As Feiras de Feira de Santana

Contratação sem licitação

Prefeitura contrata empresa sem licitação por quase R$ 16 milhões

A Prefeitura Municipal de Feira de Santana contratou a IMAP (Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Mutuípe), para prestar serviços profissionais na área de saúde para atender as unidades da rede própria do município. Dispensa de licitação A  IMAP foi contratada de forma emergencial por R$ 15.950.673,16 (quinze milhões, novecentos e cinquenta mil, seiscentos e setenta e três reais e dezesseis centavos). A assinatura do contrato ocorreu no dia 29 de agosto e seu extrato foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do Município nesta quinta-feira, 12. Justiça determinou a contratação de concursados Em janeiro de 2019, o

3 Peças de Teatro em setembro

3 peças teatrais imperdíveis que estarão em Feira em setembro

A cena teatral em Feira de Santana é intensa e fértil, com a produção de muitos espetáculos de repercussão e visibilidade nacional, além da recepção de peças de outras partes do país que encontram na cidade acolhimento para suas apresentações. Só para tomar um exemplo, em Feira ocorre um dos maiores festivais de teatro infantil do Brasil – o FENATIFS, que já está organizando sua 12ª edição para 2019. Nesse mês de setembro de 2019, o feirense terá a oportunidade de preencher sua programação com três espetáculos de muita qualidade, abordando a vida de figuras de relevância histórica: a pintora

Augusto Aras e Feira de Santana

A relação do Procurador de Bolsonaro com Feira de Santana

Quem acompanha o noticiário político nacional tem visto o debate em torno da indicação de Antônio Augusto Brandão de Aras para o cargo de Procurador Geral da República, feita pelo presidente Jair Bolsonaro. O que poucos feirenses sabem, entretanto, é que Augusto Aras tem íntima relação com Feira de Santana. Augusto é filho do ex-vereador Roque Aras, que exerceu o mandato na Câmara Municipal feirense entre 1971 e 1975 pelo MDB – partido que fazia oposição ao Regime Militar à época. Roque Aras foi também Deputado Estadual (1975-1979) e Deputado Federal (1979-1983). De acordo com o jornalista Dimas Oliveira, Augusto

Podcast para quem merece

O irreverente “Podcast para quem merece”

É crescente a quantidade de pessoas que consome conteúdo em áudio, no Brasil e no exterior. Dos áudiolivros aos podcasts, muitos usuários aproveitam os momentos de ócio em filas, no transporte ou mesmo nas tarefas domésticas para ouvir notícias, debates, aulas etc. A Rede Globo, por exemplo, percebeu a tendência, e lançou recentemente vários podcasts para sua audiência. Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde o usuário quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio,

Escola Municipal Maria Andiara Silva Souza

A (falta de) estrutura de uma escola em Jaguara

A diretora da APLB/Feira, professora Marlede Oliveira, visitou na última quarta-feira (4), a Escola Municipal Maria Andiara Silva Souza que fica localizada no Povoado da Barra no Distrito de Jaguara. Na escola foi constatado que: A Escola funciona com apenas duas salas de aula e uma professora para lecionar Infantil, 1° ano, 2° ano, 3° ano, 4º ano e o 5° ano; A professora não tem Reserva de 1/3 da Carga Horária; A Escola não tem Internet nem Coordenador Pedagógico. Metas do IDEB Desde 2011, Feira não atinge as metas do Ideb para os anos iniciais do Ensino Fundamental. O

O Clipe “Futurista”, da Rapper Feirense Duquesa

A Rapper Feirense Duquesa acaba de lançar seu novo videoclipe, “Futurista”, produzido pela também feirense Live Filmes. A letra do Rap é da própria Duquesa, que toca de maneira incisiva em questões como machismo e racismo, mostrando os desafios enfrentados por mulheres jovens e negras para se afirmarem na sociedade contemporânea. Antes de assistir ao clipe, vale ler a poesia:

Futurista
Letra: Duquesa

Catastrófica aparição
Vejo tudo na minha mão
Lutando contra minha ambição
Vaidade que cega canção
Muito bendita quando incomodo racista,
sempre irritando machista
Maldita por ser tão bem vista
Gero ódio mas comemoro a conquista.

