Rio Jacuípe

São José das Itapororocas (Maria Quitéria): passado e presente

Os mitos fundacionais de uma cidade/civilização são sempre cercados de muitos personagens, estórias, acontecimentos, perseguições, guerras e muitas reviravoltas. No caso dos mitos fundacionais das cidades brasileiras quase todos são contados levando como ponto de partida a chegada do colonizador, a expulsão dos povos indígenas nativos e a construção de igrejas, estradas, fortes e pequenas povoações. O mito fundacional comumente conhecido da cidade de Feira de Santana é aquele ligado à história da doação das terras para a construção da capela em devoção à Sant’Ana no Alto da Boa Vista, por Domingos Barbosa de Araújo e sua esposa Ana Brandão,

Pá Rua?

Pá Rua?

Outro dia, peguei Robson. Não exatamente “peguei”, no sentido em que vossas consagradas cabeças maliciosas estão pensando. Eu não botei minha língua na boca dele. Robson é ligeirinho. Eu usufrui de seus serviços clandestinos de transporte alternativo. É sempre uma viagem andar com Robson. Porque ele é o mais atípico dos ligeirinhos. É o mais lento, mas o mais organizado. Ele transforma um Fox em minivan e leva 70 pessoas — confortavelmente. Para honra e glória de Oxalá, eu fui na frente. Sozinho. Uma raridade, às 7 da manhã no Parque Lagoa Subaé. Meu bairro não é dos mais populosos,

Rua Marechal em mão única

Feira (A)notada: Marechal em mão única e novidade na Câmara

Lulinha entrega o cargo de Líder do Governo Após alguns colegas vereadores manifestarem a insatisfação com o líder do governo na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Luís Augusto (Lulinha), do DEM, entregou o cargo durante discurso na Sessão desta terça-feira (11). 10 anos do Museu Parque do Saber No próximo dia 15 de dezembro, o Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo estará completando uma década de existência. E, para comemorar, foi realizada na terça-feira (11) uma homenagem especial a todos os envolvidos com o projeto inicial. O evento contou com as presenças do prefeito Colbert

Tourinho Candidato

Tourinho candidato, cubanização de assessores e toma lá da cá

Tourinho Candidato Surgiu mais um nome interessado no Paço Municipal em 2020. O vereador Roberto Tourinho, atualmente filiado ao PV, confirmou ao site Acorda Cidade que tem discutido o assunto.  Com sete mandatos, Tourinho é um dos políticos mais respeitados de Feira de Santana e filho de um ex-prefeito, o advogado José Falcão da Silva, que morreu durante o exercício do mandato. Ele se junta a nomes como Fernando Torres, Zé Neto, Zé Chico, Colbert Filho, Angelo Almeida, Carlos Geilson e Targino Machado que também se movimentam para disputar a prefeitura feirense. Toma lá dá cá Ao colocar o cargo

O Rural Feirense

O rural feirense, segundo o último Censo Agropecuário (parte 1)

Foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) os números referentes ao Censo Agropecuário realizado em 2017. Os dados são essenciais para que os governos das três esferas – Federal, Estadual e Municipal – elaborem suas políticas, mas são também muito importantes para acadêmicos, estudiosos do tema, para a imprensa especializada e até mesmo para o cidadão que deseja se manter informado sobre o seu município. Uma leva de informações sobre a Feira de Santana já está disponível e pode ser consultada. Os pesquisadores, em suas andanças pelo rural feirense apuraram, por exemplo, que existem exatos 9.191 estabelecimentos

Festival de Cinema baiano em Feira de Santana

Nos próximos dias o público feirense terá uma grande oportunidade para apreciar cinema de muita qualidade: está chegando à cidade a sexta edição do FECIBA – Festival de Cinema Baiano, que ocorrerá entre os dias 13 e 15 de maio (sexta, sábado e domingo). Após passagem por Juazeiro no mês de abril, agora é a vez da segunda maior cidade do estado receber, no Centro de Cultura Amélio Amorim, uma programação intensa composta por filmes de curtas e longas metragens, mesa redonda e oficina de formação e aperfeiçoamento para o audiovisual.

A oficina de produção de curta-metragem, que será realizada todas as manhãs do festival, tem finalidade de fornecer embasamento prático e teórico da produção de curta-metragem, colocando os participantes em contato com todas as etapas da realização de uma obra audiovisual, desde a pré-produção, passando pela produção, até as etapas de pós-produção (distribuição e exibição da obra), objetivando que cada aluno possa encontrar seu próprio método para a realização de curtas-metragens.

"O menino e o mundo"

“O menino e o mundo”, de Alê Abreu. Um dos longas exibidos no FECIBA.

Sob o comando da roteirista, diretora e produtora Paula Gomes, o curso tratará ainda dos processos que compõem a produção audiovisual, tais como a captação de recursos, fontes de financiamento, projeto executivo, decupagem do roteiro, produção de locação e elenco, planejamento de filmagem e funcionamento do set. As inscrições já estão encerradas.

A mesa redonda “A linha de fronteira se rompeu” dará continuidade às discussões iniciadas em Juazeiro, tratando de aspectos intimamente relacionados com as lutas sociais contemporâneas aliados ao movimento cinematográfico do interior baiano, tais como a negritude, a inclusão social, o lugar do feminismo na sétima arte, as dificuldades enfrentadas pelo audiovisual realizado no interior do estado, a luta pelo respeito às minorias e a sensibilidade particular que caracteriza o cinema feito no interior.

