Artistas feirenses em hospital

Os artistas feirenses que visitam hospitais levando arte

Especialistas garantem. Oferecer boa música, alegria, esperança e entretenimento pra quem está às voltas com momentos difíceis, de dor e até mesmo de tristeza, colabora decisivamente para a evolução do tratamento médico e recuperação de problemas de saúde. Com este propósito surgiu em Feira de Santana o grupo “Curarte”, liderado pela cantora e compositora Kareen Mendes, que a partir de uma experiência pessoal, vivida quando acompanhava o filho que estava internado no Hospital Martagão Gesteira, em Salvador, assistiu às apresentações do Doutores da Alegria. A consolidação da ideia ocorreu quando Kareen convocou outros artistas, com atuação nas mais diversas linguagens,

Unidos pelo Samba

Unidos pelo Samba faz roda de samba na véspera do feriado

O Coletivo Unidos pelo Samba, criado em Feira de Santana para defender o samba e afirmar todos os elementos culturais que orbitam em seu entorno, realizará, na próxima terça (25 de julho), às 21h, uma grande roda de samba no Botekim Tematic Bar, localizado na Avenida João Durval. O evento ocorre um dia antes do feriado da Padroeira de Feira, Senhora Santana, e reunirá sambistas, músicos e compositores de cerca de 10 grupos de samba de Feira de Santana. O “Samba de Sant’Anna” é a primeira roda de samba após o sucesso do bloco Unidos pelo Samba, que desfilou na

Edital Pró-Cultura

As regras do edital Pró-Cultura/Esporte de Feira em 2017

A Prefeitura Municipal de Feira de Santana publicou no Diário Oficial as regras para o Pró-Cultura/Esporte 2017. O Pró-Cultura é um edital onde a Prefeitura Municipal renuncia de determinado valor de impostos pagos por empresas ao Município, direcionando o valor para o financiamento de projetos na área de cultura e esporte. Em 2017, a Prefeitura irá renunciar a R$ 513.234,00 mil reais, podendo cada empresa contribuinte se associar a um projeto cultural que custe até 20% sobre o valor devido do ISS/IPTU. Podem participar do Pró-Cultura/Esporte: Proponente: Pessoa Física ou Jurídica, domiciliada no município de Feira de Santana, diretamente responsável pelo

Unidos pelo Samba

O coletivo que defende o Samba em Feira de Santana [Feirenses TV]

Desde 2015 o Coletivo Unidos pelo Samba vem reunindo e integrando os apaixonados por samba em Feira de Santana. Não precisa ser músico ou tocar qualquer instrumento, basta entender que o samba é um elemento importante da cultura brasileira, baiana e feirense. Na carta de fundação do Coletivo, os objetivos do movimento são especificados: Valorizar os compositores de Samba de Feira de Santana, buscando espaços viáveis para apreciação do samba de raiz feirense; Discutir formas viáveis de produção, divulgação e apresentação do samba feirense; Fomentar eventos e espaços onde possa haver a apreciação do samba na cidade; Promover a interlocução

Studio Bar

Studio Bar: o novo espaço de música autoral em Feira de Santana

A produtora de eventos Cúpula do Som, responsável pelo projeto Música no Museu, e pela projeção de bandas e compositores locais, agora aplica sua originalidade na inauguração do Studio Bar, um espaço para música autoral em Feira de Santana. De acordo com Ramiro Barbosa, Relações Públicas da Cúpula, ressalta que “faltava um espaço dedicado aos músicos instrumentistas, artistas que trabalham um repertório mais conceitual”. Ramiro recorda que o trabalho da produtora começou com a formação de uma banda, a Sal, o que terminou por culminar na criação da produção independente. “Com o tempo foi surgindo o desejo e a necessidade

Crônicas da Micareta de Feira – O maior cantor de trio que já vi

Se eu citar Juscelino de Oliveira Morbeck, talvez muitas pessoas estranhem. Mas se eu disser Jota Morbeck, vários lembrarão. Ele, sem dúvida, foi o melhor cantor de trio elétrico que eu vi e ouvi.

Jota era único na forma de versar uma boa música. Nascido em Ruy Barbosa, em fevereiro de 1962, veio para Feira de Santana em 1974. Era completo. Cantava de Caetano a Dire Straits. Sabia, como poucos, mudar um cenário na festa. Trilhou pela banda Mic Five e Lordão, e lembro-me de Jota Morbeck & Banda Gaiola Mágica.

Jota Morbeck

No início da década de 80 ele surge como primeiro vocalista da Banda Eva. Foi destaque de vários carnavais, ganhando prêmios como melhor cantor. Também passou pela Banda Novos Bárbaros, onde emplacou os inesquecível hits “Melô do Halley”,”Ilê Birimba”, “Deboche” e “Descendo a Ladeira”, além do Trio Elétrico Tapajós, quando mandou bem com “Falabá”.

Jota Morbeck

Morbeck fez inúmeras andanças por toda a Bahia, cantando quando ainda havia o Circuito de Micaretas em nosso Estado. Tinha uma característica inconfundível; a forma de se vestir. Ele primava pela elegância no quesito indumentária. Adorava camisas de seda, calça social e belos pisantes. Era comum chegar num hotel e vê-lo sentado à mesa com um litro de uísque, admirando a paisagem e esperando a folia.

“Jota foi para a música o mesmo que Pelé para o futebol; ele era único e jamais vai aparecer alguém melhor”

Seu talento era exaltado por onde passava, pois sempre deixava a sua marca, que era cantar divinamente. Em uma conversa com o artista Mairi Monte Alegre, veterano da música e amigo particular, ele pontuou sem pestanejar: “Jota foi para a música o mesmo que Pelé para o futebol; ele era único e jamais vai aparecer alguém melhor”.

Jota Morbeck - Trio Elétrico

Jota foi vítima da falta de reconhecimento por parte das pessoas que diziam fazer a Cultura local. Injustiçado, na época do Prefeito Clailton Mascarenhas, foi cobrar o cachê de uma apresentação e chamaram a polícia para ele. Mas como o talento morre com o dono, Jota seguiu fazendo o que mais sabia e amava: cantar e alegrar as pessoas. O gênio Morbeck foi para o céu em 27 de abril de 2000, e no ano seguinte, num ato de hipocrisia, a Prefeitura deu seu nome ao palco alternativo da Micareta.

Homenagem se faz em vida. Mas, certamente, ele foi recebido pelos Deuses da folia. Jota Morbeck é eterno! Repito: o melhor cantor de trio elétrico que eu vi e ouvi!


Sobre o (a) autor (a):