Rio Jacuípe

Porque eu te amei

O que ‘Porque eu te amei’ tem a falar sobre Feira?

Já passado alguns meses do lançamento do filme feirense de Tiago Rocha, que gerou assunto durante um bom tempo e lotou praticamente todas as sessões enquanto esteve em exibição, o longa, embora já fora dos cinemas, ainda tem muito que falar. E não me refiro exclusivamente aos temas abordados no enredo. Como violência doméstica, abuso, estupro etc. Mas, também, sobre o nosso olhar sobre Feira. Porque eu te amei é uma espécie de grito da classe artística feirense. Uma produção independente, envolvendo profissionais e entusiastas da cidade, lançada por aqui de maneira honrada e reconhecida – principalmente por quem duvidou.

Irving São Paulo

O ator feirense Irving São Paulo

Provavelmente você conhece o rosto do ator Irving São Paulo, filho de um histórico cineasta brasileiro, Olney São Paulo. Irving, nascido em Feira de Santana, estrelou grandes novelas brasileiras, a exemplo de “Bebê a bordo”, “Mulheres de Areia”, “A Viagem” e “Torre de Babel”. Irving nasceu em 26 de outubro de 1964, em Feira, onde iniciou a atuar em peças de teatro. Faleceu precocemente, aos 41 anos de idade, vítima de pancreatite necro-hemorrágica. Recentemente o Vídeo Show dedicou uma edição do quadro “Memória Nacional” ao ator feirense, mostrando sua trajetória e múltiplos talentos (em especial a música):   A seguir,

Jogo de Nonô

O jogo de Nonô

“Tira a mão do ovo, Nonô!”, protesta Toinho Cabeção quando o coroa de 86 anos chega para almoçar. É assim todo início de mês: Nonô chega na lanchonete do Centro Mandacaru apoiando uma mão na bengala e a outra oscilando entre o bolso e algumas coçadinhas no meio da calça. Ele não terceiriza o saque da aposentadoria, tanto por vigilância orçamentária quanto por deleite ritualístico: após ir ao banco, compra os remédios do mês, apara o cabelo que lhe resta e arrisca tornar-se milionário nos seis números da mega. “Jogar na mega pra onde, Nonô? Vai gastar esse milhão com

Colbert e Targino

Targino e Colbert trocam farpas

Sem informação Após a população do Conjunto Viveiros realizar uma manifestação por conta da falta de médico no Posto de Saúde da localidade, o prefeito Colbert Martins disse o seguinte: “não tinha informação que o posto médico do Viveiros estava tanto tempo (cerca de sete meses) sem médico”. Targino cobra afastamento da Secretária de Saúde e do Procurador do município O Deputado Estadual Targino Machado (DEM), durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia, nesta terça-feira, 21, cobrou do prefeito de Feira de Santana, o afastamento da Secretária Municipal de Saúde, Denise Mascarenhas, e do Procurador do município, Cleudson

Roberto Mendes

Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura

Um dos maiores artistas que a Bahia produziu estará em Feira de Santana na próxima quinta-feira: o cantor, compositor e ativista santamarense Roberto Mendes faz show na Cidade da Cultura, um dos principais espaços culturais de Feira de Santana. Mendes apresentará um show com tema caro a Feira de Santana: “A chula do Recôncavo com o Canto do Sertão”. Situada entre o Recôncavo e o Sertão, Feira tem a oportunidade de se reconhecer na apresentação de um notável defensor do Samba da Bahia, e do Samba antes do Samba, como ele diz, se referindo à Chula. Ele caracteriza a Chula

As personalidades que nomeiam as principais avenidas de Feira

O nome das ruas, avenidas, e construções públicas geralmente são pronunciados com naturalidade no cotidiano dos cidadãos de uma cidade, sem nos darmos conta da razão pela qual cada um desses patrimônios foi nomeado. Para que o leitor possa (re)conhecer um pouco da história daqueles que nomeiam as principais avenidas de Feira de Santana, fizemos uma breve pesquisa acerca da biografia dessas personalidades. Confira:

Nóide Cerqueira

Advogado, político e empresário feirense. Filho do empresário Modesto Cerqueira (fundador da Jacuípe Veículos, Norauto Veículos, Norauto Caminhões e Pedro Falcão Vieira Center), foi também Chefe de Gabinete e Secretário do governo José Falcão em Feira. Também foi vereador e deputado federal. Além disso, de acordo com o jornalista Dimas Oliveira, foi dirigente e conselheiro do Clube de Campo Cajueiro, do Feira Tênis Clube e da Sociedade Filarmônica Euterpe Feirense, além do Ali-Babá. Também dirigiu o Bahia de Feira, quando colocou o time no Campeonato Baiano, e do Fluminense de Feira. Faleceu prematuramente em acidente automobilístico, na BR-324.

