De arrepiar! O novo clipe da banda feirense Calafrio

A banda feirense Calafrio acaba de lançar seu novo clipe, “A mão Pesada do Destino”, uma produção cinematográfica de primeiríssima qualidade, que pode ser comparada a clipes produzidos para o mercado nacional – mesmo sendo uma produção independente. A Calafrio é uma banda com 11 anos de estrada e três discos lançados (“Ácido Céu”, “Para Ambos os Lábios” e “Bater de Frente”). Após algumas mudanças em sua composição hoje conta com Pedro Patrocínio (Guitarra e Vocal), Siddhartha Gautama (Vocal e Guitarra), Robson Sousa (Bateria) e Bruno Mendes (Baixo). O clipe foi gravado em um dos mais tradicionais redutos da boemia feirense, o

Raimundo de Oliveira

Raimundo de Oliveira: o pintor feirense que expôs em Paris e Nova York

“O profeta Raimundo, grande da pintura brasileira, carregado de drama, de solidão e de pecado, é no entanto o mais alegre e terno, o mais puro e numeroso, jamais sozinho pois sua palavra é de solidariedade e sua mensagem é o amor entre os seres humanos, é a alegria fluindo dos pincéis e de seu coração. É o profeta de Feira de Sant’Ana, lá vem montado em seu jumento e vai levar sua carga de amor aos confins do mundo”. Assim o escritor Jorge Amado descreveu o artista feirense Raimundo Falcão de Oliveira, um dos maiores nomes das artes plásticas

Santini & Trio

Santini & Trio vence o Prêmio Caymmi de Música

Feira de Santana foi destacada no Prêmio Caymmi de música, que pode ser considerada a principal premiação da música baiana na atualidade. Concorrendo com iniciativas musicais de todo o estado, o grupo feirense Santini & Trio foi vencedor na categoria “Melhor Banda”. O prêmio de melhor instrumentista também veio para Feira de Santana, entregue ao baterista Flaviano Gallo (integrante do Santini & Trio).   Integram o grupo o guitarrista Rony Santini, o baterista Flaviano Gallo, o pianista e acordeonista Rogério Ferrer e o baixista Anderson Silva.   Um orgulho para quem é feirense e (re)conhece a qualidade da nossa música

Justiniano entra com Mandado de Segurança contra José Ronaldo

Está no portal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) um pedido de Mandado de Segurança impetrado pelo vereador eleito e atual secretário de Serviços Públicos da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, Justiniano França. Justiniano, através da advogada Lady Daiane da Silva, alega ter pedido exoneração do cargo, tendo sido a solicitação indeferida pela Prefeito Municipal José Ronaldo. O pedido de liminar já foi julgado pelo Juiz Gustavo Rubens Hungria, que deu o prazo de 5 dias para que o Prefeito exonere o Secretário, sob pena de multa de R$1.000,00 mil reais: Veja aqui a decisão na íntegra! Fontes

Estrada Feira-Serrinha

Viagem entre Feira e Serrinha segue como calvário

Apenas 65 quilômetros separam Feira de Santana de Serrinha através da BR 116 Norte. O intercâmbio entre as duas cidades é intenso: muita gente sai daquela cidade para fazer compras e acessar serviços por aqui, em função dos preços mais em conta; outros buscam atendimento especializado na área de saúde; há aqueles que residem numa cidade e trabalham na outra, robustecendo o fluxo entre as duas localidades; estudantes de Serrinha são alunos da Uefs e de outras instituições de ensino superior feirenses; e não falta quem resida na Feira de Santana, mas frequente o campus da Uneb lá em Serrinha,

A Moda Afro em Feira de Santana

A África está contida no Brasil, em tudo, principalmente na Bahia, através da religião, gastronomia, música, costumes, idioma… E não seria diferente na moda, isso me faz lembrar muito o que a filósofa Gilda de Mello Souza diz: “Moda não é somente roupa, e sim uma simbologia, o reflexo da sociedade, que nos permite entender os acontecimentos de determinado período”. Em nossa sociedade atual, estamos cada vez mais livres para deixarmos padrões de lado. Padrões esses que ditaram, durante muito tempo, a nossa forma de se vestir e de se comportar. E uma das formas de comunicar o nosso estilo, ou seja, a nossa personalidade dentro da moda, é através da roupa, de como nos vestimos. Essa também é uma forma de afirmarmos a nossa identidade enquanto ser humano, o que pensamos, do que gostamos e até mesmo se militamos em alguma causa. Como diria o filósofo McLuhan: “A roupa é uma extensão da pele”.

Na moda afro-brasileira, a mistura está cada vez mais forte, com seus tecidos de estampas vibrantes, muitas vezes inspirados nos desenhos das capulanas (aqueles tecidos africanos com estampas baphônicas super coloridas), com modelagens inspiradas em outras culturas, como é o caso do kimono de origem japonesa e que está sendo super tendência nas últimas temporadas. Acessórios com muitos elementos extraídos da natureza, como pedras, madeiras e sementes, se misturam com metais passando do rústico ao moderno. E não podemos esquecer dos turbantes, com suas infinitas possibilidades de amarrações, dos mais discretos aos mais suntuosos. Foi-se o tempo em que turbante compunha apenas looks étnicos. Hoje é muito bem-vindo em diferentes estilos, indo bem até com tênis, o que resulta em looks pra lá de arrojados.

Trouxemos para esta matéria o trabalho da estilista feirense Flávia Sacramento para elucidar o post de hoje. Confira!

Moda Afro em Feira de Santana

Moda Afro em Feira de Santana

Moda Afro em Feira de Santana

 

Fotografia: Felippe Gonçalves

Modelos: Érika Damascena, Luyla Santana, Tatiane Nunes, Paulo Bala e Pedro Rafael.

Vestuário: Flávia Sacramento

Produção de Moda: Glenda Lemos

Make: Edson Matos

Calçados: Jorsan


Sobre o (a) autor (a):