Festival de Samba de Feira de Santana

Feira de Santana terá seu primeiro Festival de Samba

O Coletivo Unidos Pelo Samba promove entre os dias 2 e 9 de dezembro o I Festival de Samba de Feira de Santana. O evento visa promover diálogos e experiências de valorização e reconhecimento do samba na cidade, além de comemorar o Dia do Samba (2 de dezembro). Pela primeira vez receberá esse tipo de evento, reunindo experiências e vivências de compositores, sambistas e admiradores do samba com o público em geral. Na programação, rodas de samba e rodas de conversa que acontecerão no Mercado de Arte Popular (MAP) e em outros pontos da cidade. De acordo com o cantor

Feira Noise Festival

Feira Noise começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira (24) e prossegue até o próximo domingo (26), a sétima edição do Festival Feira Noise. O evento é promovido pelo Feira Coletivo Cultural e contará com apresentações musicais de artistas de todo o Brasil,  além de espetáculos de dança, rodas de conversa, intervenções de artes visuais e outras atividades. Maior festival independente da Bahia, o Feira Noise será aberto na quinta, às 19 horas, no teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, com a palestra Delírios Utópicos, proferida pelo teórico da contracultura e pensador contemporâneo Cláudio Prado, colunista da Mídia Ninja. Também teremos no primeiro dia do

Roberto Kuelho

Roberto Kuelho ganha Prêmio Palco MP3 com CD Sense Bulir

Um ano após o lançamento do CD Sense Bulir, o cantor Roberto Kuelho colhe frutos de seu trabalho. O artista baiano, e feirense, é um dos ganhadores do Prêmio Palco MP3 na categoria “Word Music”. O prêmio é uma realização do Palco MP3, o maior portal de música independente do Brasil. Entre as músicas em destaque no site estão “Nem precisa ser amor” e “Bem no Auge”, que foi ouvida mais de 115 mil vezes. “Esse prêmio nos deixa feliz por ser os primeiros resultado de um trabalho feito com carinho. Mostra que nosso som está encontrando as pessoas certas”,

Ciro Gomes

A palestra completa de Ciro Gomes em Feira de Santana

O presidenciável, ex-ministro dos governos Itamar Franco, Lula e Dilma, um dos criadores do Plano Real e ex-Governador do Ceará, Ciro Gomes, esteve em Feira de Santana no dia 1 de novembro, palestrando na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Na oportunidade, respondeu a perguntas de alunos e professores da Universidade. Veja o evento na íntegra:  

Homicídios em Feira de Santana

Homicídios mais que dobraram em 20 anos em Feira

No dia 05 de julho de 1997 o extinto jornal Feira Hoje, diário que circulava aqui na Feira de Santana, divulgou um balanço da violência no primeiro semestre daquele ano. Comparando com o ano anterior, houve elevação: foram 77 homicídios e três latrocínios na primeira metade do ano; em 1996, os números foram mais favoráveis: 67 homicídios e quatro latrocínios. Na soma, 80 mortes violentas no primeiro semestre de 1997 e 71 no mesmo período do ano anterior. O levantamento também informava sobre as mortes em supostos confrontos com a polícia: foram 29 em 1996 e, no ano seguinte, o

O que a lei diz sobre os direitos e deveres do pedestre em Feira de Santana

Desde 2007 Feira de Santana possui um Estatuto do Pedestre, norma que estabelece os direitos e deveres dos pedestres no município. A Lei 2800/2007 define “pedestre” da seguinte forma: “o pedestre é todo aquele que utiliza as vias, passeios, calçadas e praças públicas a pé, de carrinho de bebê ou em cadeira de rodas, ficando o ciclista desmontado e empurrando a bicicleta equiparada ao pedestre em direitos e deveres”.

Tomar conhecimento do que diz o pedestre é importantíssimo, principalmente num momento em que a cidade discute o ordenamento da utilização do solo e do centro comercial.