O debate contará com a participação do professor da Universidade Estadual de Feira de Santana, Cláudio Cledson, da realizadora e integrante do Coletivo Tela Preta, Larissa Fulana de Tal e do cineasta Deo. A medição continuará sob a responsabilidade do cineasta Edson Bastos. A mesa será realizada no dia 15/05, às 10h. A entrada é gratuita.

Filmes para todos os gostos

FECIBA

Da ficção ao documentário, passando pela animação, a programação do VI FECIBA será composta por sete mostras de filmes, cinco delas gratuitas: a Mostra Infanto-Juvenil, destinada a crianças, tem a importante missão de potencializar formação de público para o audiovisual; a Mostra Bahia Adentro, composta por filmes produzidos em diversas partes do estado; a Mostra Sexualidades, que explora e discute a temática de gênero do cinema nacional e regional; e a Mostra Retrospectiva, que nesta edição será dedicada à homenagem ao ator Mário Gusmão. Com entrada de R$ 5,00 (cinco reais), a Mostra Bahia Afora abre espaço às produções de outros estados brasileiros e a Mostra Atualidades traz os últimos lançamentos de longa-metragem do cinema baiano.

A Mostra Competitiva de Curtas, também gratuita, chega a Feira de Santana trazendo a exibição de 10 curtas-metragens divididos em dois programas. Os filmes, que já começaram a receber votos em Juazeiro, concorrem na categoria Voto Popular, que premiará o filme vencedor com o troféu FECIBA e com o valor de R$ 3.000,00 (três mil reais). A Mostra terá ainda um júri especializado, formado pela pesquisadora Marialva Monteiro, pela produtora Sylvia Abreu e pelo cineasta Henrique Dantas, para votar nas categorias técnicas: Direção, Roteiro, Direção de Arte, Montagem, Desenho de Som, Trilha Sonora, Direção de Fotografia, Ator, Atriz, e Melhor Filme, cujo vencedor, além do troféu, receberá também um prêmio de R$ 2.000,00 (dois mil reais). A premiação acontecerá na terceira e última fase do festival, na cidade de Itabuna, no mês de junho.

O VI FECIBA foi contemplado pelo edital 02/2015 – Agitação Cultural – Dinamização de Espaços Culturais da Bahia, vinculado ao Fundo de Cultura da Bahia – FCBA, promovido pela Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia e é uma realização do NúProArt – Núcleo de Produções Artísticas e da Voo Audiovisual.

Programação do FECIBA em Feira de Santana

SEXTA – 13/05

Local: Centro de Cultura Amélio Amorim

08:00 – Oficina de Produção de Curta-metragem com Paula Gomes.

18:30 – Cerimônia de Abertura

19:00 – Mostra Atualidades

Exibição do filme “Tropikaos”, de Daniel Lisboa (Entrada: R$ 5,00 – preço único).

SÁBADO – 14/05

Local: Centro de Cultura Amélio Amorim

08:00 – Oficina de Produção de Curta-metragem com Paula Gomes.

10:00 – Mostra Infanto-juvenil

Exibição do longa metragem “O menino e o mundo”, de Alê Abreu e dos curtas “Alguma coisa na vida”, do Coletivo LEM e “Como dissecar uma menina malina”, de Deoveki Silva (Entrada Gratuita)

13:30 – Mostra Bahia Adentro

Exibição dos filmes “Umbigo”, de Cauê Rocha, “Das dores da penitência”, de Wellington Monteclaro e “No dia em que acordamos surdos”, de Rafael Oliveira (Entrada Gratuita)

15:30 – Mostra Retrospectiva

Exibição do filme “A idade da terra”, de Glauber Rocha (Entrada Gratuita)

17:30 – Mostra Competitiva – Programa 1

Exibição dos curtas “Cordilheira de Amora II”, de Jamille Fortunato, “Órun Àiyé: A Criação do Mundo”, de Jamile Coelho e Cintia Maria, “Neandertais”, de Marcus Curvelo, “Entroncamento”, de Maria Carolina e Igor Souza e “Retomada”, de Leon Sampaio (Entrada Gratuita)

19:30 – Mostra Bahia Afora

Exibição dos filmes “Minha amada morta” de Aly Muritiba e “Alegoria da dor”, de Matheus Viana (Entrada: R$ 5,00 – preço único)

DOMINGO – 15/05

Local: Centro de Cultura Amélio Amorim

08:00 – Oficina de Produção de Curta-metragem com Paula Gomes.

10:00 – Mesa “A linha da fronteira se rompeu”, com Cláudio Clédson, Deo e Larissa Fulana de Tal, sob mediação de Edson Bastos (Entrada Gratuita)

15:30 – Mostra Sexualidades

Exibição do filme “Âncora do Marujo”, de Victor Nascimento (Entrada Gratuita)

17:30 – Mostra Competitiva – Programa 2

Exibição dos curtas “Salitre”, de Lara Belov, “Sísifo do Vale”, de George Varanese, “Ana”, de Camila Camila, “IFÁ” de Leo França e “Sandrine”, de Elen Linth e Leandro Rodrigues (Entrada Gratuita)

19:30 – Mostra Atualidades

Exibição do filme “O amor dos outros”, de Deo (Entrada: R$ 5,00 – preço único).


 

Para mais informações acesse o site do Festival: http: www.feciba.com.br/2016


Sobre o (a) autor (a):