Rio Jacuípe

O Feirenses vai voltar!

O Feirenses vai voltar!

Desde quando iniciamos, em maio de 2015, sabíamos que fazer o Feirenses seria desafiador. Uma iniciativa completamente independente, sem vínculos com quaisquer organizações (públicas ou privadas) e ambiciosa: criatividade, inovação, profundidade, originalidade, democracia e coletividade foram algumas palavras-chave que os/as fundadores/as entusiasticamente pronunciavam em cada conversa pré e pós-produção dos conteúdos. Três anos após a primeira publicação, podemos dizer com orgulho que contribuímos para o ambiente de publicações em Feira de Santana, e que tudo estaria bem se continuássemos hibernando – como ocorre há quase um ano. Importante dizer que essa suspensão das atividades do Feirenses deu-se pela própria natureza

Festival de Samba de Feira de Santana

Feira de Santana terá seu primeiro Festival de Samba

O Coletivo Unidos Pelo Samba promove entre os dias 2 e 9 de dezembro o I Festival de Samba de Feira de Santana. O evento visa promover diálogos e experiências de valorização e reconhecimento do samba na cidade, além de comemorar o Dia do Samba (2 de dezembro). Pela primeira vez receberá esse tipo de evento, reunindo experiências e vivências de compositores, sambistas e admiradores do samba com o público em geral. Na programação, rodas de samba e rodas de conversa que acontecerão no Mercado de Arte Popular (MAP) e em outros pontos da cidade. De acordo com o cantor

Feira Noise Festival

Feira Noise começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira (24) e prossegue até o próximo domingo (26), a sétima edição do Festival Feira Noise. O evento é promovido pelo Feira Coletivo Cultural e contará com apresentações musicais de artistas de todo o Brasil,  além de espetáculos de dança, rodas de conversa, intervenções de artes visuais e outras atividades. Maior festival independente da Bahia, o Feira Noise será aberto na quinta, às 19 horas, no teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, com a palestra Delírios Utópicos, proferida pelo teórico da contracultura e pensador contemporâneo Cláudio Prado, colunista da Mídia Ninja. Também teremos no primeiro dia do

Roberto Kuelho

Roberto Kuelho ganha Prêmio Palco MP3 com CD Sense Bulir

Um ano após o lançamento do CD Sense Bulir, o cantor Roberto Kuelho colhe frutos de seu trabalho. O artista baiano, e feirense, é um dos ganhadores do Prêmio Palco MP3 na categoria “Word Music”. O prêmio é uma realização do Palco MP3, o maior portal de música independente do Brasil. Entre as músicas em destaque no site estão “Nem precisa ser amor” e “Bem no Auge”, que foi ouvida mais de 115 mil vezes. “Esse prêmio nos deixa feliz por ser os primeiros resultado de um trabalho feito com carinho. Mostra que nosso som está encontrando as pessoas certas”,

Ciro Gomes

A palestra completa de Ciro Gomes em Feira de Santana

O presidenciável, ex-ministro dos governos Itamar Franco, Lula e Dilma, um dos criadores do Plano Real e ex-Governador do Ceará, Ciro Gomes, esteve em Feira de Santana no dia 1 de novembro, palestrando na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Na oportunidade, respondeu a perguntas de alunos e professores da Universidade. Veja o evento na íntegra:  

3 lugares para comprar móveis artesanais em Feira de Santana

O setor moveleiro vive uma nova tendência nos últimos anos, trazendo versões de móveis mais arrojados, com características personalizadas e com a confecção das peças feita pelas mãos de artesãos que produzem em baixíssima escala. Estamos falando dos móveis feitos artesanalmente, muitas vezes produzidos com materiais reciclados, como paletes, madeiras de demolição e outras fontes não-convencionais de matéria prima.

Embora a busca por esses materiais tenha se popularizado mais recentemente (hoje é bastante comum ver ambientes requintados, frequentados e formulados pelo público de classe média-alta, utilizando móveis rústicos), grande parte dos construtores de móveis artesanais produzem suas peças há mais de 50 anos.

