Novas regras para utilizar som

As novas regras para utilização de som em Feira de Santana

Foi publicada no Diário Oficial de Feira de Santana uma nova Lei tratando sobre a emissão de sons urbanos, fixando níveis e horários em que será permitida a emissão, além de possibilitar doação, leilão e destruição de equipamentos sonoros apreendidos. De acordo com a Lei 3.736, os níveis máximos de sons e ruídos, de qualquer fonte emissora e natureza, em empreendimentos ou atividades residenciais, comerciais de serviços, institucionais, industriais ou especiais, públicas ou privadas, sons e ruídos causados por máquinas, motores, compressores ou geradores estacionários, assim como em veículos automotores são de: 60 db (sessenta decibéis), no período compreendido entre

Cadastramento Biométrico

A interminável espera para o recadastramento biométrico

Tenho visto, com frequência, reclamações de eleitores sobre a dificuldade de fazer o cadastramento biométrico no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aqui na Feira de Santana. O serviço, pelo que percebo, é péssimo nas duas modalidades: seja tentando agendar horário pela Internet, seja comparecendo ao posto para enfrentar filas monumentais e ficar, horas intermináveis, aguardando atendimento, exposto ao sol, à chuva e a uma humilhação injustificável. Adepto moderado das novas tecnologias – e de um mínimo de comodidade – tento, há semanas, agendar o bendito atendimento, sem sucesso. Invariavelmente, as vagas são todas preenchidas em alguns poucos minutos: nunca consegui, sequer,

Superlotado, Conjunto Penal segue esquecido no noticiário

O Conjunto Penal de Feira de Santana abriga, no total, quase dois mil internos. São, precisamente, 1.912 pessoas encarceradas na unidade prisional. Há muito mais gente do que vaga: oficialmente, existe capacidade para abrigar 1.356 internos. A quantidade de presos excedentes, portanto, está em exatos 556. É gente suficiente para lotar um desses presídios modernos, nos quais se alojam menos internos. Note-se que, recentemente, a unidade penal feirense passou por uma ampliação. Os números acima são oficiais e integram um balanço recente, referente ao mês de julho, divulgado pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização, a SEAP. No interior,

Por que as motos de baixa cilindrada inundam o trânsito de Feira

Em São Paulo-SP, existe uma motocicleta para cada 15 habitantes. Em Salvador, são 22 habitantes para cada motocicleta. Em Aracaju, para cada motocicleta, há 10 habitantes. Em Feira de Santana, são apenas 6 habitantes por motocicletas. A quantidade de motonetas, motos dirigidas pelo condutor em posição sentada, em Feira de Santana chama ainda mais a atenção. No ranking nacional, de acordo com dados do DENATRAN (2016), Feira fica atrás apenas de seis capitais na quantidade de motonetas. Estamos à frente de metrópoles como Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Fortaleza. São mais de 18 mil motonetas contabilizadas no município. Para

Maryzélia no Encontro

Cantora feirense Maryzélia participa do Encontro com Fátima [vídeos]

A sambista feirense Maryzélia conquistou mais um degrau de visibilidade nacional nesta terça, com a participação no programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo. Maryzélia cantou com Pretinho da Serrinha, cantor, compositor, instrumentista que tem parcerias em sua carreira com grandes nomes da MPB, a exemplo de Beth Carvalho, Arlindo Cruz, Seu Jorge, Marisa Monte, Lulu Santos, Dona Ivone Lara, Caetano Veloso e Teresa Cristina. Veja alguns momentos da participação de Maryzélia:  

5 motivos para você não perder o show de Emicida em Feira

Para quem não sabe, no próximo dia 3 de setembro, um sábado, os feirenses terão a oportunidade de assistir o show do rapper Emicida, uma das principais referências contemporâneas da música popular brasileira. Trata-se de uma oportunidade única para quem está antenado com os movimentos recentes da MPB, já que Emicida tem sido reconhecido nacional e internacionalmente belo trabalho que vem desenvolvendo (como poucos de sua geração).

Emicida é uma inspiração para jovens músicos em todo o Brasil. Por ter o rap como principal bandeira musical, um estilo muito discriminado, sem simpatia dos grandes veículos de comunicação, ele teria tudo para não ter uma carreira muito promissora, mas ocorreu justamente o contrário, haja vista os prêmios, turnês e colaborações (como a de Caetano Veloso) que conquistou.

Abaixo, listo 5 motivos para você não perder a oportunidade de curtir Emicida aqui em Feira, no teatro de arena do Amélio Amorim:

1. Uma novidade

É a primeira vez que Emicida estará em Feira de Santana. É muito comum ouvirmos reclamações sobre a falta de opções e novidades na cidade, mas costumamos ser muito acomodados quando temos a oportunidade de ter contato com algo de relevância cultural diferenciada por aqui.

Se você já conhece e curte a música de Emicida, certamente comparecerá. Se não conhece, que tal fazer um experimento? Para começar de leve, assita ao clipe de “Passarinhos”, com participação de Vanessa Da Mata:

 

2. Os temas

Emicida é um militante crítico, ácido e direto em relação aos graves problemas sociais brasileiros. Racismo e desigualdade estão no topo das suas prioridades discursivas. Lembra da participação dele no Programa Altas Horas? Olha isso:

 

E não é só conversa. Em sua música esse tom é demonstrado de maneira ainda mais aprofundada. Veja o clipe de “Boa Esperança”, um soco no estômago:

 

3. A música

Em entrevista para a Revista Brasileiros, em 2015, Emicida falou algo importante: “Eu dou minha opinião, mas deixar isso aí ser maior que a minha música é foda. Acho que é com isso que tem que ter cuidado”. Embora ostente o título de rapper (até para marcar posição de suas origens e referências), Emicida é muito mais que isso.

Para quem gosta de samba, vale a pena ver a versatilidade desse artista em seu show completo cantando o compositor Cartola:

 

4. Conheça o Rap Feirense

Junto com Emicida, você terá a oportunidade de (re)conhecer o grupo feirense Roça Sound, o rapper Magayver MC e o DJ Afonso The Dozze. Três grandes iniciativas da música alternativa feirense.

5. A necessidade de apoio

Trazer uma atração do porte de Emicida para Feira de Santana poderia ser tarefa de qualquer grande produtora, mas quem topou a missão foi o Feira Coletivo Cultural, o mesmo que organiza o Feira Noise Festival na cidade. Por se tratar de uma organização sem estrutura empresarial, esse é um passo realmente corajoso, e deve ser valorizado.

O sucesso dessa iniciativa do Feira Coletivo pode gerar muitos bons frutos para a dinâmica cultural na cidade. É preciso prestigiar!

Recapitulando…

O quê: Feira Coletivo apresenta Emicida
Quem: Emicida, Roça Sound, Magayver MC e Afonso The Dozze
Onde: Centro de Cultura Amélio Amorim – Avenida Presidente Dutra nº 2222, Capuchinhos – Feira de Santana – Bahia
Quando: Sábado, 3 de setembro de 2016, a partir das 21 horas
Ingressos – Venda presencial: Balcão Prime – Shopping Boulevard / Loja All Tribes – Rua Barão de Cotegipe 939 Centro, próximo ao Limão Drinks
Ingressos – Venda Online: SYMPLA (clique aqui!) 


Sobre o (a) autor (a):