Rio Jacuípe

Roberto Mendes

Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura

Um dos maiores artistas que a Bahia produziu estará em Feira de Santana na próxima quinta-feira: o cantor, compositor e ativista santamarense Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura, um dos principais espaços culturais de Feira de Santana. Mendes apresentará um show com tema caro a Feira de Santana: “A chula do Recôncavo com o Canto do Sertão”. Situada entre o Recôncavo e o Sertão, Feira tem a oportunidade de se reconhecer na apresentação de um notável defensor do Samba da Bahia, e do Samba antes do Samba, como ele diz, se referindo à Chula. Ele caracteriza a Chula

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana Milhares de manifestantes foram às ruas do centro de Feira de Santana, protestar contra os cortes de verbas da educação, anunciados pelo MEC. Bolsonaro, Rui Costa e Colbert também foram alvos das críticas. Os três chefes do executivo estavam em viagem oficial Bolsonaro nos Estados Unidos, Rui, na China e Colbert, novamente, em Brasília, para tratar de diversos assuntos, dentre os quais o Hospital da Mulher, onde em menos de uma semana 03 bebês morreram devido à grande demanda e a falta de leitos nas maternidades do município. Professores da UEFS contra os cortes

Desemprego em Feira

Emprego formal se reduz no primeiro trimestre em Feira

No primeiro trimestre de 2019 o desemprego voltou a mostrar as suas garras aqui na Feira de Santana. Foram, no saldo, 480 empregos a menos, no saldo entre admissões (8,7 mil) e demissões (9,1 mil). Os mais penalizados foram os comerciários: no saldo, enxugaram-se 162 oportunidades para esses profissionais. Alguém mais otimista pode enxergar, aí, aquele movimento natural de dispensa do excedente que foi contratado para as festas de final de ano. O preocupante, porém, é que a redução de empregos alcançou atividades que não se relacionam diretamente ao vaivém natural do comércio. É o caso da construção civil, que

Crise na Saúde de Feira de Santana

Crise na Saúde em Feira

Mães encontram dificuldades para dar à luz nos hospitais públicos de Feira de Santana No último domingo, foi comemorado o dia das mães. Porém, nem todas tiveram a razão de comemorar esse dia tão especial em Feira de Santana. Em menos de uma semana 03 bebês morreram no Hospital da Mulher, devido à grande demanda e a falta de leitos nas maternidades do município. Hospital da Mulher atende 20% acima da sua capacidade A presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, Gilberte Lucas, informou que “é inadmissível uma Maternidade Municipal que está atendendo com mais de 20% de sua

O imperdível Festival Beba a Cidade

Feira de Santana vai receber uma importante iniciativa para os apreciadores de cervejas artesanais: o Festival Beba a Cidade, organizado pela feirense Cervejaria Sertões em parceria com o Hotel Ibis/Feira. O evento contará com a presença de 7 cervejarias artesanais, a maioria delas, locais (Brassaria de Vidro, Zartchmann Bier, Dragórnia, Cervejaria Aguste, Bressy Beer, Cervejaria Sméra e Cervejaria Sertões). Além disso, haverá uma palestra sobre mercado cervejeiro (promovida por um colaborador do SEBRAE-BA), atrações musicais, lançamento de cerveja, cardápio gourmet exclusivo do Hotel Ibis, brassagem coletiva (produção de cerveja) e um #TapWall com 8 estilos de cervejas a serem comercializadas

O Clipe “Futurista”, da Rapper Feirense Duquesa

A Rapper Feirense Duquesa acaba de lançar seu novo videoclipe, “Futurista”, produzido pela também feirense Live Filmes. A letra do Rap é da própria Duquesa, que toca de maneira incisiva em questões como machismo e racismo, mostrando os desafios enfrentados por mulheres jovens e negras para se afirmarem na sociedade contemporânea. Antes de assistir ao clipe, vale ler a poesia:

Futurista
Letra: Duquesa

Catastrófica aparição
Vejo tudo na minha mão
Lutando contra minha ambição
Vaidade que cega canção
Muito bendita quando incomodo racista,
sempre irritando machista
Maldita por ser tão bem vista
Gero ódio mas comemoro a conquista.

