Festival de Samba de Feira de Santana

Feira de Santana terá seu primeiro Festival de Samba

O Coletivo Unidos Pelo Samba promove entre os dias 2 e 9 de dezembro o I Festival de Samba de Feira de Santana. O evento visa promover diálogos e experiências de valorização e reconhecimento do samba na cidade, além de comemorar o Dia do Samba (2 de dezembro). Pela primeira vez receberá esse tipo de evento, reunindo experiências e vivências de compositores, sambistas e admiradores do samba com o público em geral. Na programação, rodas de samba e rodas de conversa que acontecerão no Mercado de Arte Popular (MAP) e em outros pontos da cidade. De acordo com o cantor

Feira Noise Festival

Feira Noise começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira (24) e prossegue até o próximo domingo (26), a sétima edição do Festival Feira Noise. O evento é promovido pelo Feira Coletivo Cultural e contará com apresentações musicais de artistas de todo o Brasil,  além de espetáculos de dança, rodas de conversa, intervenções de artes visuais e outras atividades. Maior festival independente da Bahia, o Feira Noise será aberto na quinta, às 19 horas, no teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, com a palestra Delírios Utópicos, proferida pelo teórico da contracultura e pensador contemporâneo Cláudio Prado, colunista da Mídia Ninja. Também teremos no primeiro dia do

Roberto Kuelho

Roberto Kuelho ganha Prêmio Palco MP3 com CD Sense Bulir

Um ano após o lançamento do CD Sense Bulir, o cantor Roberto Kuelho colhe frutos de seu trabalho. O artista baiano, e feirense, é um dos ganhadores do Prêmio Palco MP3 na categoria “Word Music”. O prêmio é uma realização do Palco MP3, o maior portal de música independente do Brasil. Entre as músicas em destaque no site estão “Nem precisa ser amor” e “Bem no Auge”, que foi ouvida mais de 115 mil vezes. “Esse prêmio nos deixa feliz por ser os primeiros resultado de um trabalho feito com carinho. Mostra que nosso som está encontrando as pessoas certas”,

Ciro Gomes

A palestra completa de Ciro Gomes em Feira de Santana

O presidenciável, ex-ministro dos governos Itamar Franco, Lula e Dilma, um dos criadores do Plano Real e ex-Governador do Ceará, Ciro Gomes, esteve em Feira de Santana no dia 1 de novembro, palestrando na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Na oportunidade, respondeu a perguntas de alunos e professores da Universidade. Veja o evento na íntegra:  

Homicídios em Feira de Santana

Homicídios mais que dobraram em 20 anos em Feira

No dia 05 de julho de 1997 o extinto jornal Feira Hoje, diário que circulava aqui na Feira de Santana, divulgou um balanço da violência no primeiro semestre daquele ano. Comparando com o ano anterior, houve elevação: foram 77 homicídios e três latrocínios na primeira metade do ano; em 1996, os números foram mais favoráveis: 67 homicídios e quatro latrocínios. Na soma, 80 mortes violentas no primeiro semestre de 1997 e 71 no mesmo período do ano anterior. O levantamento também informava sobre as mortes em supostos confrontos com a polícia: foram 29 em 1996 e, no ano seguinte, o

A poesia feirense na Festa Literária de Cachoeira

A Festa Literária de Cachoeira (Flica) já é um dos principais eventos literários do país, reunindo grandes nomes da literatura brasileira e internacional. Em 2015, a Festa terá sua 5ª edição, e já adquiriu uma exposição midiática bem ampla, a começar pelo lançamento do evento, ocorrido estrategicamente em Salvador.

Neste ano a Flica homenageia Antonio Torres, “o imortal brasileiro, orgulhosamente baiano, cosmopolita por vocação de berço e senso estético adquirido em longa e admirável trajetória”. Torres, que é membro da Academia Brasileira de Letras, estará na mesa de abertura do evento, junto com o jornalista Igor Gielow e o Secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal.

Além da homenagem a Antonio Torres, a programação musical e a “Fliquinha” (atividades destinadas a crianças), teremos na Flica 3 poetas feirenses participando de mesas de debate, dando notoriedade à poesia feirense e às suas obras. Veja abaixo quem são os representantes de Feira de Santana na Flica 2015:

Silvério Duque

Silvério Duque

Mesa na Flica: Entre críticos, parvos e professores.

Quem é: Nascido em Feira de Santana (1978). Licenciado em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual de Feira de Santana. Além de poeta, é músico (clarinetista) e professor de Literatura Brasileira. Foi coordenador da Escola de Música da Sociedade Filarmônica Euterpe Feirense. Como crítico literário, escreve para vários jornais e revistas da Bahia e do Brasil. É autor dos livros de poesia “O crânio dos Peixes” (Ed MAC, 2002 ), “Baladas e outros aportes de viagem” (Edições Pirapuama, 2006 ), “A pele de Esaú” (Via Litterarum, 2010), “Ciranda de Sombras” (É Realizações, 2011) e “Do Coração dos malditos” (Mondrongo, 2013).

Roberval Pereyr

Roberval Pereyr

Mesa na Flica: Versos, diversos.

Quem é: Poeta, ficcionista, desenhista, compositor, ensaísta e editor. Nasceu na zona rural do município de Antônio Cardoso-BA. (antigo Umburanas), mas sempre esteve ligado a Feira de Santana/BA, onde passou a residir a partir de 1964. Professor da Universidade Estadual de Feira de Santana. Co-fundador da revista Hera – fundada em 1972 e saindo de circulação em 2005 –, que dirigiu, quase sempre em parceria, em quase todos os seus números. Fundador e diretor das editoras alternativas Tulle e Estrada.

Pereyr é ganhador de vários prêmios literários. Com o livro Mirantes, ganhou o prêmio de poesia da Academia de Letras da Bahia (2011), o Segundo Prêmio Brasília de Literatura (2014) e foi indicado ao Prêmio Portugal Telecom (2013). Tem poemas em antologias nacionais e estrangeiras. Entre seus livros, encontram-se: As roupas do nu, Ocidentais, O súbito cenário, Concerto de ilhas, Saguão de mitos, A unidade primordial da lírica moderna, Amálgama – Nas praias do avesso e Poesia anteriorAcordes, Mirantes e 110 poemas.

Clarissa Macedo

Clarissa Macedo

Mesa na Flica: Versos, diversos.

Quem é: Clarissa Macedo é natural de Salvador (BA) e reside em Feira de Santana/BA. Licenciada em Letras Vernáculas, mestre em Literatura e Diversidade Cultural e doutoranda em Literatura e Cultura, além de escritora, atua como revisora, professora, pesquisadora e produtora cultural. É autora de O trem vermelho que partiu das cinzas (2014) e de Na pata do cavalo há sete abismos, vencedor do Prêmio Nacional da Academia de Letras da Bahia/2014, já traduzido para o espanhol (Peru e Espanha) e com edição em processo também para a língua inglesa.

A Flica

A Flica ocorre de 14 a 18 de outubro de 2015, em Cachoeira-BA. Visite o site da festa e confira a programação geral do evento.


Sobre o (a) autor (a):