Novas regras para utilizar som

As novas regras para utilização de som em Feira de Santana

Foi publicada no Diário Oficial de Feira de Santana uma nova Lei tratando sobre a emissão de sons urbanos, fixando níveis e horários em que será permitida a emissão, além de possibilitar doação, leilão e destruição de equipamentos sonoros apreendidos. De acordo com a Lei 3.736, os níveis máximos de sons e ruídos, de qualquer fonte emissora e natureza, em empreendimentos ou atividades residenciais, comerciais de serviços, institucionais, industriais ou especiais, públicas ou privadas, sons e ruídos causados por máquinas, motores, compressores ou geradores estacionários, assim como em veículos automotores são de: 60 db (sessenta decibéis), no período compreendido entre

Cadastramento Biométrico

A interminável espera para o recadastramento biométrico

Tenho visto, com frequência, reclamações de eleitores sobre a dificuldade de fazer o cadastramento biométrico no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aqui na Feira de Santana. O serviço, pelo que percebo, é péssimo nas duas modalidades: seja tentando agendar horário pela Internet, seja comparecendo ao posto para enfrentar filas monumentais e ficar, horas intermináveis, aguardando atendimento, exposto ao sol, à chuva e a uma humilhação injustificável. Adepto moderado das novas tecnologias – e de um mínimo de comodidade – tento, há semanas, agendar o bendito atendimento, sem sucesso. Invariavelmente, as vagas são todas preenchidas em alguns poucos minutos: nunca consegui, sequer,

Superlotado, Conjunto Penal segue esquecido no noticiário

O Conjunto Penal de Feira de Santana abriga, no total, quase dois mil internos. São, precisamente, 1.912 pessoas encarceradas na unidade prisional. Há muito mais gente do que vaga: oficialmente, existe capacidade para abrigar 1.356 internos. A quantidade de presos excedentes, portanto, está em exatos 556. É gente suficiente para lotar um desses presídios modernos, nos quais se alojam menos internos. Note-se que, recentemente, a unidade penal feirense passou por uma ampliação. Os números acima são oficiais e integram um balanço recente, referente ao mês de julho, divulgado pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização, a SEAP. No interior,

Por que as motos de baixa cilindrada inundam o trânsito de Feira

Em São Paulo-SP, existe uma motocicleta para cada 15 habitantes. Em Salvador, são 22 habitantes para cada motocicleta. Em Aracaju, para cada motocicleta, há 10 habitantes. Em Feira de Santana, são apenas 6 habitantes por motocicletas. A quantidade de motonetas, motos dirigidas pelo condutor em posição sentada, em Feira de Santana chama ainda mais a atenção. No ranking nacional, de acordo com dados do DENATRAN (2016), Feira fica atrás apenas de seis capitais na quantidade de motonetas. Estamos à frente de metrópoles como Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Fortaleza. São mais de 18 mil motonetas contabilizadas no município. Para

Maryzélia no Encontro

Cantora feirense Maryzélia participa do Encontro com Fátima [vídeos]

A sambista feirense Maryzélia conquistou mais um degrau de visibilidade nacional nesta terça, com a participação no programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo. Maryzélia cantou com Pretinho da Serrinha, cantor, compositor, instrumentista que tem parcerias em sua carreira com grandes nomes da MPB, a exemplo de Beth Carvalho, Arlindo Cruz, Seu Jorge, Marisa Monte, Lulu Santos, Dona Ivone Lara, Caetano Veloso e Teresa Cristina. Veja alguns momentos da participação de Maryzélia:  

Peça de teatro “Encarceradas” entra em cartaz em Feira

Ainda é muito pouco divulgado, mas Feira de Santana possui um movimento consistente de teatro, com peças de vários gêneros sendo apresentadas no decorrer do ano, principalmente através do Centro Universitário de Cultura e Arte, o CUCA. Alguns desses trabalhos são desenvolvido pelo Grupo Recorte de Teatro, nascido há dois anos como resultado de uma oficina no próprio CUCA, orientada pelo então professor Fernando Pedro Maria, que ganhou experiência, profissionalizou-se e, hoje, possui bastante receptividade do público feirense, com destaque para a peça “Encarceradas”, que estará em cartaz no mês de março na cidade.

“Numa sociedade onde a mulher faz de tudo e, muitas vezes, não é valorizada, imagina uma encarcerada?”, declara Fernando Pedro Maria, ator, historiador e diretor do espetáculo. A peça retrata o esquecido ambiente carcerário feminino.
É uma montagem que emociona, faz rir do que não tem a menor graça, leva o público a refletir junto com o elenco e dá um soco necessário no estômago de uma sociedade que vive a fingir que aquelas mulheres presas nem existem. O que as levou ao crime? Como é o dia-a-dia delas? Assim, “Encarceradas” fala de abandono, da dor da saudade, de criminalidade e conta diversas histórias que muitos nem imaginam existir.
Peça "Encarceradas"

Peça “Encarceradas”. Foto: Aline Portela

“Encontrei um grupo de atores corajosos para tratar de um assunto denso, polêmico e necessário. Além de levar entretenimento, Encarceradas me realiza por levar ao palco mais que uma peça de teatro, uma questão social. E, para mim, é muito importante entender a arte dessa forma”, declara Fernando.
Através do teatro realista de Stanislavski e com uma linha Brechtiana de apresentação, a peça é fundamentada em mais de dois anos de pesquisa teórica e de campo. O elenco visitou o Presídio Regional de Feira de Santana, onde fez o seu principal laboratório, se surpreendeu com as histórias ali conhecidas e inspirou a construção dos seus personagens.
“Política é política. Ação social é ação social. Arte é arte. Mas quando a gente consegue fazer disso um mosaico e entrega para o público, a gente espalha a oportunidade de discutir questões importantes. Com essa montagem, a gente consegue fazer o papel do autêntico artista que é fazer a pessoas entenderem a sua sociedade, se vislumbrarem e refletirem sobre ela”, explica atriz Elidiane Souza.

Recapitulando…

O QUÊ: Peça “Encarceradas”, com texto e direção do historiador e ator feirense Fernando Pedro Maria.
ONDE: Teatro do CUCA, Feira de Santana-Bahia.
QUANDO: dias 17, 18, 24 e 25 de março, às 20h.
Peça "Encarceradas"

 

 

Foto de capa: Aline Portela

Tags:

Sobre o (a) autor (a):