Brigo comigo pra fazer tudo girar
Pretas me vêem com brilho no olhar
Pareço heroína por representar
Digo que é indescritível onde podem chegar.

Eu não nasci pra ficar nessa vida atoa
Muito menos no baixo dessa grande gangorra
Digo pra mim mesma que posso e repasso
Ninguém nunca me disse que eu posso ser patroa.

O sistema tem função de aprisionar a nossa mente
Querem ver nossa cara sempre no noticiário
Como traficante ou cúmplice de um assalto
Morrendo ou pobre, mas nunca o contrário.

Eu acho um absurdo ter somente um salário
Queria que fosse um palácio o lugar onde resido
Sem ter que ser engrenagem na máquina de um chefe
Você mais cansado e ele mais rico.

Querem que tenhamos pensamentos rasos,
o meu foi tão raro
Eles não sabem disso!
Segundo mundo meu corpo é fechado
Blindada de fé, sigo .

Então me propus a fazer um sacrifício
Tudo pela família e pelos meus ideais
Vivo enquanto canto, canto enquanto vivo
Homens são maus, eu prometo ser mais.

Me pergunto se vale a pena tá aqui
Um instante achei que não haveria sentido
Sei que elas querem ser um pouco de mim
Por isso engulo ego e me torno indestrutível.

Faço bons olhares serem o meu combustível
Ser porta-voz de quem nunca foi ouvido aqui
Mc frustado canta pro próprio umbigo
Não me importo por isso faço mais um inimigo.

Separando o joio do trigo
Não dêem ouvidos a eles
Eles não queria ver isso né?
Eu represento perigo né?

Incômodo quando tenho classe onde transito
Irrito quando eles não conseguem me alcançar
Maldita quando as câmeras querem focar em mim
Gero ódio porque sabem que eu posso conquistar.

Falácia machista já não me assusta
Carregam meu nome igual doce na boca
Era impossível a um tempo atrás
Eu sei o que passei pra tentar ser inclusa.

Hoje aprendi a expulsar
Todo sentimento que me aprisiona
Tirei todo conforto da minha zona
Tramei todo esse plano com a minha banca.

Preta tu pode, nós podemos tudo
Esse game “nois” fode e acaba com tudo
Eu não me assusto e nem mais me frusto
Sei bem que vai colher todos esses frutos.

Causa estranheza ver uma preta
Ocupar o espaço nessa mesa
Era previsível eu tinha certeza
O futuro é nosso, não entendo a surpresa.

Catastrófica aparição
Vejo tudo na minha mão
Lutando contra minha ambição
Vaidade que cega canção
Muito bendita quando incômodo racista,
sempre irritando machista
Maldita por ser tão bem vista
FUTURISTA.


Com direção de Eduardo Quintela, o clipe é uma das melhores produções audiovisuais já feitas em Feira de Santana. Apenas assista:

 

Segue a ficha técnica completa do clipe:

Elenco:
Letícia Fraga, Eduardo Coutinho, Enrique Quidute,
Leniston Magalhães, João Vinicius, Alan Bruno Barros,
Suelen Thaine, Karol Freitas, Juciara Alves.

Stylist:
Laura Iohanna

Makeup:
Andriany Smith

Direção:
Eduardo Quintela

Direção de Fotografia:
Elielson Pita // Júnior Araújo

Assistente de Câmera:
Henrique Neto

Produção:
Live // Duquesa

Agradecimentos:
Croqui // LacreAfro // Daniel Parente // Ser Mulher Fibras // Clube4work // Elayne Almeida // Jhonny Nery // Ana Paula Falcão


Sobre o (a) autor (a):