Festival de Samba de Feira de Santana

Feira de Santana terá seu primeiro Festival de Samba

O Coletivo Unidos Pelo Samba promove entre os dias 2 e 9 de dezembro o I Festival de Samba de Feira de Santana. O evento visa promover diálogos e experiências de valorização e reconhecimento do samba na cidade, além de comemorar o Dia do Samba (2 de dezembro). Pela primeira vez receberá esse tipo de evento, reunindo experiências e vivências de compositores, sambistas e admiradores do samba com o público em geral. Na programação, rodas de samba e rodas de conversa que acontecerão no Mercado de Arte Popular (MAP) e em outros pontos da cidade. De acordo com o cantor

Feira Noise Festival

Feira Noise começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira (24) e prossegue até o próximo domingo (26), a sétima edição do Festival Feira Noise. O evento é promovido pelo Feira Coletivo Cultural e contará com apresentações musicais de artistas de todo o Brasil,  além de espetáculos de dança, rodas de conversa, intervenções de artes visuais e outras atividades. Maior festival independente da Bahia, o Feira Noise será aberto na quinta, às 19 horas, no teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, com a palestra Delírios Utópicos, proferida pelo teórico da contracultura e pensador contemporâneo Cláudio Prado, colunista da Mídia Ninja. Também teremos no primeiro dia do

Roberto Kuelho

Roberto Kuelho ganha Prêmio Palco MP3 com CD Sense Bulir

Um ano após o lançamento do CD Sense Bulir, o cantor Roberto Kuelho colhe frutos de seu trabalho. O artista baiano, e feirense, é um dos ganhadores do Prêmio Palco MP3 na categoria “Word Music”. O prêmio é uma realização do Palco MP3, o maior portal de música independente do Brasil. Entre as músicas em destaque no site estão “Nem precisa ser amor” e “Bem no Auge”, que foi ouvida mais de 115 mil vezes. “Esse prêmio nos deixa feliz por ser os primeiros resultado de um trabalho feito com carinho. Mostra que nosso som está encontrando as pessoas certas”,

Ciro Gomes

A palestra completa de Ciro Gomes em Feira de Santana

O presidenciável, ex-ministro dos governos Itamar Franco, Lula e Dilma, um dos criadores do Plano Real e ex-Governador do Ceará, Ciro Gomes, esteve em Feira de Santana no dia 1 de novembro, palestrando na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Na oportunidade, respondeu a perguntas de alunos e professores da Universidade. Veja o evento na íntegra:  

Homicídios em Feira de Santana

Homicídios mais que dobraram em 20 anos em Feira

No dia 05 de julho de 1997 o extinto jornal Feira Hoje, diário que circulava aqui na Feira de Santana, divulgou um balanço da violência no primeiro semestre daquele ano. Comparando com o ano anterior, houve elevação: foram 77 homicídios e três latrocínios na primeira metade do ano; em 1996, os números foram mais favoráveis: 67 homicídios e quatro latrocínios. Na soma, 80 mortes violentas no primeiro semestre de 1997 e 71 no mesmo período do ano anterior. O levantamento também informava sobre as mortes em supostos confrontos com a polícia: foram 29 em 1996 e, no ano seguinte, o

A história da Earte, a primeira escola de dança de Feira de Santana

O Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA) de Feira de Santana foi fundado em 1995. O Centro de Cultura Amélio Amorim foi fundado em 1992. Possuem 22 anos e 25 anos, respectivamente. A partir dessas referências, é possível perceber o grau de longevidade das organizações culturais em Feira de Santana, e considerar digno de registro a existência de uma escola de dança que alcança, em 2017, os 45 anos de idade.

A Earte, fundada em 1972, é uma das principais escolas de dança da Bahia, e tem em sua história íntima relação com o protagonismo de sua fundadora, Ângela Oliveira, que implantou a dança em Feira trazendo conhecimentos e técnicas adquiridas fora do Brasil em países como: Portugal, Japão e Estados Unidos.

A primeira apresentação da EARTE, em 1972, no Feira Tênis Clube. Foto: Acervo Earte

A primeira apresentação da EARTE, em 1972, no Feira Tênis Clube. Foto: Acervo Earte

 

Aula da Earte em 1981

Aula da Earte em 1981, com Edson Hiroshi. Foto: Acervo Earte

 

A dançarina Ângela Oliveira, fundadora da Earte. Foto: Acervo Earte

A dançarina Ângela Oliveira, fundadora da Earte. Foto: Acervo Earte

 

Ela se formou em dança na 1ª turma da UFBA, em Salvador, e começou a ensinar em 1972 em Feira de Santana a um grupo de amigas e primas.

Era o início da Earte, que a princípio foi chamada de Escolinha de Arte Criativa e Ballet. Feira de Santana era então uma cidade de 190.000 habitantes. No início poucos acreditaram, mas ela tinha um ideal e persistiu, e assim criou a segunda academia de dança da Bahia, a primeira de Feira de Santana e do interior da Bahia.

Em 1981, juntamente com seu irmão Luiz Augusto, construiu a atual sede da Earte.

Ângela Oliveira teve sua vida toda dedicada à arte de dançar. Seu maior sonho era realizar um trabalho voltado para a melhoria da qualidade da Educação e da Cultura em nossa cidade. Este ideal fez com que ela desse a volta ao mundo acompanhando os passos da dança moderna, do ballet clássico, do jazz e tudo que surgia nesta área na década de 70.

Desapareceu precocemente em um trágico acidente de carro em outubro de 1983. Com sua falta, seu irmão Luiz Augusto Oliveira deu continuidade ao trabalho da Earte, ampliando sua abrangência, trazendo a Feira de Santana dançarinos famosos como Ana Botafogo, Carlinhos de Jesus, o Ballet do Teatro Castro Alves, e passando a realizar eventos e projetos culturais.

Luiz Augusto Oliveira e Carlinhos de Jesus. Foto: Acervo Earte

Luiz Augusto Oliveira e Carlinhos de Jesus, em 1995. Foto: Acervo Earte

 

Ana Botafogo, Manuella Oliveira e Paulo Rodrigues. Foto: Acervo Earte

Ana Botafogo, Manuella Oliveira e Paulo Rodrigues, em 1992. Foto: Acervo Earte

 

Carlinhos de Jesus em Feira de Santana

Jornal anunciando Carlinhos de Jesus em Feira de Santana (Acervo Earte)

 

Também sua sobrinha Manuella Oliveira tem participação importante nesta trajetória, pois assumiu a direção artística da Earte, dando prosseguimento ao trabalho da dança por Ângela iniciado.

Tudo isto se deve ao pioneirismo de sua fundadora, Ângela Oliveira. Seu trabalho frutificou, constituindo-se até hoje em uma importante referência artística e cultural na cidade de Feira de Santana.

Em comemoração aos 45 da Earte, a escola está realizando, até o dia 19 de fevereiro, uma exposição no Boulevard Shopping, mostrando fotografias inéditas da sua história. Vale a pena visitar!

 

A Earte está no Facebook!


Sobre o (a) autor (a):