As Feiras de Feira de Santana

Roça Sound

Roça Sound expõe a Feira de Santana clandestina

Saiu o novo clipe do Roça Sound, uma interpretação audiovisual apurada da música “Verde e Cinza”, que compõe o álbum “Tabaréu Moderno”, o mais recente do grupo. A música e o clipe integram uma das mais importantes obras contemporâneas de interpretação de Feira de Santana e sua cultura. “Verde e Cinza”, já no título, denuncia essa cidade contraditória, que vive entre uma tradição rural, feirante, e uma sanha modernizante expressa nas obras cheias de concreto e vazias de humanidade. Mas não para por aí, afinal, Clóvis Ramaiana já notou e denunciou isso há muito. A canção expõe a visceral clandestinidade

Cooperativas em Feira de Santana

Cooperativas com os dias contados em Feira de Santana

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o Ministério Público da Bahia (MP-BA) exigiram que a Prefeitura Municipal de Feira de Santana não faça mais contratações de servidores através de cooperativas. Novas Contratações Colbert Martins disse ao Acorda Cidade que as contratações só poderão ocorrer via Organização Social (OS), seleção pública (Reda) ou concurso público. Ao atender essa recomendação, é provável que aumente o número de processos seletivos para contrações temporárias. Fim das indicações políticas Infelizmente, com o fim das contratações via cooperativas, não é certo de que acabem também as indicações políticas. A contratação de Organização Social permite

Vai ter Feira Noise Festival em 2020

O Feira Coletivo Cultural e a Banana Atômica realizaram no último final de semana, em Feira de Santana (BA), uma edição histórica em comemoração aos 10 anos de existência do Feira Noise Festival. O evento aconteceu entre os dias 22 a 24, no Ária Hall, reforçando sua importância para a consolidação da cena local, além de manter Feira de Santana na rota de circulação de bandas e artistas independentes. Ao todo, 33 atrações se revezaram entre os palcos Banana Atômica e Budweiser, sendo 13 delas de Feira de Santana. Importantes nomes da música brasileira contemporânea como Supercombo, Francisco El Hombre, Black Pantera, Potyguara Bardo,

O fenômeno flamenguista em Feira de Santana

Na manhã dessa segunda-feira, a Praça da Bandeira foi a arena onde se discutiu sobre o mais importante e popular time de futebol brasileiro. — É óbvio que o Bahia é de mais importância. O Brasil nasceu onde? Se é aqui o início do Brasil, o Bahia é o time do nosso povo, defendia Papinho, torcedor patológico do Bahia. — O Flamengo, companheiro, é o time das massas, o time rubro, castanho, caboclo, representando os índios, e negro, quilombola, africano, representando o povo escravizado, proclamava Seu Teófilo, tomando caldo de cana para curar a ressaca da comemoração dos dois títulos

Roça Sound

“Tabaréu Moderno”, o novo álbum do Roça Sound

“Tabaréu Moderno” é o terceiro disco do grupo Roça Sound. Lançado no último dia 15 de novembro, o novo álbum estava sendo esperado pelo público que acompanha o trabalho dos feirenses desde “Você Aguenta Quantos Rounds?”, de 2014. Formado por NickAmaro (DJ/ MC), Paulo Bala (MC), Dom Maths (MC) e o dançarino Edy Murphy, o Roça Sound explora sonoridades que vão desde a Cultura Nordestina, Rap, Dembow, Reggae, e o DanceHall, tendo o suingue como sua marca principal. Em “Tabaréu Moderno”, trazem nove faixas autorais e inéditas, com as participações da Orquestra Reggae de Cachoeira, Quixabeira da Matinha, Bel da

Feira Noise começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira (24) e prossegue até o próximo domingo (26), a sétima edição do Festival Feira Noise. O evento é promovido pelo Feira Coletivo Cultural e contará com apresentações musicais de artistas de todo o Brasil,  além de espetáculos de dança, rodas de conversa, intervenções de artes visuais e outras atividades.

Maior festival independente da Bahia, o Feira Noise será aberto na quinta, às 19 horas, no teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, com a palestra Delírios Utópicos, proferida pelo teórico da contracultura e pensador contemporâneo Cláudio Prado, colunista da Mídia Ninja.

Também teremos no primeiro dia do evento a apresentação do projeto “Trilha Sonora pra criar Cabras”, com o poeta Zecalu e o DJ Brenus Tsokas. A entrada nesta data será gratuita.

