Rio Jacuípe

Jogo de Nonô

O jogo de Nonô

“Tira a mão do ovo, Nonô!”, protesta Toinho Cabeção quando o coroa de 86 anos chega para almoçar. É assim todo início de mês: Nonô chega na lanchonete do Centro Mandacaru apoiando uma mão na bengala e a outra oscilando entre o bolso e algumas coçadinhas no meio da calça. Ele não terceiriza o saque da aposentadoria, tanto por vigilância orçamentária quanto por deleite ritualístico: após ir ao banco, compra os remédios do mês, apara o cabelo que lhe resta e arrisca tornar-se milionário nos seis números da mega. “Jogar na mega pra onde, Nonô? Vai gastar esse milhão com

Colbert e Targino

Targino e Colbert trocam farpas

Sem informação Após a população do Conjunto Viveiros realizar uma manifestação por conta da falta de médico no Posto de Saúde da localidade, o prefeito Colbert Martins disse o seguinte: “não tinha informação que o posto médico do Viveiros estava tanto tempo (cerca de sete meses) sem médico”. Targino cobra afastamento da Secretária de Saúde e do Procurador do município O Deputado Estadual Targino Machado (DEM), durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia, nesta terça-feira, 21, cobrou do prefeito de Feira de Santana, o afastamento da Secretária Municipal de Saúde, Denise Mascarenhas, e do Procurador do município, Cleudson

Roberto Mendes

Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura

Um dos maiores artistas que a Bahia produziu estará em Feira de Santana na próxima quinta-feira: o cantor, compositor e ativista santamarense Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura, um dos principais espaços culturais de Feira de Santana. Mendes apresentará um show com tema caro a Feira de Santana: “A chula do Recôncavo com o Canto do Sertão”. Situada entre o Recôncavo e o Sertão, Feira tem a oportunidade de se reconhecer na apresentação de um notável defensor do Samba da Bahia, e do Samba antes do Samba, como ele diz, se referindo à Chula. Ele caracteriza a Chula

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana Milhares de manifestantes foram às ruas do centro de Feira de Santana, protestar contra os cortes de verbas da educação, anunciados pelo MEC. Bolsonaro, Rui Costa e Colbert também foram alvos das críticas. Os três chefes do executivo estavam em viagem oficial Bolsonaro nos Estados Unidos, Rui, na China e Colbert, novamente, em Brasília, para tratar de diversos assuntos, dentre os quais o Hospital da Mulher, onde em menos de uma semana 03 bebês morreram devido à grande demanda e a falta de leitos nas maternidades do município. Professores da UEFS contra os cortes

Desemprego em Feira

Emprego formal se reduz no primeiro trimestre em Feira

No primeiro trimestre de 2019 o desemprego voltou a mostrar as suas garras aqui na Feira de Santana. Foram, no saldo, 480 empregos a menos, no saldo entre admissões (8,7 mil) e demissões (9,1 mil). Os mais penalizados foram os comerciários: no saldo, enxugaram-se 162 oportunidades para esses profissionais. Alguém mais otimista pode enxergar, aí, aquele movimento natural de dispensa do excedente que foi contratado para as festas de final de ano. O preocupante, porém, é que a redução de empregos alcançou atividades que não se relacionam diretamente ao vaivém natural do comércio. É o caso da construção civil, que

Eleições 2018: quem ganhou em Feira de Santana [infográfico]

Na noite do último domingo (7) o Brasil deu um passo histórico em sua trajetória política: os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) se credenciaram ao segundo turno das eleições presidenciais, no mesmo pleito em que se elegeram governadores, senadores, deputados estaduais e federais de todo o Brasil.

De maneira geral, chama a atenção o surgimento de uma nova força política ligada ao capitão do Exército: o PSL, partido de Bolsonaro, elegeu apenas um deputado federal em 2014, mas saltou para 51 cadeiras nas eleições 2018. Partidos tradicionais, como o MDB e o PSDB, tiveram reduções drásticas. O MDB passou de 51 para 33 deputados federais e o PSDB passou de 49 para 29.

Já o Partido dos Trabalhadores (PT) também viu sua bancada reduzir, mas continua com a maior estrutura na Câmara Federal, com 56 deputados federais (contra 61 da legislatura atual).

José Ronaldo e Zé Neto

Na tentativa de surfar na “onda” bolsonarista, o ex-prefeito de Feira e candidato a Governador, José Ronaldo (DEM), declarou apoio a Bolsonaro durante a campanha, surpreendendo até mesmo os integrantes do seu grupo político, formalmente comprometidos com a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB).

A iniciativa, porém, não foi bem-sucedida nesse sentido. Ronaldo acabou perdendo a eleição no primeiro turno, como indicavam todas as pesquisas.

Pode-se dizer, sem exagero, que a situação estadual, comandada pelo PT do Governador Rui Costa, saiu vencedora na Bahia, a despeito da popularidade de Bolsonaro. O deputado estadual Zé Neto, por exemplo, emplacou sua candidatura a Deputado Federal, e foi o sétimo mais votado da Bahia.

As eleições em Feira

Para que possamos analisar os movimentos que ocorreram especificamente em Feira de Santana nestas eleições, construímos o infográfico a seguir, que mostra em detalhes as forças políticas que prevaleceram como preferidas pelos 384.012 mil eleitores do município.

Na primeira parte, a eleição para Presidente, com a distribuição geográfica dos votos. Por aqui, Jair Bolsonaro só ganhou em uma zona eleitoral (que abrange os bairros SIM, Santa Mônica, Parque Getúlio Vargas e adjacências).

No caso da eleição para Governador, o ex-prefeito José Ronaldo obteve pouco mais de 147 mil votos – menos que os mais de 200.000 das eleições para prefeito em 2016 – mas o suficiente para torná-lo vitorioso no município.

Carlos Geilson (PSDB) e Angelo Almeida (PSB) não se elegeram, mas ambos ficam na primeira suplência. O vereador Ewerton Carneiro (Tom) elegeu-se deputado estadual – e deixa a Câmara de Vereadores para sua suplente, Neinha.

Veja em detalhes estas e outras informações sobre as eleições 2018 em Feira de Santana:

Eleições 2018 em Feira de Santana

 

Todas as informações são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Sobre o (a) autor (a):