Em substituição aos móveis em MDF (sigla de Medium-Density Fiberboard), bastante vendidos pelas grandes distribuidoras, os móveis artesanais possuem como diferencial a durabilidade, o conforto, a personalização e o preço cobrado. Com a demanda do mercado, os artesãos se dedicam a, cada vez mais, produzir peças mais trabalhadas, às vezes sem o auxílio de nenhuma máquina, como foi observado na maioria das casas de móveis que visitamos para esta reportagem.

É bom lembrar que as movelarias a seguir são apenas uma pequena demonstração de um mercado com diversas opções para quem quer móveis personalizados e estilosos. Vamos lá!

Inoque móveis de Paletes

Móveis Artesanais - Inoque móveis em palete

Inoque da Silva Pereira possui uma loja de móveis feitos de paletes, no bairro Ponto Cental. Ele diz que as pessoas passaram a aderir aos móveis feitos desse material por causa, principalmente, da durabilidade. “Sem sombra de dúvidas, a durabilidade desses móveis é o principal fator para a adesão dessa nova tendência no mercado”.

“Outro ponto importante é a variedade de preços. Temos movéis a partir de R$10,00 reais, e isso faz com que pessoas de qualquer classe social possam ter em sua casa um móvel da ‘moda’. Além de todos esses pontos o que mais chama atenção é a renda do artesão, que sem sombra de dúvidas melhorou consideravelmente. As pessoas gostariam e procuram ter um produto desse em algum cômodo da casa, isso valoriza a casa do cliente e nosso trabalho também”, diz Inoque ao Feirenses.

ENDEREÇO: Rua Sabino Silva – Ponto Central.

FAIXA DE PREÇO: Móveis de R$10,00 a 200 reais.

Loja Móveis de Madeira

Móveis de madeira em Feira de Santana

Já o artesão Clauderimo Almeida Souza conta que desde os oito anos produz móveis feitos de madeira, profissão que aprendeu com seu pai, e tem muito orgulho de manter: “eu comecei fazendo móveis de bonecas e brinquedos, daí em diante fui me aperfeiçoando, e hoje fabrico todos os tipos de móveis. Vale lembrar que os móveis de madeira sempre foram mais resistentes que os de aglomerado e MDF, e por isso as pessoas estão preferindo os de madeira de lei que os de indústria propriamente dita”, contou.

Segundo Claudemiro, outro fator importante para o consumidor preferir pagar até mais caro em um produto de madeira e trabalhado à mão é a durabilidade. “Uma cadeira de madeira dura a vida inteira, e essas de hoje em dia, comprada nas grandes lojas provavelmente duram apenas um ano. Então é um dinheiro bem pago”.

ENDEREÇO: Rua Juvêncio Erudilho – Tanque na Nação

FAIXA DE PREÇO: Móveis a partir de R$ 70,00

Vime Decorações

Vime Decorações

Confeccionando móveis usando vime há mais de quarenta anos, Manoel da Silva fala que o maior motivo para as pessoas utilizarem cada vez mais os móveis artesanais, em geral, especialmente o vime, é a durabilidade do produto. “Trabalho com isso há quarenta anos, e além de viver com meu trabalho, ajudo as crianças e jovens da localidade a aprender a profissão.

“Hoje trabalho aqui com seis pessoas, pois a demanda vem aumentando consideravelmente, e posso dizer com certeza que a procura se dá em relação à durabilidade do móvel. Hoje em dia é muito difícil uma peça industrial durar mais de um ano. Esse material aqui, se for bem cuidado, chego a dizer que dura uma vida”, diz ele confirmando a mesma visão dos demais fabricantes de móveis artesanais na cidade.

ENDEREÇO: Rua Senador Quintino, Bairro Jardim Acácia.

FAIXA DE PREÇO: Móveis a partir de R$ 50,00.


Sobre o (a) autor (a):