Rio Jacuípe

Improbidade Administrativa

Ex-Prefeito, Secretária e Procurador são acionados por Improbidade Administrativa

Ex-prefeito José Ronaldo é acionado pelo MP por improbidade administrativa O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho; a secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas; o ex-subprocurador do Município, Cleudson Santos Almeida; e o então presidente da comissão de licitação no Município, Antônio Rosa de Assis, foram acionados pelo Ministério Público estadual por dispensa indevida de licitação realizada no ano de 2013, quando José Ronaldo era prefeito. Suspensão dos direitos políticos De acordo com o MP, o ato de improbidade causou ao erário um dano de R$ 6.379.495,62. Na ação, o promotor de Justiça Tiago de Almeida Quadros

Roberto Tourinho

Roberto Tourinho na Oposição

Tourinho na Oposição Em entrevista ao programa Acorda Cidade, nesta terça-feira (05), o prefeito Colbert Martins, comentou que Roberto Tourinho se tornou um vereador de oposição, após cobrança para afastar envolvidos no caso da Coofsaúde e propor uma CPI. A quem responder? Em pronunciamento, na sessão ordinária da última quarta-feira (06), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador comentou sobre a entrevista do prefeito e disparou que estava em dúvida a quem deveria responder, se “ao prefeito que governa ou o do Pilão, que despacha na Pousada Acalanto e no Hotel Atmosfera”. “Se ao prefeito ou ao chefe”.

Fila no CADH de Feira

Fila longa para marcar consulta no CADH, em Feira – Feira (A)notada

Fila longa, demora no atendimento e lotação no CADH Uma longa fila foi observada na manhã da última terça-feira, 05, na Rua Boticário Moncorvo, Centro da cidade. Tratava-se de pacientes do Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso (CADH), esperando a vez para marcar uma consulta com médicos especialistas. O interior da unidade estava completamente lotado e o sistema de marcação toda hora saía do ar, enquanto as pessoas com diabetes e hipertensão permaneciam na fila. Somente quatro vereadores assinaram pedido de CPI O pedido para a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende averiguar denúncias de irregularidades na

PSOL pede CPI na Câmara

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara – Feira (A)notada

PSOL protocola pedido de CPI na Câmara Na manhã da última sexta-feira, 1º de fevereiro, no retorno das atividades na Câmara Municipal, o PSOL de Feira de Santana protocolou na Casa o pedido de CPI das fraudes na saúde do município, envolvendo contratos com as falsas cooperativas. O pedido foi entregue por Jhonatas Monteiro, ex-candidato a prefeito pelo partido, em mãos ao presidente da Câmara, vereador José Carneiro, que se comprometeu em apreciar o pedido no Plenário já na próxima segunda-feira, dia 4. Aprovados em concurso também querem CPI das cooperativas Trabalhadores da área de saúde, aprovados no concurso de

Novidades na Câmara Municipal

Novidades na Câmara Municipal de Feira de Santana – Feira (A)notada

Câmara reabre trabalhos legislativos A Câmara Municipal de Feira de Santana retomou as atividades na manhã desta sexta-feira (01). Em rito ordinário, foi realizada a leitura da ata da sessão anterior devidamente aprovada pelos edis presentes. O prefeito de Feira de Santana Colbert Martins da Silva Filho fez o pronunciamento e desejou bom retorno aos trabalhos. Estiveram presentes ainda o Procurador Geral do Município, Cleudson Almeida, secretários municipais, autoridades, representantes da sociedade civil e imprensa. Neinha deixa de ser suplente e assume a vaga deixada por Tom A vereadora Neinha (PTB), que estava no mandato como suplente, assume a vaga deixada

Crônicas da Micareta de Feira – O fenômeno de uma música só

Era um hit apenas. Quem não se lembra do famoso refrão: “…chora bananeira/bananeira chora/chora bananeira/meu amor já foi embora…”. O famoso carro da Pitú, patrocinado pela marca de uma aguardente com o mesmo nome. Ele pode ser considerado um verdadeiro fenômeno, haja vista que tocava apenas uma música em várias horas de desfile pela Praça João Pedreira.

Geralmente começava sua passagem por volta das 21h. Enquanto outros trios elétricos animavam a Senhor dos Passos e parte da Avenida Getúlio Vargas, o pequeno carro dava centenas de voltas pela João Pedreira, arrastando às vezes, mais de dez mil pessoas. No dia final da Micareta, iniciava a folia às 18h.

Era interessante pelo fato de repetir centenas de vezes a mesma música sem fazer com que o povo enjoasse. Ao contrário, essa era a sua grande marca. Ele não tinha hora exata de parar, segurando o som até o ultimo folião. Certa feita, a coisa foi ficando ainda melhor, pois começou a distribuir latinhas com a famosa cachaça. A turma que gostava se acabava bebendo todas e mais umas.

 

Um dia, comecei a observar e descobri que quando ele sinalizava que iria entrar pela Rua Marechal Deodoro da Fonseca, nada mais era que a senha para avisar que ia parar. Ali na Marechal concentravam-se as famosas “barraquinhas de fubuia, peixe frito e passarinha”. Assim sendo, os foliões começaram a ficar atentos e em algumas ocasiões, quando o carro dava o primeiro sinal que entraria naquela rua, eles simplesmente faziam uma barreira humana, no sentido de evitar, pois sabiam que seria o fim da festa.

Dessa forma, passaram a negociar com o motorista para que desse pelo menos mais duas voltas, para delírio da massa. Nunca, na história da Micareta de Feira de Santana, uma música foi tão executada! Faz tempo que esse carro não comparece na Micareta. Fica a dica para o caso de alguém souber o contato, fazer uma ponte para que o fenômeno reapareça, para nossa felicidade!

 

Foto de capa: Jacinto Silva, que gravou a música “Chora Bananeira” na década de 60.


Sobre o (a) autor (a):