Festival de Samba de Feira de Santana

Feira de Santana terá seu primeiro Festival de Samba

O Coletivo Unidos Pelo Samba promove entre os dias 2 e 9 de dezembro o I Festival de Samba de Feira de Santana. O evento visa promover diálogos e experiências de valorização e reconhecimento do samba na cidade, além de comemorar o Dia do Samba (2 de dezembro). Pela primeira vez receberá esse tipo de evento, reunindo experiências e vivências de compositores, sambistas e admiradores do samba com o público em geral. Na programação, rodas de samba e rodas de conversa que acontecerão no Mercado de Arte Popular (MAP) e em outros pontos da cidade. De acordo com o cantor

Feira Noise Festival

Feira Noise começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira (24) e prossegue até o próximo domingo (26), a sétima edição do Festival Feira Noise. O evento é promovido pelo Feira Coletivo Cultural e contará com apresentações musicais de artistas de todo o Brasil,  além de espetáculos de dança, rodas de conversa, intervenções de artes visuais e outras atividades. Maior festival independente da Bahia, o Feira Noise será aberto na quinta, às 19 horas, no teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, com a palestra Delírios Utópicos, proferida pelo teórico da contracultura e pensador contemporâneo Cláudio Prado, colunista da Mídia Ninja. Também teremos no primeiro dia do

Roberto Kuelho

Roberto Kuelho ganha Prêmio Palco MP3 com CD Sense Bulir

Um ano após o lançamento do CD Sense Bulir, o cantor Roberto Kuelho colhe frutos de seu trabalho. O artista baiano, e feirense, é um dos ganhadores do Prêmio Palco MP3 na categoria “Word Music”. O prêmio é uma realização do Palco MP3, o maior portal de música independente do Brasil. Entre as músicas em destaque no site estão “Nem precisa ser amor” e “Bem no Auge”, que foi ouvida mais de 115 mil vezes. “Esse prêmio nos deixa feliz por ser os primeiros resultado de um trabalho feito com carinho. Mostra que nosso som está encontrando as pessoas certas”,

Ciro Gomes

A palestra completa de Ciro Gomes em Feira de Santana

O presidenciável, ex-ministro dos governos Itamar Franco, Lula e Dilma, um dos criadores do Plano Real e ex-Governador do Ceará, Ciro Gomes, esteve em Feira de Santana no dia 1 de novembro, palestrando na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Na oportunidade, respondeu a perguntas de alunos e professores da Universidade. Veja o evento na íntegra:  

Homicídios em Feira de Santana

Homicídios mais que dobraram em 20 anos em Feira

No dia 05 de julho de 1997 o extinto jornal Feira Hoje, diário que circulava aqui na Feira de Santana, divulgou um balanço da violência no primeiro semestre daquele ano. Comparando com o ano anterior, houve elevação: foram 77 homicídios e três latrocínios na primeira metade do ano; em 1996, os números foram mais favoráveis: 67 homicídios e quatro latrocínios. Na soma, 80 mortes violentas no primeiro semestre de 1997 e 71 no mesmo período do ano anterior. O levantamento também informava sobre as mortes em supostos confrontos com a polícia: foram 29 em 1996 e, no ano seguinte, o

2 grandes artistas feirenses realizam exposição

Há uma natural movimentação no campo do fomento cultural por parte do Museu Regional de Arte (MRA), que integra o Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA), buscando estimular interatividades entre artistas e diferenciados públicos. Nesse intuito que surge a iniciativa de preencher os espaços expositivos do Museu com as obras de Jorge Galeano e Vivaldo Lima, e assim, propor panoramas discursivos sobre as tendências artísticas contemporâneas, a partir de pinturas que compartilham além de cenários (por si só, ricos em histórias), personagens e sonhos, num mergulho visual sobre os paradoxos da sociedade.

São universos particulares que possibilitarão ao público, conhecer e valorizar tanto a história de vida desses artistas, quanto uma apreciação artística que dialoga entre territórios distintos. Amplia-se, assim, a qualidade na formação de público para o museu, a partir de momentos de interação e reflexão sobre as artes locais, a memória e a sociedade na contemporaneidade.

Jorge Galeano

Jorge Galeano

Argentino de Concórdia, o pintor Jorge Galeano estudou na Escola de Belas Artes de Buenos Aires. Desde muito cedo trabalha com o ofício da arte, através da escultura e da elaboração de afrescos. Em Feira de Santana fincou raízes, foi assessor de arte na TV Subaé e atualmente concilia sua produção com o ensino artístico, nas oficinas do CUCA/UEFS. Utiliza cores próprias e vibrantes para evidenciar uma relação profícua com a natureza, através de elementos representativos orgânicos que dialogam, a partir do sertão, com a cultura andina, latino-americana, traçando assim uma abordagem caracteristicamente global. Em seu currículo, acumula um expressivo número de premiações, exposições individuais, coletivas, bienais, obras públicas, publicações e cursos, com destaque para a mostra “Trópico Utópico” exposta no Equador, em 2014.

Vivaldo Lima

Vivaldo Lima

O pintor feirense Vivaldo Lima é professor graduado em letras pela UFBA, com especialização em Desenho e Memória Visual, é mestre em Desenho, Cultura e Interatividade pela UEFS. Participou do Primeiro Salão dos novos Artistas do Nordeste e de exposições individuais e coletivas com destaque para o Salão de Arte Contemporânea do Interior, na cidade de Cachoeira; expôs na Galeria Cavalete em Salvador; em Londrina no Paraná, e em 2007 foi convidado a fazer parte do acervo da pinacoteca do CDL-Feira de Santana. Passou um tempo afastado das pinturas, num processo intenso de pesquisa que resulta no estilo batizado por ele de Neo Fovismo. Nesse trabalho são utilizadas cores vibrantes e um livre tratamento para representar a forma. O Fovismo vem da palavra francesa fauve, surgiu no século XX e quer dizer “fera”. Dizia-se que os pintores daquela época pintavam como feras. Na mostra do Museu Regional de Arte CUCA/UEFS, busca evidenciar a história de pessoas comuns e de personalidades da sociedade feirense como os professores Áureo Filho, Joselito Amorim e Anísio Teixeira, reiterando uma ação com reflexos tanto no campo da memória social, quanto da História da Arte.


A Mostra terá inicio no dia 21 de setembro com abertura cultural com o Concerto Didático Piano a 4 Artes (Projeto de Extensão Grupo de Dança -Teatro da UEFS) coordenado pela Professora Simone Braga (UEFS) e participação da Bolsista PIBID Simone Gonçalves, a partir das 20h. A exposição fica em cartaz até o dia 21 de outubro de 2016 de 8h às 12h; 14h às 18h. O Museu Regional de Arte localiza-se na Rua Conselheiro Franco, 66, Centro, Feira de Santana-BA.


Sobre o (a) autor (a):