Rio Jacuípe

São José das Itapororocas (Maria Quitéria): passado e presente

Os mitos fundacionais de uma cidade/civilização são sempre cercados de muitos personagens, estórias, acontecimentos, perseguições, guerras e muitas reviravoltas. No caso dos mitos fundacionais das cidades brasileiras quase todos são contados levando como ponto de partida a chegada do colonizador, a expulsão dos povos indígenas nativos e a construção de igrejas, estradas, fortes e pequenas povoações. O mito fundacional comumente conhecido da cidade de Feira de Santana é aquele ligado à história da doação das terras para a construção da capela em devoção à Sant’Ana no Alto da Boa Vista, por Domingos Barbosa de Araújo e sua esposa Ana Brandão,

Pá Rua?

Pá Rua?

Outro dia, peguei Robson. Não exatamente “peguei”, no sentido em que vossas consagradas cabeças maliciosas estão pensando. Eu não botei minha língua na boca dele. Robson é ligeirinho. Eu usufrui de seus serviços clandestinos de transporte alternativo. É sempre uma viagem andar com Robson. Porque ele é o mais atípico dos ligeirinhos. É o mais lento, mas o mais organizado. Ele transforma um Fox em minivan e leva 70 pessoas — confortavelmente. Para honra e glória de Oxalá, eu fui na frente. Sozinho. Uma raridade, às 7 da manhã no Parque Lagoa Subaé. Meu bairro não é dos mais populosos,

Rua Marechal em mão única

Feira (A)notada: Marechal em mão única e novidade na Câmara

Lulinha entrega o cargo de Líder do Governo Após alguns colegas vereadores manifestarem a insatisfação com o líder do governo na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Luís Augusto (Lulinha), do DEM, entregou o cargo durante discurso na Sessão desta terça-feira (11). 10 anos do Museu Parque do Saber No próximo dia 15 de dezembro, o Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo estará completando uma década de existência. E, para comemorar, foi realizada na terça-feira (11) uma homenagem especial a todos os envolvidos com o projeto inicial. O evento contou com as presenças do prefeito Colbert

Tourinho Candidato

Tourinho candidato, cubanização de assessores e toma lá da cá

Tourinho Candidato Surgiu mais um nome interessado no Paço Municipal em 2020. O vereador Roberto Tourinho, atualmente filiado ao PV, confirmou ao site Acorda Cidade que tem discutido o assunto.  Com sete mandatos, Tourinho é um dos políticos mais respeitados de Feira de Santana e filho de um ex-prefeito, o advogado José Falcão da Silva, que morreu durante o exercício do mandato. Ele se junta a nomes como Fernando Torres, Zé Neto, Zé Chico, Colbert Filho, Angelo Almeida, Carlos Geilson e Targino Machado que também se movimentam para disputar a prefeitura feirense. Toma lá dá cá Ao colocar o cargo

O Rural Feirense

O rural feirense, segundo o último Censo Agropecuário (parte 1)

Foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) os números referentes ao Censo Agropecuário realizado em 2017. Os dados são essenciais para que os governos das três esferas – Federal, Estadual e Municipal – elaborem suas políticas, mas são também muito importantes para acadêmicos, estudiosos do tema, para a imprensa especializada e até mesmo para o cidadão que deseja se manter informado sobre o seu município. Uma leva de informações sobre a Feira de Santana já está disponível e pode ser consultada. Os pesquisadores, em suas andanças pelo rural feirense apuraram, por exemplo, que existem exatos 9.191 estabelecimentos

Feira Noise Festival é no próximo final de semana!

A partir desta sexta-feira (23), o Centro de Cultura Amélio Amorim, em Feira de Santana (BA), recebe a oitava edição do Feira Noise Festival. O evento acontece até o domingo (25), com dois palcos, cerca de 30 shows, graffiti ao vivo, gastronomia e a feirinha de artesanato local Feira Camelô.

Com o tema “Somos Tudo Isso Mesmo”, o evento celebra a diversidade de cores, credos, identidades e gêneros, auto afirmando-se como um dos principais festivais de artes integradas do Nordeste. O Feira Noise é realizado desde 2009, colocando a cidade na rota da música independente brasileira e marcando seu território como um importante ponto de circulação musical no interior da Bahia.

Este ano, dentre os nomes se apresentam estão Attoxxa, Boogarins, Duda Beat, Drik Barbosa, Letrux e Scalene. Da cena local, se destacam atrações como Iorigun, Lerry, A Vez das Minas, Roça Sound e Clube de Patifes. “O festival surgiu com esse intuito de colocar no mesmo palco artistas e bandas que fazem a música brasileira contemporânea acontecer no Brasil inteiro e os artistas locais que estão investindo numa carreira autoral. De lá pra cá o festival tem crescido gradativamente, temos conseguido ganhar mais espaço na cidade e torná-lo mais conhecido, assim como os artistas que estão envolvidos”, explica Joilson Santos, do Feira Coletivo.

Produtores e artesãos locais também estão ansiosos para o evento. De acordo com Heloisa Lima, coordenadora do Feira Camelô, o festival também tem como objetivo incentivar empreendedores locais. “Temos um leque de opções – cosméticos feitos a mão, personalizados, crochê, dreads, ateliê de beleza, tatuagem e brechó”, conta. “Ao realizar a curadoria observamos a relevância artística, originalidade e processo criativo da proposta – inovação e trabalhos feitos a mão foram priorizados”.

Os ingressos antecipados estão à venda no site Sympla, com valores entre R$25,00 e R$120,00.

Confira a programação:

SEXTA 23/11/18

  • Tito Pereira
  • Sofie Jell
  • Duo Finlandia
  • Drik Barbosa
  • A vez das minas
  • Attooxxa
  • Lupa
  • Letrux

SÁBADO 24/11/2018

  • Sangue Real
  • Navelha
  • Casapronta
  • Stephen Ulrich Band
  • Marsa
  • Tuyo
  • Seu Pereira e Coletivo 401
  • Erasy
  • Ponto Nulo no Céu
  • Drenna
  • Nervosa
  • Lammia
  • Scalene

DOMINGO 25/11/2018

  • Lerry
  • P1 Rappers
  • Hiran
  • Dona Iracema
  • Roça Sound
  • Sons de Mercurio
  • Clube de Patifes
  • Zuhri
  • Zimbra
  • Iorigun
  • Boogarins
  • Duda Beat

Sobre o (a) autor (a):