União Médica

Crianças feirenses com Câncer recebem presente único

É muito comum que pessoas diagnosticadas com câncer tenham uma mudança grave em seu estilo de vida. O tratamento envolve desgastes físicos e emocionais significativos, exigindo um esforço pessoal e familiar fora do comum. No caso das crianças com câncer, a dificuldade se aprofunda, já que a infância é um período fundamental para o desenvolvimento da personalidade e do caráter de todo indivíduo. Nesse sentido, o ambiente familiar e social saudável torna-se imprescindível para compensar as dificuldades trazidas pela doença. A criança com câncer não pode ser menos criança: deve ter acesso a diversões, brincadeiras, atenção e inventividade próprios da

SAMU

Trote para o SAMU terá multa em Feira

O Governo Municipal sancionou a Lei 3.761, de 9 de outubro de 2017, que dispõe sobre a imputação de multas para os praticantes de trotes contra o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU. Veja alguns artigos da Lei: Art. 1º – Fica passível de multa os proprietários de linhas telefônicas cujos aparelhos sejam utilizados para a prática de trotes contra o SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Art. 2º – Identificando o número do telefone do infrator, este será encaminhado pelo SAMU através de um relatório às respectivas empresas telefônicas para que as mesmas forneçam os nomes

Desemprego em Feira de Santana

Emprego em Feira pode alcançar quarto ano de saldo negativo

Semana passada houve um festivo balanço sobre o desempenho da economia brasileira nos oito primeiros meses do ano. Em meio aos confetes, às autocongratulações, ao otimismo acerca do futuro redentor, alguém ponderou que é precoce assegurar que o pior já passou para o mercado de trabalho. Mas a advertência se perdeu em meio à algazarra que busca sufocar os vexatórios escândalos de corrupção que, a cada semana, ganham um novo capítulo, envolvendo Michel Temer (PMDB-SP), o mandatário de Tietê, e sua retaguarda palaciana. O raciocínio é oportuno, conforme uma análise superficial sobre os números mais recentes atesta. Embora registre tênue

Ensino Religioso

Escola sem partido, mas com religião

Quando criança, assisti às inevitáveis aulas de religião na escola. A professora era uma espécie de beata, muito afável e risonha, que frequentava a igreja católica ali do Alto do Cruzeiro, nas imediações do Sobradinho. Naqueles tempos, boa parte da população era católica. Eu próprio tive formação católica: assim, embora não me recorde mais do conteúdo das aulas, lembro que aquilo não me causava estranhamento. Tudo mudou quando cheguei à antiga sétima série, noutra escola: autoritária e intolerante, a professora provocava estranhamento e, não raras vezes, ojeriza à classe. Cavoucando a memória, recordo de uma freira que, uma vez por

Eliana Lima

Entrevista com Eliana Lima [Feirenses TV]

A Feira do Livro – Festival Literário e Cultural de Feira de Santana – nasceu da necessidade de despertar os dirigentes de instâncias públicas, privadas e filantrópicas para a importância de implementar políticas públicas do livro e da leitura na sociedade, e assim possibilitar o acesso de pessoas das diversas esferas sociais ao universo da leitura e das realizações culturais. A Feira já se consolidou como um evento importante para reunião de pessoas em torno da arte, da cultura e do entretenimento. Ela vem se constituindo como uma ação sociocultural que visa a potencializar a formação do leitor de todas

Galeria Caribé – Galerias tradicionais de Feira de Santana

Nos dias de hoje quem passa pelo Calçadão Sales Barbosa (na altura do Mercado de Arte) ou pela Avenida Getúlio Vargas (na altura da Praça da Bandeira) não desconfia que exista uma artéria de estabelecimentos comerciais ligando as duas vias, até por conta da intensa movimentação e ocupação informal do espaço naquela região. Mas ali está a primeira galeria de Feira de Santana, a Galeria Caribé, fundada no ano de 1960.

De acordo com o jornalista e memorialista Adilson Simas, em 28 de maio de 1960 o comerciante Francisco Barbosa Caribé, conhecido como Chiquinho Caribé, trouxe para a cidade a novidade. Além de comerciante, Francisco foi o último prefeito nomeado entre o fim do Estado Novo e as novas eleições pós-redemocratização (em 1947).

Francisco Caribé - Galeria Caribé

Hoje a Galeria Caribé é um desses espaços feirenses que preserva o espírito empoeirado do passado, com estabelecimentos quase nada conectados com a modernidade.

São poucos estabelecimentos, pois a própria galeria tem extensão curta, comparada com os shoppings contemporâneos. A maioria dos espaços é ocupada por relojoarias, que vendem principalmente relógios usados, além de realizar consertos e reparos. Entre lupas, engrenagens e pinos, os relojoeiros trabalham minuciosamente para fazer o tempo girar. Testemunhar esses profissionais da Galeria Caribé é uma experiência estética que remete à Invenção de Hugo Cabret, o filme de Scorsese.

Senhoras criteriosas escolhem as linhas e agulhas de crochê num armarinho ali instalado. As prateleiras e estantes denunciam a longevidade do local: muitos casacos, xales e outras peças de lã feirenses brotaram daquela fonte. O nome do armarinho está escrito em letra medieval, outro indício de uma época que saiu da moda.

Armarinho na Galeria Caribé

A Galeria Caribé também abriga, em sua única esquina, um verdadeiro antiquário de CDs, DVDs e fitas K7. Discos clássicos são encontrados nos mais diversos gêneros: Cartola, Janis Joplin, Bee Gees, Elymar Santos, Roberto Carlos e muito mais. O lugar é um quilombo de resistência ao digital.

Galeria Caribé

Galeria Caribé

Já no corredor que desemboca na Avenida Getúlio Vargas, imagens de santos católicos estão dispostas em toda a parede. É o mostruário de uma loja de artigos católicos, que vende livros, suprimentos para altares, roupas e artigos de decoração com temas cristãos. Santo Antônio, São Jorge, São Francisco, as diversas Nossas Senhoras… várias expressões do sagrado imantando o corredor antigo da primogênita galeria de Feira de Santana.


Sobre o (a) autor (a):