As Feiras de Feira de Santana

3 Peças de Teatro em setembro

3 peças teatrais imperdíveis que estarão em Feira em setembro

A cena teatral em Feira de Santana é intensa e fértil, com a produção de muitos espetáculos de repercussão e visibilidade nacional, além da recepção de peças de outras partes do país que encontram na cidade acolhimento para suas apresentações. Só para tomar um exemplo, em Feira ocorre um dos maiores festivais de teatro infantil do Brasil – o FENATIFS, que já está organizando sua 12ª edição para 2019. Nesse mês de setembro de 2019, o feirense terá a oportunidade de preencher sua programação com três espetáculos de muita qualidade, abordando a vida de figuras de relevância histórica: a pintora

Augusto Aras e Feira de Santana

A relação do Procurador de Bolsonaro com Feira de Santana

Quem acompanha o noticiário político nacional tem visto o debate em torno da indicação de Antônio Augusto Brandão de Aras para o cargo de Procurador Geral da República, feita pelo presidente Jair Bolsonaro. O que poucos feirenses sabem, entretanto, é que Augusto Aras tem íntima relação com Feira de Santana. Augusto é filho do ex-vereador Roque Aras, que exerceu o mandato na Câmara Municipal feirense entre 1971 e 1975 pelo MDB – partido que fazia oposição ao Regime Militar à época. Roque Aras foi também Deputado Estadual (1975-1979) e Deputado Federal (1979-1983). De acordo com o jornalista Dimas Oliveira, Augusto

Podcast para quem merece

O irreverente “Podcast para quem merece”

É crescente a quantidade de pessoas que consome conteúdo em áudio, no Brasil e no exterior. Dos áudiolivros aos podcasts, muitos usuários aproveitam os momentos de ócio em filas, no transporte ou mesmo nas tarefas domésticas para ouvir notícias, debates, aulas etc. A Rede Globo, por exemplo, percebeu a tendência, e lançou recentemente vários podcasts para sua audiência. Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde o usuário quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio,

Escola Municipal Maria Andiara Silva Souza

A (falta de) estrutura de uma escola em Jaguara

A diretora da APLB/Feira, professora Marlede Oliveira, visitou na última quarta-feira (4), a Escola Municipal Maria Andiara Silva Souza que fica localizada no Povoado da Barra no Distrito de Jaguara. Na escola foi constatado que: A Escola funciona com apenas duas salas de aula e uma professora para lecionar Infantil, 1° ano, 2° ano, 3° ano, 4º ano e o 5° ano; A professora não tem Reserva de 1/3 da Carga Horária; A Escola não tem Internet nem Coordenador Pedagógico. Metas do IDEB Desde 2011, Feira não atinge as metas do Ideb para os anos iniciais do Ensino Fundamental. O

“não é pressa, é saudade dela”

“Não é pressa, é saudade dela”

No auge da minha adolescência – nem faz muito tempo assim – eu tinha uma vontade: viajar por aí de caminhão. Pegar umas caronas com os caminhoneiros e partir sem um rumo certo. Apenas vivendo um momento de cada vez, em cada rodovia e estrada desse nosso tão grande país. Mas a vida adulta chega trazendo responsabilidades e os anseios por aventuras adormecem um pouco. Enquanto lembrava disso, percebi que a figura do caminhoneiro é um tanto fascinante… Observe que todos os meus anseios da adolescência é algo rotineiro para eles. Os caras não param, vivem o momento seja lá

Feira da Praça: música, arte e gastronomia na rua

Para quem não a conhece, a Feira da Praça é uma feira de gastronomia, música e artesanato, que ocorre uma vez por mês na cidade. Dizer que a Feira começa de manhã e vai até de noite e é uma ótima opção pra circular em uma praça pública ao som de boa música, ao gosto de boas comidas e bebidas e ao prazer dos stands de artesanato é real. Mas ainda é pouco. Bom mesmo é estar lá, é sentar com a família e/ou os amigos, deixar o vento passar no rosto, levar o cachorro e o papagaio e rir. E igualmente bacana é entender como o evento acontece. E é exatamente isso que você encontra abaixo.

Como nasceu a ideia da Feira da Praça?

As feiras de Salvador foram a primeira inspiração. Alguns meses antes de começar a Feira da Praça, os amigos Lays Cedraz e Murilo Mendonça, numa conversa, pensaram na possibilidade da Feira em Feira e, imediatamente, pensaram em convidar Margareth Cedraz, por já ter ela longa experiência na gestão de eventos. É, por isso, considerada a base, o “esqueleto” do trio de organizadores que, então, foi criado.

Feira da Praça

Organizadores da Feira da Praça: Lays, Murilo e Margareth.

