Novas regras para utilizar som

As novas regras para utilização de som em Feira de Santana

Foi publicada no Diário Oficial de Feira de Santana uma nova Lei tratando sobre a emissão de sons urbanos, fixando níveis e horários em que será permitida a emissão, além de possibilitar doação, leilão e destruição de equipamentos sonoros apreendidos. De acordo com a Lei 3.736, os níveis máximos de sons e ruídos, de qualquer fonte emissora e natureza, em empreendimentos ou atividades residenciais, comerciais de serviços, institucionais, industriais ou especiais, públicas ou privadas, sons e ruídos causados por máquinas, motores, compressores ou geradores estacionários, assim como em veículos automotores são de: 60 db (sessenta decibéis), no período compreendido entre

Cadastramento Biométrico

A interminável espera para o recadastramento biométrico

Tenho visto, com frequência, reclamações de eleitores sobre a dificuldade de fazer o cadastramento biométrico no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aqui na Feira de Santana. O serviço, pelo que percebo, é péssimo nas duas modalidades: seja tentando agendar horário pela Internet, seja comparecendo ao posto para enfrentar filas monumentais e ficar, horas intermináveis, aguardando atendimento, exposto ao sol, à chuva e a uma humilhação injustificável. Adepto moderado das novas tecnologias – e de um mínimo de comodidade – tento, há semanas, agendar o bendito atendimento, sem sucesso. Invariavelmente, as vagas são todas preenchidas em alguns poucos minutos: nunca consegui, sequer,

Superlotado, Conjunto Penal segue esquecido no noticiário

O Conjunto Penal de Feira de Santana abriga, no total, quase dois mil internos. São, precisamente, 1.912 pessoas encarceradas na unidade prisional. Há muito mais gente do que vaga: oficialmente, existe capacidade para abrigar 1.356 internos. A quantidade de presos excedentes, portanto, está em exatos 556. É gente suficiente para lotar um desses presídios modernos, nos quais se alojam menos internos. Note-se que, recentemente, a unidade penal feirense passou por uma ampliação. Os números acima são oficiais e integram um balanço recente, referente ao mês de julho, divulgado pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização, a SEAP. No interior,

Por que as motos de baixa cilindrada inundam o trânsito de Feira

Em São Paulo-SP, existe uma motocicleta para cada 15 habitantes. Em Salvador, são 22 habitantes para cada motocicleta. Em Aracaju, para cada motocicleta, há 10 habitantes. Em Feira de Santana, são apenas 6 habitantes por motocicletas. A quantidade de motonetas, motos dirigidas pelo condutor em posição sentada, em Feira de Santana chama ainda mais a atenção. No ranking nacional, de acordo com dados do DENATRAN (2016), Feira fica atrás apenas de seis capitais na quantidade de motonetas. Estamos à frente de metrópoles como Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Fortaleza. São mais de 18 mil motonetas contabilizadas no município. Para

Maryzélia no Encontro

Cantora feirense Maryzélia participa do Encontro com Fátima [vídeos]

A sambista feirense Maryzélia conquistou mais um degrau de visibilidade nacional nesta terça, com a participação no programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo. Maryzélia cantou com Pretinho da Serrinha, cantor, compositor, instrumentista que tem parcerias em sua carreira com grandes nomes da MPB, a exemplo de Beth Carvalho, Arlindo Cruz, Seu Jorge, Marisa Monte, Lulu Santos, Dona Ivone Lara, Caetano Veloso e Teresa Cristina. Veja alguns momentos da participação de Maryzélia:  

Um Baile Surrealista em Feira de Santana

Em 1972, uma socialite francesa chamada Marie-Hélène de Rothschild resolveu dar uma festa inusitada em sua casa, o Castelo de Ferrières. Marie fez um Baile Surrealista, uma festa inspirada no movimento artístico de vanguarda que tinha entre seus expoentes Salvador Dalí. Segundo contam, a anfitriã enviou um convite que fazia referência à obra de outro surrealista, Magritte, com nuvens e palavras escritas ao contrário, de forma que só era possível lê-lo se ele fosse segurado em frente a um espelho.

Também mandou que o castelo fosse banhado com intensos holofotes de luzes âmbar, destinadas a criar a ilusão de que o prédio estivesse em chamas. Além disso, a escadaria estava cheia de criados e empregados vestidos de gatos – todos em várias poses de sono. Ao chegarem, os convidados foram conduzidos a um labirinto. Quem se perdesse era socorrido por um dos “gatos” e levado até Marie-Hélène – que estava usando uma cabeça gigante de um cervo que chorava lágrimas de diamantes.

Baile Surrealista

Participantes do Baile Surrealista na França, em 1972.

O legal é que o coletivo feirense Diabo A4 Editora, composto por Henrique Sampaio, Will Fialho (Hum Bárbaro) e Larissa Rodrigues, está preparando um evento, no próximo sábado, que promete fazer uma releitura do Baile Surrealista. Antes de entender melhor o Baile Surrealista Feirense, assista ao vídeo de apresentação do Coletivo Diabo A4 Editora:

 

O Baile Surrealista feirense

O Baile Surrealista feirense será um evento de artes integradas, que pretende discutir as relações entre arte e misticismo através da música, artes plásticas, dança, oficina de tarô e poesia. Nessa primeira edição, inspirada nos trabalhos do poeta e cineasta chileno Alejandro Jodorowsky, vai acontecer o lançamento da Antologia Poética do Tarô: serão 170 páginas de bruxaria e lirismo escritas por autores da poesia contemporânea da Bahia, em suas meditações sobre os arcanos maiores do Tarô.

Haverá também exposição com jovens artistas plásticos, apresentação de dança, live paint, oficina de tarô e música (entre as atrações, está confirmada a banda Cine Íris) e o lançamento do livro Arcos de Mercúrio – Antologia Poética do Tarô. A ideia é reunir numa única noite diversas linguagens artísticas em obras que dialogam com disciplinas esotéricas, oferecendo ao público a oportunidade de conhecer segredos dos bastidores da existência nunca antes revelados em nossa cidade.

O evento é gratuito e acontecerá no dia 19 de dezembro (sábado), no Museu de Arte Contemporânea (MAC) a partir das 19h.

(Não precisa ir fantasiado!).

Recapitulando…

O quê: Baile Surrealista

Quando: 19 de dezembro (sábado), a partir das 19h

Onde: Museu de Arte Contemporânea (MAC)

Confirme sua presença no evento do Facebook!

 


Sobre o (a) autor (a):