Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/feirenses/www/wp-content/themes/magazine/options/php-po/php-po.php on line 187
Mercearias e empórios feirenses - Casa do Guerreiro - Feirenses - Feira de Santana aprofundada
As Feiras de Feira de Santana

Roça Sound

Roça Sound expõe a Feira de Santana clandestina

Saiu o novo clipe do Roça Sound, uma interpretação audiovisual apurada da música “Verde e Cinza”, que compõe o álbum “Tabaréu Moderno”, o mais recente do grupo. A música e o clipe integram uma das mais importantes obras contemporâneas de interpretação de Feira de Santana e sua cultura. “Verde e Cinza”, já no título, denuncia essa cidade contraditória, que vive entre uma tradição rural, feirante, e uma sanha modernizante expressa nas obras cheias de concreto e vazias de humanidade. Mas não para por aí, afinal, Clóvis Ramaiana já notou e denunciou isso há muito. A canção expõe a visceral clandestinidade

Cooperativas em Feira de Santana

Cooperativas com os dias contados em Feira de Santana

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o Ministério Público da Bahia (MP-BA) exigiram que a Prefeitura Municipal de Feira de Santana não faça mais contratações de servidores através de cooperativas. Novas Contratações Colbert Martins disse ao Acorda Cidade que as contratações só poderão ocorrer via Organização Social (OS), seleção pública (Reda) ou concurso público. Ao atender essa recomendação, é provável que aumente o número de processos seletivos para contrações temporárias. Fim das indicações políticas Infelizmente, com o fim das contratações via cooperativas, não é certo de que acabem também as indicações políticas. A contratação de Organização Social permite

Vai ter Feira Noise Festival em 2020

O Feira Coletivo Cultural e a Banana Atômica realizaram no último final de semana, em Feira de Santana (BA), uma edição histórica em comemoração aos 10 anos de existência do Feira Noise Festival. O evento aconteceu entre os dias 22 a 24, no Ária Hall, reforçando sua importância para a consolidação da cena local, além de manter Feira de Santana na rota de circulação de bandas e artistas independentes. Ao todo, 33 atrações se revezaram entre os palcos Banana Atômica e Budweiser, sendo 13 delas de Feira de Santana. Importantes nomes da música brasileira contemporânea como Supercombo, Francisco El Hombre, Black Pantera, Potyguara Bardo,

O fenômeno flamenguista em Feira de Santana

Na manhã dessa segunda-feira, a Praça da Bandeira foi a arena onde se discutiu sobre o mais importante e popular time de futebol brasileiro. — É óbvio que o Bahia é de mais importância. O Brasil nasceu onde? Se é aqui o início do Brasil, o Bahia é o time do nosso povo, defendia Papinho, torcedor patológico do Bahia. — O Flamengo, companheiro, é o time das massas, o time rubro, castanho, caboclo, representando os índios, e negro, quilombola, africano, representando o povo escravizado, proclamava Seu Teófilo, tomando caldo de cana para curar a ressaca da comemoração dos dois títulos

Roça Sound

“Tabaréu Moderno”, o novo álbum do Roça Sound

“Tabaréu Moderno” é o terceiro disco do grupo Roça Sound. Lançado no último dia 15 de novembro, o novo álbum estava sendo esperado pelo público que acompanha o trabalho dos feirenses desde “Você Aguenta Quantos Rounds?”, de 2014. Formado por NickAmaro (DJ/ MC), Paulo Bala (MC), Dom Maths (MC) e o dançarino Edy Murphy, o Roça Sound explora sonoridades que vão desde a Cultura Nordestina, Rap, Dembow, Reggae, e o DanceHall, tendo o suingue como sua marca principal. Em “Tabaréu Moderno”, trazem nove faixas autorais e inéditas, com as participações da Orquestra Reggae de Cachoeira, Quixabeira da Matinha, Bel da

Mercearias e empórios feirenses – Casa do Guerreiro

Empórios e mercearias são oásis para quem aprecia a cultura das feiras. Ali encontra-se de tudo um pouco: alimentos, ferramentas, bebidas, artigos de costura e remendos, prataria e tudo mais que o dono do estabelecimento achar que deve oferecer. Às vezes, nem ele mesmo lembra o que está à venda, e eis que surge um artigo estocado há anos, que precisa ter seu preço inventado ao cliente ocasional que surge.

Esses lugares são memoriais, quase museus, guardando produtos em embalagens empoeiradas que testemunham as necessidades e estilo de uma época. Recepcionam todo tipo de gente: as crianças interessadas na bola de gude, a senhora que compra folhas para o chá e o homem que vai conferir o jogo do bicho.

Leia: Pelas Mercearias

Pela importância cultural dos empórios e mercearias para uma cidade-feira, resolvemos criar uma série de publicações chamada “Mercearias e empórios feirenses”, que vai mostrar um pouco do universo desses estabelecimentos, cada um com seus estilos e peculiaridades.

Vamos lá…

Casa do Guerreiro

Casa do Guerreiro - Feira de Santana

A Casa do Guerreiro é um dos maiores empórios de Feira de Santana. Não só por causa da estrutura do prédio em que está instalado, mas principalmente pela ampla variedade de insumos que são oferecidos no lugar.

“Você já ouviu falar em picão preto, porangaba, confrei, centelha asiática, jambolão e cana do brejo?”

A casa tem em suas prateleiras grãos, sementes, raízes, frutas secas, linhas, cordões, óleos, incensos, ferragens e vários outros itens. Você já ouviu falar em picão preto, porangaba, confrei, centelha asiática, jambolão e cana do brejo? São algumas das ervas encontradas na Casa do Guerreiro.

Casa do Guerreiro - Feira de Santana

Empório Guerreiro

Pela quantidade de vegetais aromáticos no estoque, a experiência olfativa no lugar é bem interessante. Cada canto possui um cheiro característico. Todas essas ervas vêm de lugares diversos – além da Bahia, há itens de São Paulo, Minas Gerais e até de fora do Brasil. A visita é indispensável para quem gosta de chás e bebidas em infusão.

Mercearia Casa do Guerreiro

Há também grande variedade de rações para cães, gatos e pássaros. Caso o freguês queira comprar a ração dada ao canário de plumagem vermelha, encontra-se na Casa do Guerreiro. Num canto mais empoeirado, há taxinhas em embalagem estilosa vendida em caixas, além de ferramentas e ferragens diversas.

Guerreiro

O empório já tem 22 anos de existência (fundado em 1995), e conta com cerca de 16 funcionários. Segundo a gerente, Priscila, foi o primeiro estabelecimento em Feira de Santana a comercializar alimentos naturais.

Localização

Casa Guerreiro

A Casa do Guerreiro fica na Rua Recife (popularmente conhecida como Ladeira do Centro), nº 68.


Sobre o (a) autor (a):