Rio Jacuípe

Jogo de Nonô

O jogo de Nonô

“Tira a mão do ovo, Nonô!”, protesta Toinho Cabeção quando o coroa de 86 anos chega para almoçar. É assim todo início de mês: Nonô chega na lanchonete do Centro Mandacaru apoiando uma mão na bengala e a outra oscilando entre o bolso e algumas coçadinhas no meio da calça. Ele não terceiriza o saque da aposentadoria, tanto por vigilância orçamentária quanto por deleite ritualístico: após ir ao banco, compra os remédios do mês, apara o cabelo que lhe resta e arrisca tornar-se milionário nos seis números da mega. “Jogar na mega pra onde, Nonô? Vai gastar esse milhão com

Colbert e Targino

Targino e Colbert trocam farpas

Sem informação Após a população do Conjunto Viveiros realizar uma manifestação por conta da falta de médico no Posto de Saúde da localidade, o prefeito Colbert Martins disse o seguinte: “não tinha informação que o posto médico do Viveiros estava tanto tempo (cerca de sete meses) sem médico”. Targino cobra afastamento da Secretária de Saúde e do Procurador do município O Deputado Estadual Targino Machado (DEM), durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia, nesta terça-feira, 21, cobrou do prefeito de Feira de Santana, o afastamento da Secretária Municipal de Saúde, Denise Mascarenhas, e do Procurador do município, Cleudson

Roberto Mendes

Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura

Um dos maiores artistas que a Bahia produziu estará em Feira de Santana na próxima quinta-feira: o cantor, compositor e ativista santamarense Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura, um dos principais espaços culturais de Feira de Santana. Mendes apresentará um show com tema caro a Feira de Santana: “A chula do Recôncavo com o Canto do Sertão”. Situada entre o Recôncavo e o Sertão, Feira tem a oportunidade de se reconhecer na apresentação de um notável defensor do Samba da Bahia, e do Samba antes do Samba, como ele diz, se referindo à Chula. Ele caracteriza a Chula

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana

Os protestos em Feira de Santana Milhares de manifestantes foram às ruas do centro de Feira de Santana, protestar contra os cortes de verbas da educação, anunciados pelo MEC. Bolsonaro, Rui Costa e Colbert também foram alvos das críticas. Os três chefes do executivo estavam em viagem oficial Bolsonaro nos Estados Unidos, Rui, na China e Colbert, novamente, em Brasília, para tratar de diversos assuntos, dentre os quais o Hospital da Mulher, onde em menos de uma semana 03 bebês morreram devido à grande demanda e a falta de leitos nas maternidades do município. Professores da UEFS contra os cortes

Desemprego em Feira

Emprego formal se reduz no primeiro trimestre em Feira

No primeiro trimestre de 2019 o desemprego voltou a mostrar as suas garras aqui na Feira de Santana. Foram, no saldo, 480 empregos a menos, no saldo entre admissões (8,7 mil) e demissões (9,1 mil). Os mais penalizados foram os comerciários: no saldo, enxugaram-se 162 oportunidades para esses profissionais. Alguém mais otimista pode enxergar, aí, aquele movimento natural de dispensa do excedente que foi contratado para as festas de final de ano. O preocupante, porém, é que a redução de empregos alcançou atividades que não se relacionam diretamente ao vaivém natural do comércio. É o caso da construção civil, que

Sobre concursados e cooperados na Prefeitura de Feira – Feira (A)notada

Prefeitura tem 60 dias para substituir servidores cooperados por aprovados em concurso público

O Juiz Gustavo Hungria, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Feira de Santana, julgou procedente no dia 27 de janeiro, o pedido formulado pelo Ministério Público e determinou que o Município de Feira de Santana nomeie os aprovados remanescentes em concurso público realizado para o provimento de cargos do quadro da Prefeitura de Feira de Santana. E determinou que o Município rescinda a relação jurídica com os profissionais terceirizados que atuam nas funções tratadas neste processo. O Magistrado fixou o prazo de 60 (sessenta) dias para cumprimento da sentença.

MP fez “recomendação administrativa” em Julho de 2016

Quem fez o concurso de 2012 da Prefeitura de Feira de Santana e está no cadastro reserva, tem “direito líquido e certo” de ser convocado para assumir suas funções, quando outras pessoas estão ocupando os lugares por meio de “contratação temporária que configure preterição dos aprovados”, afirmou o Promotor Tiago Quadros em 2016. A Prefeitura não acatou a recomendação.

Ação Civil Pública

Os promotores de Justiça Tiago Quadros e Laise Carneiro ajuizaram no dia 3 de outubro de 2016 ação civil pública com pedido de liminar contra o Município de Feira de Santana. Segundo eles, 312 candidatos aprovados, em cadastro de reserva, em concurso público realizado em 2012, foram preteridos pelo Poder Executivo, que preencheu, irregularmente, os cargos por meio de contratação direta de pessoal ou de forma terceirizada via cooperativas. O Ministério Público da Bahia sugeriu a imediata convocação de 104 enfermeiros, 148 técnicos de enfermagem, 16 médicos e 44 assistentes sociais, observando a ordem de classificação.

Concursados da Prefeitura

Concursados protestam em frente à Prefeitura em 2016. Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Investigação das cooperativas

Segundo a ação de 2016, o Município burlou o concurso público e cometeu abusos na terceirização de mão de obra, inclusive já constatados pelo Ministério Público do Trabalho e reconhecidos pelo Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, que apontou lesão aos direitos sociais dos trabalhadores terceirizados por meio de contratos com “cooperativas fraudulentas”, informaram os promotores. Tudo indica que aqui começou as investigações sobre as cooperativas que desencadeou a “Operação Pityocampa”.

O TCM apontou irregularidades na contratação de cooperativas nas contas de 2015

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) determinou a realização de auditoria em contratos da prefeitura de Feira de Santana, celebrados com cooperativas para a terceirização dos serviços de saúde. O relatório técnico registrou a ocorrência de fragmentação de despesas para evitar processo licitatório; a contratação de pessoal sem concurso público; realização de despesas em valor superior ao estabelecido em um contrato e aditivo; e o não encaminhamento de processo de inexigibilidade de licitação, no valor de R$ 5.724.402,76. Com informações da Tribuna Feirense, em 21/12/2016.

Filho de secretário foi o último convocado

O filho do Secretário Municipal de Administração, João Marinho Gomes Júnior, teve muita sorte, já que foi convocado para o cargo de médico na última convocação, realizada no dia 17 de novembro de 2016.

***

[As colunas publicadas no Feirenses são de autoria dos respectivos colaboradores do portal, e não representam as ideias ou opiniões do Feirenses].


Sobre o (a) autor (a):