Santini & Trio

Santini & Trio vence o Prêmio Caymmi de Música

Feira de Santana foi destacada no Prêmio Caymmi de música, que pode ser considerada a principal premiação da música baiana na atualidade. Concorrendo com iniciativas musicais de todo o estado, o grupo feirense Santini & Trio foi vencedor na categoria “Melhor Banda”. O prêmio de melhor instrumentista também veio para Feira de Santana, entregue ao baterista Flaviano Gallo (integrante do Santini & Trio).   Integram o grupo o guitarrista Rony Santini, o baterista Flaviano Gallo, o pianista e acordeonista Rogério Ferrer e o baixista Anderson Silva.   Um orgulho para quem é feirense e (re)conhece a qualidade da nossa música

Justiniano entra com Mandado de Segurança contra José Ronaldo

Está no portal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) um pedido de Mandado de Segurança impetrado pelo vereador eleito e atual secretário de Serviços Públicos da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, Justiniano França. Justiniano, através da advogada Lady Daiane da Silva, alega ter pedido exoneração do cargo, tendo sido a solicitação indeferida pela Prefeito Municipal José Ronaldo. O pedido de liminar já foi julgado pelo Juiz Gustavo Rubens Hungria, que deu o prazo de 5 dias para que o Prefeito exonere o Secretário, sob pena de multa de R$1.000,00 mil reais: Veja aqui a decisão na íntegra! Fontes

Estrada Feira-Serrinha

Viagem entre Feira e Serrinha segue como calvário

Apenas 65 quilômetros separam Feira de Santana de Serrinha através da BR 116 Norte. O intercâmbio entre as duas cidades é intenso: muita gente sai daquela cidade para fazer compras e acessar serviços por aqui, em função dos preços mais em conta; outros buscam atendimento especializado na área de saúde; há aqueles que residem numa cidade e trabalham na outra, robustecendo o fluxo entre as duas localidades; estudantes de Serrinha são alunos da Uefs e de outras instituições de ensino superior feirenses; e não falta quem resida na Feira de Santana, mas frequente o campus da Uneb lá em Serrinha,

Meia Noite em Feira

Meia noite em Paris Feira

Meia-Noite em Paris é uma das obras primas do mestre Woody Allen. Como de costume, ele narra sobre a vida. Logo após a projeção ficamos com aquele ar de reflexão sobre onde nos encontramos no momento, se gostamos do jeito que estamos vivendo, como nos relacionamos e como devemos encarar algumas realidades. Em certo momento do longa, o personagem Gil (Owen Wilson) faz a seguinte pergunta: “Como esta cidade pode ser tão mágica?”. Gil se encanta por Paris. Enxerga o que aquela cidade pode oferecer. Se sente bem ali, absorve inspiração para seus projetos e o faz refletir, repetidamente, se

Neblina em Feira de Santana

Densos nevoeiros nas manhãs feirenses de inverno

Os dias começam a ficar mais quentes na Feira de Santana. As baixas temperaturas registradas entre junho e julho – coisa rara nesses tempos de tanta discussão sobre aquecimento global – parece que não vão se repetir até o final do inverno. E ontem a serra de São José, envolta em frequentes chuviscos prateados e em névoa constante desde o início do inverno, amanheceu muito nítida, com o verde da vegetação renovada se insinuando e a palidez da rocha refletindo a luz límpida do sol. Quem saiu agasalhado precisou se despir, ajustar-se à temperatura elevada pelo calor vigoroso. Os nevoeiros

Duas obras prometidas que podem melhorar a qualidade de vida em Feira

No Brasil, tornou-se consenso o entendimento de que “não se deve acreditar em palavra de político”, por causa das inúmeras circunstâncias em que mentiras, falsas promessas e discursos vazios foram proferidos pelas autoridades tupiniquins. Por outro lado, ao nos desligarmos do que dizem os políticos, garantimos que as falas nem sequer precisem ter fundamento, pois sem fiscalização fica mais fácil prometer e não cumprir.

Por isso trazemos duas promessas interessantes, uma feita pelo Prefeito de Feira, José Ronaldo, e uma feita pelo Governador da Bahia, Rui Costa, que trariam (caso executadas) benefícios significativos para a qualidade de vida dos feirenses. Vale a pena tomar conhecimento e cobrar:

Revitalização da Lagoa Salgada

As lagoas de Feira de Santana

O prefeito José Ronaldo de Carvalho autorizou a Secretaria de Planejamento a aprofundar os estudos e informações técnicas, com o objetivo de elaborar um projeto básico para a urbanização da Lagoa Salgada.

De acordo com José Ronaldo, a Prefeitura envidará esforços para obter os recursos necessários a execução das obras, que deverão ser feitas por etapa.

O projeto, de autoria do arquiteto e urbanista Claudio Rôsevel, da Secretaria de Planejamento, prevê uma série de obras estruturais voltadas à revitalização e preservação do manancial aquífero da Lagoa Salgada, bem como criar um complexo espaço de lazer e convivência disseminado ao longo do cinturão que margeará todo o equipamento.

A reunião, presidida pelo prefeito José Ronaldo, e que contou com as presenças dos secretários de Meio Ambiente, Sérgio Carneiro, do Planejamento, Carlos Brito, e da Secretaria de Comunicação, Valdomiro Silva, Claudio Rôsevel demonstrou, através de uma minuta, as obras que darão uma cara nova a um dos principais recursos naturais do município.

No projeto consta a implantação de restaurantes, mirantes para o nascente e o poente, um bosque, campo de futebol, praças para piquenique, orações, convivência e jogos de lazer. O equipamento contará com uma ciclovia, pista de cooper, um parque infantil, praças de futebol society e um anfiteatro para dar vasão às manifestações culturais da comunidade.

A Lagoa Salgada fica à margem da Avenida Nóide Cerqueira.

Trem de passageiros Salvador/Feira

Linha de Trem Salvador/Feira
Em seu discurso no início dos trabalhos da Assembleia Legislativa 2017 o Governador Rui Costa fez as seguintes declarações:

“Iniciaremos em breve uma obra sonhada há muitos anos no Sul da Bahia: a duplicação da rodovia que liga Itabuna a Ilhéus. Outro sonho começa a se materializar com fundação dos pilares da Ponte do Pontal, também em Ilhéus. Estamos negociando com o Ministério do Transporte um investimento compensatório que a FCA tem que realizar e que, a princípio, iria ser feito em Minas Gerais. Nós protestamos e chegamos a dizer que, se fosse necessário, iríamos a juízo reivindicar a inversão desses valores aqui, pois se trata de um investimento que a concessão deixou de fazer na Bahia. O projeto que apresentamos para a Concessionária e para o Ministério prevê que o traçado da Ferrovia seja deslocado de Cachoeira para Feira de Santana, agregando as cargas desse importante centro transformador e logístico. O restante da Ferrovia viria à margem da BR 324, entrando na altura de Candeias para o Porto.

Realizando esse projeto, eu viabilizo a integração com a Estação de Transbordo de Águas Claras, implantando um trem de passageiros com velocidade de 150 km/h para fazer Salvador/Feira de Santana, nesse mesmo leito da Ferrovia. Também torna-se possível integrar o trecho de Candeias até Águas Claras, criando uma ambiência de produtividade ainda maior, de urbanização, de elevação da renda, interligando mercados importantes para a atividade econômica da Bahia.”

***

E você, o que acha dessas obras? Deixe um comentário…


Sobre o (a) autor (a):