 João Durval Carneiro

Formado em Odontologia pela Universidade Federal da Bahia em 1953, João Durval exerceu a profissão até ingressar na carreira política. Foi vereador, duas vezes deputado federal, duas vezes eleito prefeito de Feira, governador da Bahia e senador. Talvez seja o feirense com a mais notória trajetória política. O distrito onde nasceu (Ipuaçu) hoje também é batizado com seu nome.

Maria Quitéria

Maria Quitéria

Maria Quitéria de Jesus Medeiros, filha de um fazendeiros portugueses, nasceu em Feira de Santana, em 1792. Ela se tornou a heroína mais respeitada de toda a Guerra da Independência quando, vestida de homem e usando o nome do cunhado, José Cordeiro de Medeiros, lutou com valentia na saga baiana para derrotar os colonizadores portugueses e consolidar a independência do Brasil.

Quitéria foi descoberta pelo pai, entretanto, devido à facilidade com que manejava as armas e por sua disciplina, o major Silva e Castro não permitiu que ela fosse desligada do grupo. Maria Quitéria conquistou o respeito dos companheiros, assumiu a sua condição feminina e não precisou mais usar roupas masculinas. Destacou-se pelo seu entusiasmo e bravura. Sua luta influenciou outras mulheres, formando um grupo feminino liderado por ela.

Adnil Falcão

Esposa do empresário e prefeito de Feira de Santana na década de 1950, João Marinho Falcão. Adnil é matriarca de uma das mais tradicionais famílias de Feira.

Getúlio Vargas

Getúlio Vargas

Getúlio Vargas foi o presidente que mais tempo governou o Brasil, durante dois mandatos. Foi presidente do Brasil entre os anos de 1930 a 1945 e de 1951 a 1954. Entre 1937 e 1945 instalou a fase de ditadura, o chamado Estado Novo. Em agosto de 1954, Vargas suicidou-se no Palácio do Catete com um tiro no peito. Deixou uma carta testamento com uma frase que entrou para a história : “Deixo a vida para entrar na História.”

Ayrton Senna

Ayrton Senna

Ayrton Senna da Silva foi um piloto brasileiro de Fórmula 1, três vezes campeão mundial, nos anos de 1988, 1990 e 1991. Em 1994, ao participar da terceira corrida da temporada, o GP de San Marino, em Ímola, Senna rapidamente fez a terceira melhor volta da corrida, seguido por Michael Schumacher. Senna iniciara o que seria a sua última volta na F1; ele entrou na curva Tamburello (a mesma que bateu Nelson Piquet com a Williams em 1987 e também onde bateu Berger com a Ferrari em 1989) e perdeu o controle do carro devido a uma barra de direção quebrada, seguindo reto e chocando-se violentamente contra o muro de concreto. Ainda hoje é reconhecido mundialmente como um dos principais campeões do esporte.

Presidente Dutra

Presidente Dutra

Eurico Gaspar Dutra foi um militar brasileiro, décimo sexto Presidente do Brasil (eleito), de 1946 a 1951. Dutra, que chegou a Marechal do Exército, também foi Ministro da Guerra, atual Comandante do Exército, do governo Getúlio Vargas. Em 1935 comandou a repressão à Intentona Comunista nas cidades do Rio de Janeiro, Natal e Recife.

Fraga Maia

Segundo pesquisas, Francisco Fraga Maia foi um importante exportador de fumo durante a década de 70. Outro empreendimento dessa família consistiu na atividade de uma corretora de imóveis e loteamentos, a “Porto Seguro”. A Lagoa “Chico Maia”, localizada no Bairro Mangabeira, que pode ser acessado através da Avenida Fraga Maia, também faz referência ao sobrenome da família.

Tags:

Sobre o (a) autor (a):