Rio Jacuípe

Porque eu te amei

O que ‘Porque eu te amei’ tem a falar sobre Feira?

Já passado alguns meses do lançamento do filme feirense de Tiago Rocha, que gerou assunto durante um bom tempo e lotou praticamente todas as sessões enquanto esteve em exibição, o longa, embora já fora dos cinemas, ainda tem muito que falar. E não me refiro exclusivamente aos temas abordados no enredo. Como violência doméstica, abuso, estupro etc. Mas, também, sobre o nosso olhar sobre Feira. Porque eu te amei é uma espécie de grito da classe artística feirense. Uma produção independente, envolvendo profissionais e entusiastas da cidade, lançada por aqui de maneira honrada e reconhecida – principalmente por quem duvidou.

Irving São Paulo

O ator feirense Irving São Paulo

Provavelmente você conhece o rosto do ator Irving São Paulo, filho de um histórico cineasta brasileiro, Olney São Paulo. Irving, nascido em Feira de Santana, estrelou grandes novelas brasileiras, a exemplo de “Bebê a bordo”, “Mulheres de Areia”, “A Viagem” e “Torre de Babel”. Irving nasceu em 26 de outubro de 1964, em Feira, onde iniciou a atuar em peças de teatro. Faleceu precocemente, aos 41 anos de idade, vítima de pancreatite necro-hemorrágica. Recentemente o Vídeo Show dedicou uma edição do quadro “Memória Nacional” ao ator feirense, mostrando sua trajetória e múltiplos talentos (em especial a música):   A seguir,

Jogo de Nonô

O jogo de Nonô

“Tira a mão do ovo, Nonô!”, protesta Toinho Cabeção quando o coroa de 86 anos chega para almoçar. É assim todo início de mês: Nonô chega na lanchonete do Centro Mandacaru apoiando uma mão na bengala e a outra oscilando entre o bolso e algumas coçadinhas no meio da calça. Ele não terceiriza o saque da aposentadoria, tanto por vigilância orçamentária quanto por deleite ritualístico: após ir ao banco, compra os remédios do mês, apara o cabelo que lhe resta e arrisca tornar-se milionário nos seis números da mega. “Jogar na mega pra onde, Nonô? Vai gastar esse milhão com

Colbert e Targino

Targino e Colbert trocam farpas

Sem informação Após a população do Conjunto Viveiros realizar uma manifestação por conta da falta de médico no Posto de Saúde da localidade, o prefeito Colbert Martins disse o seguinte: “não tinha informação que o posto médico do Viveiros estava tanto tempo (cerca de sete meses) sem médico”. Targino cobra afastamento da Secretária de Saúde e do Procurador do município O Deputado Estadual Targino Machado (DEM), durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia, nesta terça-feira, 21, cobrou do prefeito de Feira de Santana, o afastamento da Secretária Municipal de Saúde, Denise Mascarenhas, e do Procurador do município, Cleudson

Roberto Mendes

Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura

Um dos maiores artistas que a Bahia produziu estará em Feira de Santana na próxima quinta-feira: o cantor, compositor e ativista santamarense Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura, um dos principais espaços culturais de Feira de Santana. Mendes apresentará um show com tema caro a Feira de Santana: “A chula do Recôncavo com o Canto do Sertão”. Situada entre o Recôncavo e o Sertão, Feira tem a oportunidade de se reconhecer na apresentação de um notável defensor do Samba da Bahia, e do Samba antes do Samba, como ele diz, se referindo à Chula. Ele caracteriza a Chula

O que tem nesta sexta no Feira Noise Festival #FeiraMundo

O Feira Noise Festival está chegando ao fim, mas de modo intenso e com muita qualidade. A partir de hoje, sexta-feira, inicia a jornada do Festival no Teatro de Arena do Centro de Cultura Amélio Amorim – uma das partes mais esperadas do maior Festival de artes integradas da Bahia.

Nesta postagem você confere todas as informações sobre os shows que ocorrerão e seus respectivos horários (garanta seu ingresso online agora!):

Sexta-Feira, 18h: Roça Sound

Explorando sonoridades entre a Cultura Nordestina, Rap, Dembow, Reggae e Dance Hall, o grupo Roça Sound possui letras que falam do cotidiano variando entre o social e o sentimental. Tendo o suingue como marca, essa equipe vem com referências nordestinas unificadas ao “Sound System” e ao “Bass Line” como forma de execução. Veja um aperitivo:

 

Sexta-Feira, 19h: Sincronia Primordial

O Sincronia Primordial é um grupo de RAP de Feira de Santana formado por Dimme Roots MC, Dois As, Robert Beats DJ e BeatMaker. O grupo se conheceu há algum tempo, mas sua formação é recente. Eles carregam consigo uma história já antiga dentro das batidas da vertente. Veja o clipe “Nas ruas do nordeste”, do Sincronia Primordial:

 

Sexta-Feira, 19h50: Pastel de Miolos

Pastel de Miolos é uma lendária banda baiana de punk rock, com mais de vinte anos de rodagem. O punk rock cru e visceral transpira nesse power trio, lotado de feeling e sinceridade em cada pancada soltada no ritmo do chamado ‘três acordes’. O punk ainda segue vivo, forte e a prova disso é a resistência da Pastel de Miolos, que vem produzindo trabalhos desde os velhos K7’s até os tempos atuais. Assista ao clipe “Desobediência Civil”:

 

Sexta-Feira, 20h40: Inventura

O Inventura pratica um rock simples e cativante, com arranjos que passeiam por diferentes texturas musicais e letras com temáticas que envolvem facetas do cotidiano e do comportamento humano. Confira o som do Inventura no clipe “O Prego no Chinelo do Anão”:

 

Sexta-Feira, 21h30: Retrofoguetes

Conhecidos em todo o Brasil como um dos mais virtuosos e conceituados grupos de música instrumental do cenário independente, os Retrofoguetes surgiram em Salvador, em 2002, da dissolução dos Dead Billies. Em seus temas, misturam elementos da surf music, rockabilly, jazz, polca e música latina, com uma ambientação na literatura, cinema e HQs de ficção científica. O resultado é uma música pop bem-humorada e extremamente visual, como trilha sonora de um filme imaginário. Veja uma pequena demonstração:

 

Sexta-Feira, 22h30: Marcella Bellas

A cantora e compositora Marcela Bellas faz parte da nova geração da música pop brasileira, sendo reconhecida pelo público e crítica por sua voz doce e singular, além de canções pop, românticas e dançantes. Confira:

 

Sexta-Feira, 23h20: Clube de Patifes

O Clube de Patifes é uma banda feirense com mais de 15 anos de carreira, praticando uma linguagem musical que transita entre o blues e o rock. Trata-se de uma das referências de criatividade e inventividade no atual cenário da música baiana. Confira uma bela demonstração do que eles fazem:

 

Sexta-Feira, 00h10: Maglore

Maglore é uma banda baiana de MPB e rock formada em meados de 2009, com uma trajetória significativa até aqui. Já dividiu o palco com nomes como Frejat, Marcelo Jeneci, Móveis Coloniais de Acaju, Wilson das Neves, Do Amor, BNegão, Teatro Mágico, Deadfish, Eddie, Mombojó, Vanguart, Cascadura e outros. Quer entender esse sucesso? Veja abaixo um aperitivo:

 

Feira Noise Festival


Sobre o (a) autor (a):