Brigo comigo pra fazer tudo girar
Pretas me vêem com brilho no olhar
Pareço heroína por representar
Digo que é indescritível onde podem chegar.

Eu não nasci pra ficar nessa vida atoa
Muito menos no baixo dessa grande gangorra
Digo pra mim mesma que posso e repasso
Ninguém nunca me disse que eu posso ser patroa.

O sistema tem função de aprisionar a nossa mente
Querem ver nossa cara sempre no noticiário
Como traficante ou cúmplice de um assalto
Morrendo ou pobre, mas nunca o contrário.

Eu acho um absurdo ter somente um salário
Queria que fosse um palácio o lugar onde resido
Sem ter que ser engrenagem na máquina de um chefe
Você mais cansado e ele mais rico.

Querem que tenhamos pensamentos rasos,
o meu foi tão raro
Eles não sabem disso!
Segundo mundo meu corpo é fechado
Blindada de fé, sigo .

Então me propus a fazer um sacrifício
Tudo pela família e pelos meus ideais
Vivo enquanto canto, canto enquanto vivo
Homens são maus, eu prometo ser mais.

Me pergunto se vale a pena tá aqui
Um instante achei que não haveria sentido
Sei que elas querem ser um pouco de mim
Por isso engulo ego e me torno indestrutível.

Faço bons olhares serem o meu combustível
Ser porta-voz de quem nunca foi ouvido aqui
Mc frustado canta pro próprio umbigo
Não me importo por isso faço mais um inimigo.

Separando o joio do trigo
Não dêem ouvidos a eles
Eles não queria ver isso né?
Eu represento perigo né?

Incômodo quando tenho classe onde transito
Irrito quando eles não conseguem me alcançar
Maldita quando as câmeras querem focar em mim
Gero ódio porque sabem que eu posso conquistar.

Falácia machista já não me assusta
Carregam meu nome igual doce na boca
Era impossível a um tempo atrás
Eu sei o que passei pra tentar ser inclusa.

Hoje aprendi a expulsar
Todo sentimento que me aprisiona
Tirei todo conforto da minha zona
Tramei todo esse plano com a minha banca.

Preta tu pode, nós podemos tudo
Esse game “nois” fode e acaba com tudo
Eu não me assusto e nem mais me frusto
Sei bem que vai colher todos esses frutos.

Causa estranheza ver uma preta
Ocupar o espaço nessa mesa
Era previsível eu tinha certeza
O futuro é nosso, não entendo a surpresa.

Catastrófica aparição
Vejo tudo na minha mão
Lutando contra minha ambição
Vaidade que cega canção
Muito bendita quando incômodo racista,
sempre irritando machista
Maldita por ser tão bem vista
FUTURISTA.


Com direção de Eduardo Quintela, o clipe é uma das melhores produções audiovisuais já feitas em Feira de Santana. Apenas assista:

 

Segue a ficha técnica completa do clipe:

Elenco:
Letícia Fraga, Eduardo Coutinho, Enrique Quidute,
Leniston Magalhães, João Vinicius, Alan Bruno Barros,
Suelen Thaine, Karol Freitas, Juciara Alves.

Stylist:
Laura Iohanna

Makeup:
Andriany Smith

Direção:
Eduardo Quintela

Direção de Fotografia:
Elielson Pita // Júnior Araújo

Assistente de Câmera:
Henrique Neto

Produção:
Live // Duquesa

Agradecimentos:
Croqui // LacreAfro // Daniel Parente // Ser Mulher Fibras // Clube4work // Elayne Almeida // Jhonny Nery // Ana Paula Falcão


Sobre o (a) autor (a):