas Monteiro, ex-candidato a prefeito pelo partido, em mãos ao presidente da Câmara, vereador José Carneiro, que se comprometeu em apreciar o pedido no Plenário já na próxima segunda-feira, dia 4. Aprovados em concurso também querem CPI das cooperativas Trabalhadores da área de saúde, aprovados no concurso de

Novidades na Câmara Municipal

Novidades na Câmara Municipal de Feira de Santana – Feira (A)notada

Câmara reabre trabalhos legislativos A Câmara Municipal de Feira de Santana retomou as atividades na manhã desta sexta-feira (01). Em rito ordinário, foi realizada a leitura da ata da sessão anterior devidamente aprovada pelos edis presentes. O prefeito de Feira de Santana Colbert Martins da Silva Filho fez o pronunciamento e desejou bom retorno aos trabalhos. Estiveram presentes ainda o Procurador Geral do Município, Cleudson Almeida, secretários municipais, autoridades, representantes da sociedade civil e imprensa. Neinha deixa de ser suplente e assume a vaga deixada por Tom A vereadora Neinha (PTB), que estava no mandato como suplente, assume a vaga deixada

Moda na Sales Barbosa: encontrando tendências do Inverno 2016

Começo este meu primeiro post citando um poema de um acadêmico, advogado, jornalista, abolicionista e poeta romântico:

“Na sala das refeições

Junto ao pápá; cuidadosas

Lindas yáyás cor das rosas

Fazem crochet; dão lições…”

Eu vos apresento esse feirense multifacetado com nome de Francisco de Sales Barbosa, nascido em 1862. E foi por causa deste “meigo filósofo”, como era chamado pelo seu amigo Visconde de Taunay, que a antiga “rua do meio” passou a ser chamada de Sales Barbosa, mais conhecida como Calçadão da Sales (para quem ainda não se situou, é aquela rua que tem de “um tudo” e liga a praça Fróes da Motta ao centro comercial da cidade, na altura do Mercado de Arte Popular).

O calçadão, de uma ponta a outra, é uma verdadeira miscelânea. E, muitas vezes, o divertido é se perder para encontrar o que se quer. De camelôs a shopping popular, passando por armarinhos, lanchonetes, farmácias e por aí vai… Mas o seu forte mesmo é a moda. Ah, a moda… Peças industrializadas e handmade, marcas conhecidas, estilistas anônimos, infinitos estilos e possibilidades.

Nas minhas andanças pelo universo da moda, participei do seminário Senac SP Moda Informação/Inverno 2016. Em meio a tantas informações, palestras, vídeos, estilos, cores, materiais, tecidos e estampas, me deparei com a interessante exposição da coleção que seria a tendência deste inverno, este que sentimos agora. Instantaneamente, liguei essas produções à minha querida e diversificada Sales, me senti como no emaranhado do crochet das lindas yáyás.

Então resolvi lançar-me o desafio: fazer produções de moda na Sales Barbosa, tendo como referências algumas tendências nacionais e internacionais vistas naquele importante evento de moda, a fim de inspirar vocês, queridas leitoras, a fazerem os seus próprios looks.

Basta colocar em prática a criatividade e arrasar nas produções.

Boa sorte!

Sessentinha

Uma tendência de muita alfaiataria com inspiração na modelagem dos anos 60. Casacos, gola alta, detalhes em pele sintética colorida, materiais iridescentes e metalizados são o forte dessa tendência.

Cartela de cores: Violeta, azul, ultramar, bordô, mel, vermelho, blush e tons adocicados.

Sessentinha

Obs.: A estampa da saia chama-se poá. E quando as bolinhas são pequenas, petit poá (ou, em francês, petit-pois).

Decor Mix

Inspirada na ornamentação, tem como referência os anos 70 e o mundo folk. Muitas peças ricas em detalhes e de aspecto artesanal. Estamparias e cores são inspiradas os elementos da natureza que dá equilíbrio aos casacos de pele mais estruturados e em alguns casos casacos mais pesados.

Cartela de cores: Preto, verde garrafa, abóbora, caramelo, beterraba, cereja e cacau.

Decor Mix

Zona de Conforto

Não existe nome mais apropriado para esta tendência. Tecidos, formas e texturas aconchegantes como um abraço. Peças confortáveis, casamento perfeito de sobreposições são os agasalhos oversized, muitas vezes em tricô com saias e calças. Tudo muito prático e minimalista, o luxo dessa tendência está na simplicidade.

Cartela de cores: Nude, leite, rosê, cogumelo, marinho, violeta e verde militar.

Zona de Conforto

 

Modelo: Ruth Cerqueira Maia

Fotos: Ena Lélis

Maquiagem: Jane Bispo


Sobre o (a) autor (a):