As Feiras de Feira de Santana

Fluminense de Feira - 1969

Touro era campeão baiano há 50 anos

Está passando meio despercebido, mas outubro marca os 50 anos do último título de campeão baiano do Fluminense de Feira. Poucos que acompanharam – como testemunhas – aquelas memoráveis jornadas ainda estão vivos. Notícias da época apontam o Touro do Sertão como protagonista de uma campanha brilhante, sob a inspirada condução do atacante Freitas, que marcou o gol do título do tricolor feirense. Vice-campeão no ano anterior, o Fluminense atropelou Bahia e Vitória e se sagrou vencedor por antecipação. No dia 5 de outubro de 1969 houve rodada dupla na Fonte Nova: o Touro encarou o Vitória e o Bahia,

Desemprego em Feira de Santana

Desemprego permanece assombrando Feira

Nos oito primeiros meses de 2019 a Feira de Santana continuou perdendo postos formais de trabalho. Isso quando se considera o saldo entre contratações e dispensas. No intervalo entre janeiro e agosto houve 23.221 admissões e 23.573 demissões. No saldo, esfumaçaram-se mais 352 postos. Os dados são oficiais, do Ministério da Economia. Não dá, portanto, para contestarem a veracidade das informações, conforme virou moda nos últimos meses. A construção civil segue reduzindo seu estoque de mão-de-obra. No período, foram dispensados, no saldo, 134 serventes, o popular ajudante de pedreiro. Os pedreiros propriamente ditos foram um pouco menos afetados: perderam, também

Shopping da Cidade, em Teresina

O fulgurante Shopping da Cidade em Teresina

Em Teresina existe um imponente Shopping da Cidade. É um centro de comércio popular no qual se mercadeja, sobretudo, produtos importados da China. Dispõe de três pisos, praças, dezenas de corredores e quase dois mil boxes que abrigam uma variedade ampla de produtos. Fica muito bem localizado, na Praça da Bandeira, que abriga um terminal de ônibus e uma estação de trem. Basta atravessar a avenida Maranhão para se alcançar a orla do rio Parnaíba, encoberto por uma vegetação densa. Caso pretenda visitar o entreposto, o turista desatento não vai enfrentar dificuldade: qualquer cidadão indica – com a amabilidade habitual

4 rodas de samba em Feira

O final de semana do Samba em Feira de Santana

Feira de Santana tem vocação histórica para o samba, seja através das várias quixabeiras na Zona Rural da cidade, seja através das rodas de samba organizadas no espaço urbano do município. O final de semana que vai desta sexta (04 de outubro) até o domingo (06 de outubro) está recheado de eventos onde o samba é protagonista. Selecionamos pelo menos 4 sambas que ocorrerão na cidade neste período, para você se programar e curtir esse gênero musical genuinamente baiano, diretamente ligado às nossas ancestralidades. Confira: Sexta (04) – Samba Anchos O grupo feirense Audácia Pura vai se apresentar no Anchos

PDT - Feira de Santana

PDT feirense recebe três vereadores e um secretário municipal

Os vereadores Ron do Povo, Isaías de Diogo e Neinha Bastos, além do Secretário de Desenvolvimento Social e vereador licenciado, Pablo Roberto, filiaram-se ao PDT (Partido Democrático Trabalhista), na noite do dia 30. Pois é… O perfil do Instagram do PDT/Feira de Santana disponibiliza o link para o abaixo-assinado pela redução do subsídio do prefeito, vice e vereadores de Feira de Santana. A petição conta com 1.242 assinaturas. Será que os novos filiados assinaram ou são contra? Tem que ter serviços prestados! O ex-vereador Marialvo Barreto vai acionar o Ministério Público do Estado (MP-BA) para tentar invalidar a entrega dos

O pintor feirense Cesar Romero

Quem acompanha o cenário das artes plásticas da Bahia certamente já ouviu falar ou já se deparou com alguma obra do pintor Cesar Romero. O que nem todos sabem é que o artista plástico autor das “Faixas Emblemáticas” é feirense, nascido em 1950.