Primeiro, veja quais são os direitos do pedestre em Feira de Santana:

Os direitos do pedestre em Feira de Santana

  • Calçadas limpas, conservadas, com piso antiderrapante, em inclinação e largura adequada à circulação e mobilidade; livres e desimpedidas de quaisquer obstáculos, públicos ou particulares, fixos ou não, especialmente de mesas, cadeiras, canteiros, jardineiras, prismas de concreto “fradinho”, automóveis, mobiliários urbanos e de concessionárias de serviços públicos, que deverão seguir o disposto esta Lei;
  • Refúgios de proteção nas paradas de ônibus, de tamanho proporcional em relação ao passeio e calçada, os pontos de travessias de vias, artérias e coletoras, com mão dupla e sem canteiro central;
  • Sinaleiras luminosas e sonoras nas portas de garagens;
  • Faixas seletivas nas vias públicas, sinalizadas horizontalmente e verticalmente;
  • Priorização no sistema de iluminação pública que alumie intensamente as calçadas, praças, passeios públicos, faixas de pedestres, terminais de transporte público e seus pontos de paradas;
  • Tempo de travessia de vias adequado ao seu ritmo e sinalização objetiva quando a travessia da via necessitar de ser feita em duas etapas;
  • Passarelas com segregação de vias que impeça que o pedestre transite por baixo da mesma;
  • Programas de educação de trânsito para crianças, adolescentes e seus pais;
  • Ruas específicas de pedestres, que deverão adotar logística própria e específica para distribuição de produtos e serviços;
  • Sinais de trânsito luminosos, em bom estado de conservação, com temporizadores que alertem o pedestre sobre o tempo restante de travessia de vias;
  • Ciclovias municipais com sistema de sinalização horizontal e vertical, além de materiais refletivos como elemento para visualização noturna para ciclistas e pedestres;
  • Calçadas, vias, praças e passeios limpos, seguros e protegidos seus patrimônios histórico e arquitetônico de pichações e depredações;
  • Equipamento e mobiliário urbano que facilite a mobilidade e acessibilidade de pessoas portadoras de deficiência e aquelas da terceira idade;

Agora, vamos aos deveres:

Os deveres do pedestre em Feira de Santana

  • Zelar pelo cumprimento do presente estatuto, comunicando ao Poder Público infrações e descumprimentos do Estatuto do Pedestre;
  • Permanecer e andar nas calçadas e somente atravessar as vias nas faixas destinadas aos pedestres;
  • Respeitar a sinalização, zelar por sua conservação, utilizar as faixas de segurança e passarelas;
  • Atravessar somente em trajetória perpendicular às vias;
  • Atravessar as vias somente quando o sinal estiver aberto;
  • Ajudar crianças, idosos e pessoas portadoras de deficiências;
  • Não jogar lixo nas vias, calçadas, praças e passeios públicos;
  • Caminhar pelo acostamento ou, quando não houver, bem na lateral da pista nas vias sem calçada, sempre de frente para os veículos, ainda que as luzes o incomodem;
  • Obedecer à sinalização de trânsito;
  • Manter seus cães com coleiras e focinheiras além de portar coletor de fezes dos animais, quando caminhar nas vias, passeios, calçadas e praças públicas.

Penalidades para o descumprimento da Lei

O pedestre que descumpre o que determina o Estatuto está sujeito, de acordo com a Lei, à censura por conduta considerada anti-social, à determinação de participar de curso de aprendizagem do estatuto do pedestre ou à multa de R$ 25,00. Por outro lado, quem atuar contra limitando os direitos do pedestre pode sofrer as seguintes sanções: multa de R$ 100,00 por dia; ou cassação da concessão, permissão ou autorização (no caso de organizações e ou pessoas que tenham autorização da Prefeitura para atuar no município).

Seria muito bom que a cidade cobrasse o cumprimento do Estatuto, possibilitando o crescimento da qualidade de vida em Feira de Santana.

Veja o estatuto do pedestre de Feira de Santana na íntegra!


Sobre o (a) autor (a):