Rio Jacuípe

O Feirenses vai voltar!

O Feirenses vai voltar!

Desde quando iniciamos, em maio de 2015, sabíamos que fazer o Feirenses seria desafiador. Uma iniciativa completamente independente, sem vínculos com quaisquer organizações (públicas ou privadas) e ambiciosa: criatividade, inovação, profundidade, originalidade, democracia e coletividade foram algumas palavras-chave que os/as fundadores/as entusiasticamente pronunciavam em cada conversa pré e pós-produção dos conteúdos. Três anos após a primeira publicação, podemos dizer com orgulho que contribuímos para o ambiente de publicações em Feira de Santana, e que tudo estaria bem se continuássemos hibernando – como ocorre há quase um ano. Importante dizer que essa suspensão das atividades do Feirenses deu-se pela própria natureza

Festival de Samba de Feira de Santana

Feira de Santana terá seu primeiro Festival de Samba

O Coletivo Unidos Pelo Samba promove entre os dias 2 e 9 de dezembro o I Festival de Samba de Feira de Santana. O evento visa promover diálogos e experiências de valorização e reconhecimento do samba na cidade, além de comemorar o Dia do Samba (2 de dezembro). Pela primeira vez receberá esse tipo de evento, reunindo experiências e vivências de compositores, sambistas e admiradores do samba com o público em geral. Na programação, rodas de samba e rodas de conversa que acontecerão no Mercado de Arte Popular (MAP) e em outros pontos da cidade. De acordo com o cantor

Feira Noise Festival

Feira Noise começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira (24) e prossegue até o próximo domingo (26), a sétima edição do Festival Feira Noise. O evento é promovido pelo Feira Coletivo Cultural e contará com apresentações musicais de artistas de todo o Brasil,  além de espetáculos de dança, rodas de conversa, intervenções de artes visuais e outras atividades. Maior festival independente da Bahia, o Feira Noise será aberto na quinta, às 19 horas, no teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, com a palestra Delírios Utópicos, proferida pelo teórico da contracultura e pensador contemporâneo Cláudio Prado, colunista da Mídia Ninja. Também teremos no primeiro dia do

Roberto Kuelho

Roberto Kuelho ganha Prêmio Palco MP3 com CD Sense Bulir

Um ano após o lançamento do CD Sense Bulir, o cantor Roberto Kuelho colhe frutos de seu trabalho. O artista baiano, e feirense, é um dos ganhadores do Prêmio Palco MP3 na categoria “Word Music”. O prêmio é uma realização do Palco MP3, o maior portal de música independente do Brasil. Entre as músicas em destaque no site estão “Nem precisa ser amor” e “Bem no Auge”, que foi ouvida mais de 115 mil vezes. “Esse prêmio nos deixa feliz por ser os primeiros resultado de um trabalho feito com carinho. Mostra que nosso som está encontrando as pessoas certas”,

Ciro Gomes

A palestra completa de Ciro Gomes em Feira de Santana

O presidenciável, ex-ministro dos governos Itamar Franco, Lula e Dilma, um dos criadores do Plano Real e ex-Governador do Ceará, Ciro Gomes, esteve em Feira de Santana no dia 1 de novembro, palestrando na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Na oportunidade, respondeu a perguntas de alunos e professores da Universidade. Veja o evento na íntegra:  

A Moda Afro em Feira de Santana

A África está contida no Brasil, em tudo, principalmente na Bahia, através da religião, gastronomia, música, costumes, idioma… E não seria diferente na moda, isso me faz lembrar muito o que a filósofa Gilda de Mello Souza diz: “Moda não é somente roupa, e sim uma simbologia, o reflexo da sociedade, que nos permite entender os acontecimentos de determinado período”. Em nossa sociedade atual, estamos cada vez mais livres para deixarmos padrões de lado. Padrões esses que ditaram, durante muito tempo, a nossa forma de se vestir e de se comportar. E uma das formas de comunicar o nosso estilo, ou seja, a nossa personalidade dentro da moda, é através da roupa, de como nos vestimos. Essa também é uma forma de afirmarmos a nossa identidade enquanto ser humano, o que pensamos, do que gostamos e até mesmo se militamos em alguma causa. Como diria o filósofo McLuhan: “A roupa é uma extensão da pele”.

Na moda afro-brasileira, a mistura está cada vez mais forte, com seus tecidos de estampas vibrantes, muitas vezes inspirados nos desenhos das capulanas (aqueles tecidos africanos com estampas baphônicas super coloridas), com modelagens inspiradas em outras culturas, como é o caso do kimono de origem japonesa e que está sendo super tendência nas últimas temporadas. Acessórios com muitos elementos extraídos da natureza, como pedras, madeiras e sementes, se misturam com metais passando do rústico ao moderno. E não podemos esquecer dos turbantes, com suas infinitas possibilidades de amarrações, dos mais discretos aos mais suntuosos. Foi-se o tempo em que turbante compunha apenas looks étnicos. Hoje é muito bem-vindo em diferentes estilos, indo bem até com tênis, o que resulta em looks pra lá de arrojados.

Trouxemos para esta matéria o trabalho da estilista feirense Flávia Sacramento para elucidar o post de hoje. Confira!

Moda Afro em Feira de Santana

Moda Afro em Feira de Santana

Moda Afro em Feira de Santana

 

Fotografia: Felippe Gonçalves

Modelos: Érika Damascena, Luyla Santana, Tatiane Nunes, Paulo Bala e Pedro Rafael.

Vestuário: Flávia Sacramento

Produção de Moda: Glenda Lemos

Make: Edson Matos

Calçados: Jorsan


Sobre o (a) autor (a):