Festival de Samba de Feira de Santana

Feira de Santana terá seu primeiro Festival de Samba

O Coletivo Unidos Pelo Samba promove entre os dias 2 e 9 de dezembro o I Festival de Samba de Feira de Santana. O evento visa promover diálogos e experiências de valorização e reconhecimento do samba na cidade, além de comemorar o Dia do Samba (2 de dezembro). Pela primeira vez receberá esse tipo de evento, reunindo experiências e vivências de compositores, sambistas e admiradores do samba com o público em geral. Na programação, rodas de samba e rodas de conversa que acontecerão no Mercado de Arte Popular (MAP) e em outros pontos da cidade. De acordo com o cantor

Feira Noise Festival

Feira Noise começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira (24) e prossegue até o próximo domingo (26), a sétima edição do Festival Feira Noise. O evento é promovido pelo Feira Coletivo Cultural e contará com apresentações musicais de artistas de todo o Brasil,  além de espetáculos de dança, rodas de conversa, intervenções de artes visuais e outras atividades. Maior festival independente da Bahia, o Feira Noise será aberto na quinta, às 19 horas, no teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, com a palestra Delírios Utópicos, proferida pelo teórico da contracultura e pensador contemporâneo Cláudio Prado, colunista da Mídia Ninja. Também teremos no primeiro dia do

Roberto Kuelho

Roberto Kuelho ganha Prêmio Palco MP3 com CD Sense Bulir

Um ano após o lançamento do CD Sense Bulir, o cantor Roberto Kuelho colhe frutos de seu trabalho. O artista baiano, e feirense, é um dos ganhadores do Prêmio Palco MP3 na categoria “Word Music”. O prêmio é uma realização do Palco MP3, o maior portal de música independente do Brasil. Entre as músicas em destaque no site estão “Nem precisa ser amor” e “Bem no Auge”, que foi ouvida mais de 115 mil vezes. “Esse prêmio nos deixa feliz por ser os primeiros resultado de um trabalho feito com carinho. Mostra que nosso som está encontrando as pessoas certas”,

Ciro Gomes

A palestra completa de Ciro Gomes em Feira de Santana

O presidenciável, ex-ministro dos governos Itamar Franco, Lula e Dilma, um dos criadores do Plano Real e ex-Governador do Ceará, Ciro Gomes, esteve em Feira de Santana no dia 1 de novembro, palestrando na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Na oportunidade, respondeu a perguntas de alunos e professores da Universidade. Veja o evento na íntegra:  

Homicídios em Feira de Santana

Homicídios mais que dobraram em 20 anos em Feira

No dia 05 de julho de 1997 o extinto jornal Feira Hoje, diário que circulava aqui na Feira de Santana, divulgou um balanço da violência no primeiro semestre daquele ano. Comparando com o ano anterior, houve elevação: foram 77 homicídios e três latrocínios na primeira metade do ano; em 1996, os números foram mais favoráveis: 67 homicídios e quatro latrocínios. Na soma, 80 mortes violentas no primeiro semestre de 1997 e 71 no mesmo período do ano anterior. O levantamento também informava sobre as mortes em supostos confrontos com a polícia: foram 29 em 1996 e, no ano seguinte, o

Como telhados brancos reduzem o calor – Políticas para Feira se Inspirar #5

Em 2009 a Prefeitura de Nova York criou um programa visando pintar de branco o máximo possível de telhados da cidade. O objetivo da medida é reduzir o consumo de energia dos moradores e, assim, o impacto que causam no meio ambiente. Isso porque, com os telhados pintados de branco, a temperatura no interior de um edifício pode cair até 30%, diminuindo os gastos com ar-condicionado e, consequentemente, a emissão de gases do efeito estufa, o que, em última análise, ajuda a controlar os efeitos nocivos do aquecimento global.

Enquanto os telhados pretos ou escuros absorvem a energia do sol quase completamente, os brancos refletem os raios solares, dispersando o calor. Para realizar o trabalho, a Prefeitura de Nova York se utilizou da disposição de jovens voluntários, que atuaram como pintores temporários.

O interessante é que, além de tudo, as tintas brancas utilizadas impermeabilizam e protegem os telhados, evitando a proliferação de fungos, por exemplo.

A diferença dos raios solares refletidos em telhados escuros e telhados brancos

A diferença dos raios solares refletidos em telhados escuros e telhados brancos

Quando foi implementado em NY, qualquer edifício podia participar do programa. A cidade fechou acordos com lojas de tinta, que forneceram parte do material necessário. Embora qualquer construção pudesse se “voluntariar”, os grandes edifícios foram priorizados, locais onde a economia de energia é maior.

No início, os tetos mais pintados foram de universidades, bibliotecas e edifícios públicos, além de blocos de apartamentos de moradores de baixa renda.

O site “Casa Claudia” fez uma matéria interessante sobre o tema, mostrando o quanto a medida pode ser eficiente:

“A arquiteta Mariana Goulart mediu o impacto da mudança de cor na prática. Em seu mestrado no IAU, experimentou estratégias para melhorar o conforto térmico em uma escola de Maringá (PR). Aconselhada pelo arquiteto João Filgueiras Lima, o Lelé, pintou de branco o teto de concreto de uma das salas de aula e mediu os resultados.

Em um dos horários mais quentes do dia, às 15h30, a temperatura do ar na sala pintada era 2 °C menor do que a das classes vizinhas. E a laje estava 5 °C mais fresca do lado de dentro. ‘A pintura melhora a temperatura superficial externa e interna, diminuindo o calor que entra pela cobertura’, concluiu a pesquisadora. Mas telhados brancos podem afetar área muito maiores do que uma só construção.”

Para uma cidade como Feira de Santana, não é demais pensar em uma equipe do poder público que inicie a realização desse tipo de trabalho, pelo menos em grandes edifícios e construções da cidade.

 

Leia mais sobre telhados brancos aqui, aqui e aqui.


Sobre o (a) autor (a):