Uma vez que a ideia foi uma concordância para os três, a Prefeitura Municipal foi contatada e o espaço público, cedido. Inicialmente, a Feira foi pensada para ocorrer na Praça da Kalilândia. No entanto, esta praça não poderia ser utilizada porque, naquela altura, estava entrando em processo de licitação para reforma. E a Praça da Matriz foi sugerida, por estar recém-reformada e pronta para um evento no porte da Feira. Acatada a ideia pelos organizadores, os planos começaram a ganhar corpo. Como era a 1ª edição, a maneira encontrada para atingir expositores interessados foi através das redes sociais dos próprios organizadores. Em seguida, criaram o Instagram e o Facebook do evento e a notícia foi se espalhando. O lançamento, que ocorreu nos dias 26 e 27 de setembro, contou com 27 expositores de gastronomia e artesanato, além das apresentações musicais, que, até hoje, ocorrem com duração de 2h para cada músico/banda/grupo. De lá pra cá já são 3 edições, com público e expositores crescentes. Na 2ª edição, foram 53 expositores, chegando a 57 na 3ª, ocorrida no mês de novembro. Quanto ao público, a estimativa atual é de 3 mil a 3.500 pessoas circulando nos dois dias de evento.

Objetivo

Feira da Praça

A revitalização do espaço público e o reencontro das pessoas em praças públicas, costume já perdido na cidade, foram os objetivos iniciais. Unido a isso, estava a ideia do incentivar o comércio de rua, da feira propriamente dita, do pequeno empreendedor. Franquias também participam, como O Boticário e a Croasonho, mas a proposta maior é dar espaço aos pequenos empreendedores, que, em geral, são expositores nas redes sociais. Também por conta disso, muitos destes que tiveram a Feira da Praça como uma rica vitrine vêm se expandindo pela cidade, como é o caso do bar itinerante Seu Basílio e dos hambúrgueres gourmet Mr. Grill.

Apoiadores

Entre os apoiadores da Feira estão a Coca Cola e a Bavaria Premium, que abraçam o projeto desde o início e dão suporte na estrutura do bar. Além destes estão a GVT (wi-fi pro público!), a Sanar Fogo (prevenção de incêndios), a Faculdade de Tecnologia e Ciência – FTC (massagens, aferição de pressão, teste de glicemia e exercícios, tudo gratuito e guiado por estudantes de Educação Física, Fisioterapia, Enfermagem e Nutrição), Bullos e Folha do Estado (porque é preciso fazer o público saber) e, por fim, a Prefeitura Municipal, que cede o espaço e responsabiliza-se pelo reforço da limpeza e iluminação. Os organizadores lembraram ainda do apoio, preocupação e disponibilidade do Secretário de Cultura, Rafael Cordeiro.

Como ser um expositor da Feira? Como tocar na Feira?

A Feira vem crescendo e muita gente boa quer fazer parte disso. Para ser um expositor da Feira, a pessoa/empresa deve enviar uma proposta para o e-mail feiradapracafsa@gmail.com. Quanto aos músicos, propostas também são aceitas. Mas a seleção musical fica mais por conta das indicações que os organizadores recebem do próprio público ou mesmo da análise feita pela organização quanto a atrações que agreguem elementos positivos (prazer, satisfação, som adequado aos momentos diversos etc.) à Feira da Praça e à programação cultural da cidade.

Os ambulantes e os vendedores externos

Feira da Praça

Os organizadores entendem que a praça é pública e que a circulação é livre. Há um cuidado maior, no entanto, quanto aos vendedores de produtos afins aos já expostos na Feira. Ainda assim, os vendedores ambulantes destes itens ficam no entorno e podem realizar seu comércio ao público que se interessar. Afora isso, vendedores de outros produtos circulam pela praça.


Dito tudo isso, falta ressaltar que a 4ª edição da Feira ocorre neste próximo fim de semana, dias 19 e 20/12, das 11h às 21h. O público deve estar atento ao novo endereço: desta vez, o evento ocorrerá na Praça do Fórum, uma vez que a Praça da Matriz estará recebendo o Natal Encantado.

Ah! E terá mais Feira da Praça em 2016. O Projeto promete continuar firme e forte, revitalizando, agregando e fazendo crescer as pessoas, o comércio e a cidade, como deve ser.

Programação musical da 4ª edição da Feira da Praça

Sábado, 19 de dezembro de 2015

13h – Raquel Reis

15h – DJ Rodolfo

17h – Karen Mendes

19h – Enio

Domingo, 20 de dezembro de 2015

12h – Apresentação Infantil (leitura com música, com a Livraria Catavento)

13h – Marcel Torres

15h – Guymeo

17h – Choro e Samba Entre Amigos

19h – Gedson Pacheco e banda


Sobre o (a) autor (a):