União Médica

Crianças feirenses com Câncer recebem presente único

É muito comum que pessoas diagnosticadas com câncer tenham uma mudança grave em seu estilo de vida. O tratamento envolve desgastes físicos e emocionais significativos, exigindo um esforço pessoal e familiar fora do comum. No caso das crianças com câncer, a dificuldade se aprofunda, já que a infância é um período fundamental para o desenvolvimento da personalidade e do caráter de todo indivíduo. Nesse sentido, o ambiente familiar e social saudável torna-se imprescindível para compensar as dificuldades trazidas pela doença. A criança com câncer não pode ser menos criança: deve ter acesso a diversões, brincadeiras, atenção e inventividade próprios da

SAMU

Trote para o SAMU terá multa em Feira

O Governo Municipal sancionou a Lei 3.761, de 9 de outubro de 2017, que dispõe sobre a imputação de multas para os praticantes de trotes contra o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU. Veja alguns artigos da Lei: Art. 1º – Fica passível de multa os proprietários de linhas telefônicas cujos aparelhos sejam utilizados para a prática de trotes contra o SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Art. 2º – Identificando o número do telefone do infrator, este será encaminhado pelo SAMU através de um relatório às respectivas empresas telefônicas para que as mesmas forneçam os nomes

Desemprego em Feira de Santana

Emprego em Feira pode alcançar quarto ano de saldo negativo

Semana passada houve um festivo balanço sobre o desempenho da economia brasileira nos oito primeiros meses do ano. Em meio aos confetes, às autocongratulações, ao otimismo acerca do futuro redentor, alguém ponderou que é precoce assegurar que o pior já passou para o mercado de trabalho. Mas a advertência se perdeu em meio à algazarra que busca sufocar os vexatórios escândalos de corrupção que, a cada semana, ganham um novo capítulo, envolvendo Michel Temer (PMDB-SP), o mandatário de Tietê, e sua retaguarda palaciana. O raciocínio é oportuno, conforme uma análise superficial sobre os números mais recentes atesta. Embora registre tênue

Ensino Religioso

Escola sem partido, mas com religião

Quando criança, assisti às inevitáveis aulas de religião na escola. A professora era uma espécie de beata, muito afável e risonha, que frequentava a igreja católica ali do Alto do Cruzeiro, nas imediações do Sobradinho. Naqueles tempos, boa parte da população era católica. Eu próprio tive formação católica: assim, embora não me recorde mais do conteúdo das aulas, lembro que aquilo não me causava estranhamento. Tudo mudou quando cheguei à antiga sétima série, noutra escola: autoritária e intolerante, a professora provocava estranhamento e, não raras vezes, ojeriza à classe. Cavoucando a memória, recordo de uma freira que, uma vez por

Eliana Lima

Entrevista com Eliana Lima [Feirenses TV]

A Feira do Livro – Festival Literário e Cultural de Feira de Santana – nasceu da necessidade de despertar os dirigentes de instâncias públicas, privadas e filantrópicas para a importância de implementar políticas públicas do livro e da leitura na sociedade, e assim possibilitar o acesso de pessoas das diversas esferas sociais ao universo da leitura e das realizações culturais. A Feira já se consolidou como um evento importante para reunião de pessoas em torno da arte, da cultura e do entretenimento. Ela vem se constituindo como uma ação sociocultural que visa a potencializar a formação do leitor de todas

O que os feirenses assistiram, leram e ouviram em 2016 (parte 2)

De maneira geral, tem-se visto retrospectivas e análises bastante pessimistas sobre o ano de 2016, dadas as crises políticas, econômicas, valorativas e sociais por que o Brasil e o Mundo passam. Esse foi um ano de Impeachment presidencial, prisão de altos figurões da política, eleições inusitadas nos Estados Unidos, ataques terroristas e de uma das maiores tragédias esportivas da história, com a queda do avião da Chapecoense.

Segundo o poeta Ferreira Gullar, que também nos deixou neste 2016 caótico, “a arte existe porque a vida não basta”. Por isso, resolvemos fazer uma memória de 2016 a partir das obras que alguns feirenses influentes apreciaram neste ano, indicando aos leitores criações que tragam mais significado para o ciclo que se finda. Faça bom uso das dicas:

(Leia aqui a primeira parte dessa série de postagens!)

Sianny Xisto (blogueira)

Sianny Xisto

A blogueira Sianny Xisto apontou duas obras marcantes em 2016: uma série e um disco. A série é “Stranger Things” (Netflix): “Ela me fez lembrar muito os filmes de Sessão da Tarde da minha infância. A história envolve 4 amigos, crianças (acho que por isso rola essa lembrança) em busca de um deles que desaparece misteriosamente. Enquanto as crianças, a família e o delegado buscam o menino desaparecido, começam a surgir fatos estranhos e até mesmo ‘de outro mundo’.”

No campo musical, Sianny lembra o álbum “Lemonade“, da cantora Beyoncé: “é uma grande artista, na minha opinião. O álbum ‘Lemonade’, lançado esse ano, trouxe à tona muitos assuntos que ela ainda não havia abordado, como racismo e feminismo. A música ‘Formation‘ causou o maior burburinho e ‘incomodou’ muita gente!”.

Rubem Mendonça (DJ)

Manual de Persuasão do FBI

O DJ Rubass, ou Rubem Mendonça, começa indicando uma playlist inteira do Spotify (aplicativo de música digital). A playlist “Free Surf” tem canções de bandas como Red Hot Chili Peppers, Pearl Jam e Blur, entre outras, compondo uma hora e meia de música.

Rubass também indicou uma série, a surpreendente “Black Mirror” (Netflix), que lançou nova temporada em 2016.  A série é de ficção científica, e explora um futuro próximo onde a natureza humana e a tecnologia de ponta entram em um perigoso conflito.

Por fim, a sugestão de leitura: “O Manual de Persuasão do FBI“. O livro conta como um agente especial para o Programa de Análise Comportamental da Divisão de Segurança Nacional do FBI, Dr. Jack Schafer, desenvolveu estratégias dinâmicas e inovadoras para entrevistar terroristas e detectar mentiras.

Raisa Cruz (Youtuber)

Raisa Cruz

Já a youtuber Raisa Cruz indica o filme “O Lar das Crianças Peculiares”, do celebrado diretor Tim Burton. Quando seu querido avô deixa para Jake pistas sobre um mistério que se estende por diferentes mundos e tempos, ele encontra um lugar mágico conhecido como O Lar das Crianças Peculiares. Mas o mistério e o perigo se aprofundam quando ele começa a conhecer os moradores e aprende sobre seus poderes especiais… e seus poderosos inimigos. Veja o trailer!

O álbum “Rogério”, da banda Supercombo foi a escolha de Raisa. A banda descreve sua musicalidade como “letras e melodias diferenciadas que transmitem uma nova proposta no conceito da linguagem de uma geração de jovens que tem personalidade e sabem o que querem!”.

 


Fique atento(a)! Nos próximos dias traremos mais dicas do que os feirenses ouviram/leram/assistiram em 2016!


Sobre o (a) autor (a):