De arrepiar! O novo clipe da banda feirense Calafrio

A banda feirense Calafrio acaba de lançar seu novo clipe, “A mão Pesada do Destino”, uma produção cinematográfica de primeiríssima qualidade, que pode ser comparada a clipes produzidos para o mercado nacional – mesmo sendo uma produção independente. A Calafrio é uma banda com 11 anos de estrada e três discos lançados (“Ácido Céu”, “Para Ambos os Lábios” e “Bater de Frente”). Após algumas mudanças em sua composição hoje conta com Pedro Patrocínio (Guitarra e Vocal), Siddhartha Gautama (Vocal e Guitarra), Robson Sousa (Bateria) e Bruno Mendes (Baixo). O clipe foi gravado em um dos mais tradicionais redutos da boemia feirense, o

Raimundo de Oliveira

Raimundo de Oliveira: o pintor feirense que expôs em Paris e Nova York

“O profeta Raimundo, grande da pintura brasileira, carregado de drama, de solidão e de pecado, é no entanto o mais alegre e terno, o mais puro e numeroso, jamais sozinho pois sua palavra é de solidariedade e sua mensagem é o amor entre os seres humanos, é a alegria fluindo dos pincéis e de seu coração. É o profeta de Feira de Sant’Ana, lá vem montado em seu jumento e vai levar sua carga de amor aos confins do mundo”. Assim o escritor Jorge Amado descreveu o artista feirense Raimundo Falcão de Oliveira, um dos maiores nomes das artes plásticas

Santini & Trio

Santini & Trio vence o Prêmio Caymmi de Música

Feira de Santana foi destacada no Prêmio Caymmi de música, que pode ser considerada a principal premiação da música baiana na atualidade. Concorrendo com iniciativas musicais de todo o estado, o grupo feirense Santini & Trio foi vencedor na categoria “Melhor Banda”. O prêmio de melhor instrumentista também veio para Feira de Santana, entregue ao baterista Flaviano Gallo (integrante do Santini & Trio).   Integram o grupo o guitarrista Rony Santini, o baterista Flaviano Gallo, o pianista e acordeonista Rogério Ferrer e o baixista Anderson Silva.   Um orgulho para quem é feirense e (re)conhece a qualidade da nossa música

Justiniano entra com Mandado de Segurança contra José Ronaldo

Está no portal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) um pedido de Mandado de Segurança impetrado pelo vereador eleito e atual secretário de Serviços Públicos da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, Justiniano França. Justiniano, através da advogada Lady Daiane da Silva, alega ter pedido exoneração do cargo, tendo sido a solicitação indeferida pela Prefeito Municipal José Ronaldo. O pedido de liminar já foi julgado pelo Juiz Gustavo Rubens Hungria, que deu o prazo de 5 dias para que o Prefeito exonere o Secretário, sob pena de multa de R$1.000,00 mil reais: Veja aqui a decisão na íntegra! Fontes

Estrada Feira-Serrinha

Viagem entre Feira e Serrinha segue como calvário

Apenas 65 quilômetros separam Feira de Santana de Serrinha através da BR 116 Norte. O intercâmbio entre as duas cidades é intenso: muita gente sai daquela cidade para fazer compras e acessar serviços por aqui, em função dos preços mais em conta; outros buscam atendimento especializado na área de saúde; há aqueles que residem numa cidade e trabalham na outra, robustecendo o fluxo entre as duas localidades; estudantes de Serrinha são alunos da Uefs e de outras instituições de ensino superior feirenses; e não falta quem resida na Feira de Santana, mas frequente o campus da Uneb lá em Serrinha,

Jovem feirense é eleita presidente da UNE

Candidata da chapa “Frente Brasil Popular: A unidade é a bandeira da esperança”, a feirense Marianna Dias obteve 3.788 votos (79%) no Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), ocorrido no último domingo (18) em Belo Horizonte-MG, e assumirá a presidência da UNE pelos próximos dois anos.

Marianna tem 25 anos e é estudante de pedagogia da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Na gestão anterior, Marianna esteve responsável por representar os estudantes brasileiros na Frente Brasil Popular, união de movimentos sociais como o MST e a CUT.

De acordo com a assessoria de imprensa da UNE, “a luta pela saída do presidente ilegítimo e pelas Diretas Já é a grande urgência da nova presidenta. Marianna preocupa-se com o sucateamento da educação e os efeitos da emenda constitucional de congelamento de gastos públicos, que fere gravemente a universidade pública. Alerta para o risco do Congresso Nacional aprovar a cobrança de mensalidades nas públicas e do fim de programas de inclusão como o ProUni e o FIES nas particulares onde encontra-se a maioria da população pobre do país”.

Nascida em Feira

Marianna Dias - UNE

Marianna nasceu em Feira de Santana. Os pais tiveram origem pobre. Mudou-se para Salvador aos 11 anos, pouco antes de perder o pai, vítima de um acidente de carro. A personalidade forte já aflorava desde os cinco, quando se maquiava com as coisas da mãe, atiçada exatamente pela proibição do ato. “Quanto mais ela dizia que não podia, mais eu me pintava”, lembra.

Hoje, não usa tanta maquiagem e nem salto alto, por opção pessoal. Feminista, reclama de ser cobrada por isso e pelos padrões impostos cansativamente às mulheres. Apaixonada pelo sertão baiano, forrozeira e também carnavalesca, aproveita tanto o São João como a festa de Momo na terra natal, sempre que possível. Hoje radicada na capital paulista e envolvida grande parte do tempo com as funções da UNE, reclama do frio e da solidão em alguns momentos, remediada com a amizade dos colegas de torcida de futebol. Vai ao estádio nas duas cidades e arruma no peito espaço tanto para o Bahia como para o Corinthians.

A escolha da pedagogia, ainda na Bahia, veio acompanhada do prazer pela prática da alfabetização e da educação infantil. Adepta de Paulo Freire e de um modelo de educação libertadora, ingressou no movimento estudantil em um encontro de estudantes baianos na cidade de Paulo Afonso. Participou logo depois da 7ª Bienal da UNE, no Rio de Janeiro, em 2011, e logo já estava atuando como diretora de cultura da União dos Estudantes da Bahia (UEB).

A UNE é a entidade máxima dos estudantes brasileiros e representa cerca de seis milhões de universitários de todos os 26 Estados e do Distrito Federal.

 

Com informações de Artênius Daniel/UNE. Foto: Francisco Proner/UNE.


Sobre o (a) autor (a):