De arrepiar! O novo clipe da banda feirense Calafrio

A banda feirense Calafrio acaba de lançar seu novo clipe, “A mão Pesada do Destino”, uma produção cinematográfica de primeiríssima qualidade, que pode ser comparada a clipes produzidos para o mercado nacional – mesmo sendo uma produção independente. A Calafrio é uma banda com 11 anos de estrada e três discos lançados (“Ácido Céu”, “Para Ambos os Lábios” e “Bater de Frente”). Após algumas mudanças em sua composição hoje conta com Pedro Patrocínio (Guitarra e Vocal), Siddhartha Gautama (Vocal e Guitarra), Robson Sousa (Bateria) e Bruno Mendes (Baixo). O clipe foi gravado em um dos mais tradicionais redutos da boemia feirense, o

Raimundo de Oliveira

Raimundo de Oliveira: o pintor feirense que expôs em Paris e Nova York

“O profeta Raimundo, grande da pintura brasileira, carregado de drama, de solidão e de pecado, é no entanto o mais alegre e terno, o mais puro e numeroso, jamais sozinho pois sua palavra é de solidariedade e sua mensagem é o amor entre os seres humanos, é a alegria fluindo dos pincéis e de seu coração. É o profeta de Feira de Sant’Ana, lá vem montado em seu jumento e vai levar sua carga de amor aos confins do mundo”. Assim o escritor Jorge Amado descreveu o artista feirense Raimundo Falcão de Oliveira, um dos maiores nomes das artes plásticas

Santini & Trio

Santini & Trio vence o Prêmio Caymmi de Música

Feira de Santana foi destacada no Prêmio Caymmi de música, que pode ser considerada a principal premiação da música baiana na atualidade. Concorrendo com iniciativas musicais de todo o estado, o grupo feirense Santini & Trio foi vencedor na categoria “Melhor Banda”. O prêmio de melhor instrumentista também veio para Feira de Santana, entregue ao baterista Flaviano Gallo (integrante do Santini & Trio).   Integram o grupo o guitarrista Rony Santini, o baterista Flaviano Gallo, o pianista e acordeonista Rogério Ferrer e o baixista Anderson Silva.   Um orgulho para quem é feirense e (re)conhece a qualidade da nossa música

Justiniano entra com Mandado de Segurança contra José Ronaldo

Está no portal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) um pedido de Mandado de Segurança impetrado pelo vereador eleito e atual secretário de Serviços Públicos da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, Justiniano França. Justiniano, através da advogada Lady Daiane da Silva, alega ter pedido exoneração do cargo, tendo sido a solicitação indeferida pela Prefeito Municipal José Ronaldo. O pedido de liminar já foi julgado pelo Juiz Gustavo Rubens Hungria, que deu o prazo de 5 dias para que o Prefeito exonere o Secretário, sob pena de multa de R$1.000,00 mil reais: Veja aqui a decisão na íntegra! Fontes

Estrada Feira-Serrinha

Viagem entre Feira e Serrinha segue como calvário

Apenas 65 quilômetros separam Feira de Santana de Serrinha através da BR 116 Norte. O intercâmbio entre as duas cidades é intenso: muita gente sai daquela cidade para fazer compras e acessar serviços por aqui, em função dos preços mais em conta; outros buscam atendimento especializado na área de saúde; há aqueles que residem numa cidade e trabalham na outra, robustecendo o fluxo entre as duas localidades; estudantes de Serrinha são alunos da Uefs e de outras instituições de ensino superior feirenses; e não falta quem resida na Feira de Santana, mas frequente o campus da Uneb lá em Serrinha,

“Encontro dos Orixás” promove diversas artes em Feira

Diversas atividades marcam a culminância do projeto 2º Encontro dos Orixás na sexta e no sábado (dias 7 e 8 de julho), no Centro de Cultura Amélio Amorim, em Feira de Santana. Apresentações musicais, espetáculos de teatro e dança, lançamento de livro, exposição, palestras, debates a exibição de vídeo documentário compõe a programação do evento.

Na sexta-feira (7), a partir das 19h30, vários nomes de grande relevância da música produzida em Feira sobem ao palco do Amélio: Dionorina, Venus Carvalho, Gilsam, Djalma Ferreira e Nilton Rasta. Também haverá a exposição de esculturas de divindades das religiões afro brasileiras, produzidas em papel machê pelo artista Neto Souza.

A abertura do 2º Encontro dos Orixás ainda contará com o lançamento do livro “Os Paramentos de Mão dos Orixás”, de autoria do escritor José Arcanjo de Carvalho Macedo e com a apresentação do espetáculo de dança “Lendas”, com direção e coreografia do conceituado ator e diretor José Guedes.

O projeto tem como principal objetivo fortalecer as autênticas manifestações culturais de matrizes africanas, colaborando com a conscientização quanto ao sentimento de pertença de um segmento identitário que historicamente sofre com o preconceito por parte de diversos extratos da sociedade.

Palestras

No sábado (8), os trabalhos serão abertos às 8 horas com um café da manhã ofertado aos participantes. Às 9 horas haverá a conferência “Enfrentamento aos Preconceitos”, com Alba Cristina (Ilhéus), em seguida o professor e pesquisador Wanderson Flores (Brasília), aborda o tema “Ética e Hierarquia nas Religiões de Matriz Africana”. Logo depois das pontuações dos palestrantes, o espaço será aberto para o debate.

No turno vespertino, a partir das 14 horas, outras três conferências serão apresentadas. O babalorixá feirense Marcos Caribé aborda o tema “Religiões Afro: desafios e conquistas” e a ialorixá Maria das Graças Guimarães (Mãe Dadá), trata da “Ancestralidade nas Religiões Afro Brasileiras”.

Encontro dos Orixás

O ciclo de palestras será encerrado com o professor e pesquisador Ricardo Aragão, destacando o tema “Nações e suas peculiaridades”. Assim como no turno matutino, quando haverá espaço para os questionamentos e observações do público presente assim que as palestras forem encerradas.

Teatro e audiovisual

O 2º Encontro dos Orixás será encerrado com a apresentação do espetáculo de teatro “Lavagem do Bonfim”, também dirigido por José Guedes e com a exibição do documentário “Vivências – Sacerdotisas e sacerdotes das Religiões Afro Brasileiras no Portal do Sertão e suas experiências”, dirigido pelo cineasta Kauan Cerqueira. Todas as etapas do evento são gratuitas e integralmente abertas ao público.

O Encontro dos Orixás foi concebido originalmente em 2010, pela produtora cultural, professora de Dança Afro e coreógrafa Carmem Silva e pelo saudoso artista e estilista Adelson Brito, falecido este ano. Todas as ações do projeto têm o apoio financeiro do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Secretaria de Cultura e do Governo da Bahia.

Recapitulando…

O quê: 2º Encontro dos Orixás
Onde: Centro de Cultura Amélio Amorim – Avenida Presidente Dutra, nº 2222 – Feira de Santana
Quando: Sexta (7 de julho), a partir das 20 horas e sábado (8 de julho), a partir das 8 horas.
Quanto: Acesso gratuito

 

Imagem de Capa: Orixás, de Carybé

Tags:

Sobre o (a) autor (a):