Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/feirenses/www/wp-content/themes/magazine/options/php-po/php-po.php on line 187
A história da Earte, a primeira escola de dança de Feira de Santana - Feirenses - Feira de Santana aprofundada
As Feiras de Feira de Santana

A história da Earte, a primeira escola de dança de Feira de Santana

O Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA) de Feira de Santana foi fundado em 1995. O Centro de Cultura Amélio Amorim foi fundado em 1992. Possuem 22 anos e 25 anos, respectivamente. A partir dessas referências, é possível perceber o grau de longevidade das organizações culturais em Feira de Santana, e considerar digno de registro a existência de uma escola de dança que alcança, em 2017, os 45 anos de idade.

A Earte, fundada em 1972, é uma das principais escolas de dança da Bahia, e tem em sua história íntima relação com o protagonismo de sua fundadora, Ângela Oliveira, que implantou a dança em Feira trazendo conhecimentos e técnicas adquiridas fora do Brasil em países como: Portugal, Japão e Estados Unidos.

A primeira apresentação da EARTE, em 1972, no Feira Tênis Clube. Foto: Acervo Earte

A primeira apresentação da EARTE, em 1972, no Feira Tênis Clube. Foto: Acervo Earte

 

Aula da Earte em 1981

Aula da Earte em 1981, com Edson Hiroshi. Foto: Acervo Earte

 

A dançarina Ângela Oliveira, fundadora da Earte. Foto: Acervo Earte

A dançarina Ângela Oliveira, fundadora da Earte. Foto: Acervo Earte

 

Ela se formou em dança na 1ª turma da UFBA, em Salvador, e começou a ensinar em 1972 em Feira de Santana a um grupo de amigas e primas.

Era o início da Earte, que a princípio foi chamada de Escolinha de Arte Criativa e Ballet. Feira de Santana era então uma cidade de 190.000 habitantes. No início poucos acreditaram, mas ela tinha um ideal e persistiu, e assim criou a segunda academia de dança da Bahia, a primeira de Feira de Santana e do interior da Bahia.

Em 1981, juntamente com seu irmão Luiz Augusto, construiu a atual sede da Earte.

Ângela Oliveira teve sua vida toda dedicada à arte de dançar. Seu maior sonho era realizar um trabalho voltado para a melhoria da qualidade da Educação e da Cultura em nossa cidade. Este ideal fez com que ela desse a volta ao mundo acompanhando os passos da dança moderna, do ballet clássico, do jazz e tudo que surgia nesta área na década de 70.

Desapareceu precocemente em um trágico acidente de carro em outubro de 1983. Com sua falta, seu irmão Luiz Augusto Oliveira deu continuidade ao trabalho da Earte, ampliando sua abrangência, trazendo a Feira de Santana dançarinos famosos como Ana Botafogo, Carlinhos de Jesus, o Ballet do Teatro Castro Alves, e passando a realizar eventos e projetos culturais.

Luiz Augusto Oliveira e Carlinhos de Jesus. Foto: Acervo Earte

Luiz Augusto Oliveira e Carlinhos de Jesus, em 1995. Foto: Acervo Earte

 

Ana Botafogo, Manuella Oliveira e Paulo Rodrigues. Foto: Acervo Earte

Ana Botafogo, Manuella Oliveira e Paulo Rodrigues, em 1992. Foto: Acervo Earte

 

Carlinhos de Jesus em Feira de Santana

Jornal anunciando Carlinhos de Jesus em Feira de Santana (Acervo Earte)

 

Também sua sobrinha Manuella Oliveira tem participação importante nesta trajetória, pois assumiu a direção artística da Earte, dando prosseguimento ao trabalho da dança por Ângela iniciado.

Tudo isto se deve ao pioneirismo de sua fundadora, Ângela Oliveira. Seu trabalho frutificou, constituindo-se até hoje em uma importante referência artística e cultural na cidade de Feira de Santana.

Em comemoração aos 45 da Earte, a escola está realizando, até o dia 19 de fevereiro, uma exposição no Boulevard Shopping, mostrando fotografias inéditas da sua história. Vale a pena visitar!

 

A Earte está no Facebook!


Sobre o (a) autor (a):