“Dois fatos foram determinados em minha formação de artista plástico: a convivência com as feiras livres, sempre às segundas-feiras, em companhia do meu pai, e a criação do Museu Regional de Feira de Santana. Se eu tivesse nascido em outra cidade, muito provavelmente não haveria o artista que sou, nem esta obstinada escolha de brasilidade. Feira de Santana fixou meu destino em forma, linha e cor”, diz ele sobre sua origem.

Faixas emblemáticas - Cesar Romero

Faixas emblemáticas – Cesar Romero

Faixas emblemáticas - Cesar Romero

Faixas emblemáticas – Cesar Romero

Faixas emblemáticas - Cesar Romero

Faixas emblemáticas – Cesar Romero

Romero, que também é médico psiquiatra, tem extensa produção artística, chegando a participar, no Brasil, de mais de 400 exposições coletivas e 39 individuais. No exterior, foram mais de 50 exposições coletivas e 8 individuais – em países como Espanha, Estados Unidos, França e Argentina. Possui trabalhos em 45 museus brasileiros e estrangeiros.

Depois de ser marcado por Feira de Santana, Cesar Romero foi morar em Salvador: “Vim para Salvador povoado de lembranças da caatinga e do sertão. Em 1967, tive minha primeira exposição e meu primeiro prêmio. Salvador me legou os símbolos afro-brasileiros e as festas de largo. Somações de influências que resultaram no produto final do meu trabalho”.

No livro “A Brasilidade na Pintura de Cesar Romero“, Mirian de Carvalho descreve da seguinte forma a obra do artista feirense:

Pintura de Cesar Romero

Obra de Cesar Romero

“No universo das cores moventes, César Romero inscreve a vida e a memória do povo visitando manifestações do sagrado e do profano em terras da Bahia. Na apreensão da fé popular, além das referências ao Candomblé, o pintor festeja os santos e outras imagens do Catolicismo. Comemorando a paisagem interiorana, ele destaca os casarios e a igreja do povoado. Contempla as arraias empinadas pelos meninos de céu aberto. Comemora as bandeiras, os banquinhos e as barracas das Festas de Largo e do mercado. Exalta o Carnaval. As festas juninas. Os folguedos. O circo. Colore as fachadas das casas do interior. Em seu trabalho, ganham espaço altar e santo. Em sua arte, matizam-se costumes e fazeres. Coisas do homem. Coisas da divindade. Sinais do povo dando voz à cultura regional como uma das nossas identidades hoje”.

O crítico de arte Jacob Klintowitz enaltece o trabalho de Romero: “A característica mais notável no trabalho de César Romero é sua capacidade de incorporar os símbolos da religiosidade e da criatividade popular, do fluxo inconsciente do povo brasileiro, e transformá-los numa partitura pictórica erudita, onde as formas adquirem uma estrutura de vasta informação, e a gama cromática surge lentamente, sutil, por transparência e pelo ritmo da pincelada.”

Crítico de Arte

César Romero

Não bastasse a reconhecida trajetória como pintor, Cesar Romero também é membro da Associação Brasileira dos Críticos de Arte. Iniciou-se na grande imprensa em 1975 escrevendo no Jornal da Bahia, até 1979. Neste mesmo ano, inicia sua coluna de artes visuais no Correio da Bahia.

Exposição Bramante - Salvador

Publicou mais de novecentos artigos sobre arte e artistas. Prefaciou aproximadamente duzentos e cinquenta catálogos de exposição, e é autor de livros de arte como “Bahia – Negras Raízes” (2006), “Carl Brussel – Um artista da forma e da cor” (2006), “Grafite: Sinais Urbanos” (2011) e “Antonio Maia – Ex – Voto, Alma e Raiz” (2015).

***

Em 2001, Cesar Romero disse sobre sua própria obra: “Busco uma pintura como quem busca um Hino Nacional. Sou baiano, nordestino, brasileiro e universal”. Um feirense que merece ser referenciado, reconhecido e lembrado pela extensa obra que construiu – e segue construindo.

Conheça mais sobre Cesar Romero e sua obra em seu site oficial.


Sobre o (a) autor (a):