Entre sexta-feira e domingo, as apresentações musicais e demais atividades da programação serão realizadas no Teatro de Arena. Na sexta (24), os portões estarão abertos a partir das 18 horas, no sábado (25), a programação será iniciada às 14 horas e no domingo (26), a partir das 13 horas.

ATRAÇÕES

Com um line-up mais sólido e plural a cada ano, o Feira Noise 2017 contará com shows de bandas já consolidadas no cenário musical, como Dead Fish (ES), Maglore (BA) e Selvagens à Procura de Lei (CE) e grupos mais novos que tem se destacado em todo o país, como The Baggios (SE), Ventre  (RJ) e Deb and The Mentals (SP).

Feira Noise Festival

Entre os nomes baianos, temos atrações também estabelecidas no contexto nacional (Larissa Luz, Canto dos Malditos na Terra do Nunca e Pedro Pondé), bandas independentes com boa rodagem (Novelta e Clube de Patifes) e novas apostas locais (Iorigun, Sofie Jell e Tripulação 14).

TENDA BLACK E MAIS

A programação da Tenda Black, espaço já tradicional no Feira Noise, contará com o grupo Roça Sound (sexta), Dj Larry (sábado) e Rádio Livre, com Don Guto e Brenus Tsokas (domingo). O DJ Big Bross fará participações especiais durante os três dias.

O Grafitti vai uma vez terá destaque no festival. Teremos Live Paiting com os grafiteiros feirenses Kbça Grafitti e Charles Mendes e com a paraibana Witch, que também é integrante da banda Sinta a Liga Crew.

Para este ano, a Feira Gastronômica está turbinada e contará com parceiros que vão garantir uma super variedade de opções de alimentação. Vai ter Spetto Nômade, Cantinho do Sabor, Rei do Beiju, Gastrono Burger, Arcana Temaki, Cervejaria Sertões, Creperia Paris e a Sim, tem Acarajé.

Também está garantida mais uma vez a Feira Camelô 2.0 com muito mais opções de produtos em comparação com outras edições do Feira Noise.

Confira a programação completa:


Mesa de abertura –
 Teatro Amélio Amorim – 23/11
Palestra: Delírios Utópicos de Cláudio Prado
Show: Trilha Sonora pra Criar Cabras

Arena Amélio Amorim – Sexta-feira – 24/11
Abertura dos portões – 18 horas – TENDA BLACK
19h00 Tripulação 14 (BA)
19h45 Santini e Trio (BA)
20h30 Sinta a Liga Crew (PB)
21h15 Selvagens à Procura de Lei (CE)
22h10 The Baggios (SE)
23h05 Africania (BA)
00h00 Larissa Luz (BA)

Arena Amélio Amorim – Sábado – 25/11

Rodas de Conversa – 10 horas – Amélio Amorim
“Festivais independentes. Quem banca essa festa”?
“Feminismos e Ativismos”

Abertura dos portões – 14 horas – TENDA BLACK
15h00 Sofie Jell (BA)
15h45 Ronco (BA)
16h30 Barro (PE)
17h25 Iorigun (BA)
18h20 Ventre (RJ)
19h15 Mombojó (PE)
20h10 Mad Monkees (CE)
21h05 Belzeblues (BA)
22h00 Novelta (BA)
23h00 Maglore (BA)
00h30 Dead Fish (ES)

Arena Amélio Amorim – Domingo – 26/11
Abertura dos portões – 13 horas – TENDA BLACK
14h30 Kareen Mendes (BA)
15h15 Opanijé (BA)
16h20 Deb and The Mentals (SP)
17h15 Canto dos Malditos na Terra do Nunca (BA)
18hoo Clube de Patifes (BA)
18h55 André Prando (ES)
19h50 Achiles (BA)
20h45 Roça Sound (BA)
21h40 Dingo Bells (RS)
22h35 Pedro Pondé (BA)

RECAPITULANDO…

O QUÊ: Festival Feira Noise
QUEM: Mais de 30 atrações de música e dança, além de rodas de conversa, grafitti, debates e muito mais
QUANDO: De 23 a 26 de novembro de 2017
ONDE: Centro de Cultura Amélio Amorim, localizado na Avenida Presidente Dutra, nº 2222 – Bairro Capuchinhos – Feira de Santana – Bahia

INGRESSOS: Quinta, dia 23, acesso gratuito e de sexta à domingo, a inteira custa R$ 40,00 e a meia R$ 20,00. Passaporte para todos os dias: R$ 90,00 (inteira) e R$ 45,00 (meia).

PRA SABER MAIS: www.feiranoisefestival.com.br


Sobre o (a) autor (a):