União Médica

Crianças feirenses com Câncer recebem presente único

É muito comum que pessoas diagnosticadas com câncer tenham uma mudança grave em seu estilo de vida. O tratamento envolve desgastes físicos e emocionais significativos, exigindo um esforço pessoal e familiar fora do comum. No caso das crianças com câncer, a dificuldade se aprofunda, já que a infância é um período fundamental para o desenvolvimento da personalidade e do caráter de todo indivíduo. Nesse sentido, o ambiente familiar e social saudável torna-se imprescindível para compensar as dificuldades trazidas pela doença. A criança com câncer não pode ser menos criança: deve ter acesso a diversões, brincadeiras, atenção e inventividade próprios da

SAMU

Trote para o SAMU terá multa em Feira

O Governo Municipal sancionou a Lei 3.761, de 9 de outubro de 2017, que dispõe sobre a imputação de multas para os praticantes de trotes contra o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU. Veja alguns artigos da Lei: Art. 1º – Fica passível de multa os proprietários de linhas telefônicas cujos aparelhos sejam utilizados para a prática de trotes contra o SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Art. 2º – Identificando o número do telefone do infrator, este será encaminhado pelo SAMU através de um relatório às respectivas empresas telefônicas para que as mesmas forneçam os nomes

Desemprego em Feira de Santana

Emprego em Feira pode alcançar quarto ano de saldo negativo

Semana passada houve um festivo balanço sobre o desempenho da economia brasileira nos oito primeiros meses do ano. Em meio aos confetes, às autocongratulações, ao otimismo acerca do futuro redentor, alguém ponderou que é precoce assegurar que o pior já passou para o mercado de trabalho. Mas a advertência se perdeu em meio à algazarra que busca sufocar os vexatórios escândalos de corrupção que, a cada semana, ganham um novo capítulo, envolvendo Michel Temer (PMDB-SP), o mandatário de Tietê, e sua retaguarda palaciana. O raciocínio é oportuno, conforme uma análise superficial sobre os números mais recentes atesta. Embora registre tênue

Ensino Religioso

Escola sem partido, mas com religião

Quando criança, assisti às inevitáveis aulas de religião na escola. A professora era uma espécie de beata, muito afável e risonha, que frequentava a igreja católica ali do Alto do Cruzeiro, nas imediações do Sobradinho. Naqueles tempos, boa parte da população era católica. Eu próprio tive formação católica: assim, embora não me recorde mais do conteúdo das aulas, lembro que aquilo não me causava estranhamento. Tudo mudou quando cheguei à antiga sétima série, noutra escola: autoritária e intolerante, a professora provocava estranhamento e, não raras vezes, ojeriza à classe. Cavoucando a memória, recordo de uma freira que, uma vez por

Eliana Lima

Entrevista com Eliana Lima [Feirenses TV]

A Feira do Livro – Festival Literário e Cultural de Feira de Santana – nasceu da necessidade de despertar os dirigentes de instâncias públicas, privadas e filantrópicas para a importância de implementar políticas públicas do livro e da leitura na sociedade, e assim possibilitar o acesso de pessoas das diversas esferas sociais ao universo da leitura e das realizações culturais. A Feira já se consolidou como um evento importante para reunião de pessoas em torno da arte, da cultura e do entretenimento. Ela vem se constituindo como uma ação sociocultural que visa a potencializar a formação do leitor de todas

Jazz produzido em Feira de Santana é destaque em festivais e prêmios

No livro “O Jazz do Rag ao Rock”, o jornalista Joachim Ernst define o Jazz da seguinte forma: “O jazz é uma forma de expressão artístico-musical que nasceu nos Estados Unidos em conseqüência do encontro do negro com a tradição musical européia. O arsenal harmônico, melódico e instrumental se origina na tradição cultural do Ocidente. Ritmo, fraseado, sonoridade, assim como particularidades da harmonia-blues, são de origem africana, elementos estes, porém, filtrados pela experiência vital do negro nos Estados Unidos”.

O Jazz é uma tradição musical que possui em sua gênese a fusão criativa de elementos musicais, a partir de referenciais diversos, às vezes superando o conceito do aparentemente contraditório e conflitante. Essa inquietação musical tem encontrado terreno fértil em Feira de Santana, com grupos e artistas que se destacam na Bahia e fora do estado, pelo Jazz que vêm produzindo.

No Recôncavo Jazz Festival, que ocorre em Cachoeira-BA, por exemplo, Feira emplacou duas atrações (dia 6 de abril): o músico Tito Pereira e o Grupo Africania:

Tito Pereira

Veja uma pequena demonstração do trabalho do pianista Tito Pereira, compositor de “Balada pra Bill”, interpretada pelo próprio Tito, junto com Carlos Betancourt no contrabaixo:

 

A Africania também “tá podendo”, com uma agenda bem animada em abril: além do festival no Recôncavo eles tocam em Salvador (1º de abril, Largo 2 de julho), João Pessoa-PB (Festival Negra Música, 15 de abril) e Florianópolis-SC, no Jurerê Jazz Festival (28 de abril). No mesmo festival se apresentarão Maria Gadú, O Grande Encontro, além de atrações de destaque no Jazz nacional e internacional.

 

Outro grupo de destaque no Jazz feirense é o Santini e Trio, que, junto com o Africania, concorre ao Prêmio Caymmi de Música, e vem fazendo um trabalho primoroso, junto com integrantes de outro tradicional grupo de Jazz da cidade, o Quaternária.

O Santini e Trio tocará pelo Prêmio Caimmy no dia 26 de abril, em Salvador:

Santini e Trio

 

Que o Jazz feirense continue a florescer, e influencie outras tradições musicais da cidade a seguir caminho semelhante, com inovação, ousadia e criatividade autoral.


Sobre o (a) autor (a):