União Médica

Crianças feirenses com Câncer recebem presente único

É muito comum que pessoas diagnosticadas com câncer tenham uma mudança grave em seu estilo de vida. O tratamento envolve desgastes físicos e emocionais significativos, exigindo um esforço pessoal e familiar fora do comum. No caso das crianças com câncer, a dificuldade se aprofunda, já que a infância é um período fundamental para o desenvolvimento da personalidade e do caráter de todo indivíduo. Nesse sentido, o ambiente familiar e social saudável torna-se imprescindível para compensar as dificuldades trazidas pela doença. A criança com câncer não pode ser menos criança: deve ter acesso a diversões, brincadeiras, atenção e inventividade próprios da

SAMU

Trote para o SAMU terá multa em Feira

O Governo Municipal sancionou a Lei 3.761, de 9 de outubro de 2017, que dispõe sobre a imputação de multas para os praticantes de trotes contra o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU. Veja alguns artigos da Lei: Art. 1º – Fica passível de multa os proprietários de linhas telefônicas cujos aparelhos sejam utilizados para a prática de trotes contra o SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Art. 2º – Identificando o número do telefone do infrator, este será encaminhado pelo SAMU através de um relatório às respectivas empresas telefônicas para que as mesmas forneçam os nomes

Desemprego em Feira de Santana

Emprego em Feira pode alcançar quarto ano de saldo negativo

Semana passada houve um festivo balanço sobre o desempenho da economia brasileira nos oito primeiros meses do ano. Em meio aos confetes, às autocongratulações, ao otimismo acerca do futuro redentor, alguém ponderou que é precoce assegurar que o pior já passou para o mercado de trabalho. Mas a advertência se perdeu em meio à algazarra que busca sufocar os vexatórios escândalos de corrupção que, a cada semana, ganham um novo capítulo, envolvendo Michel Temer (PMDB-SP), o mandatário de Tietê, e sua retaguarda palaciana. O raciocínio é oportuno, conforme uma análise superficial sobre os números mais recentes atesta. Embora registre tênue

Ensino Religioso

Escola sem partido, mas com religião

Quando criança, assisti às inevitáveis aulas de religião na escola. A professora era uma espécie de beata, muito afável e risonha, que frequentava a igreja católica ali do Alto do Cruzeiro, nas imediações do Sobradinho. Naqueles tempos, boa parte da população era católica. Eu próprio tive formação católica: assim, embora não me recorde mais do conteúdo das aulas, lembro que aquilo não me causava estranhamento. Tudo mudou quando cheguei à antiga sétima série, noutra escola: autoritária e intolerante, a professora provocava estranhamento e, não raras vezes, ojeriza à classe. Cavoucando a memória, recordo de uma freira que, uma vez por

Eliana Lima

Entrevista com Eliana Lima [Feirenses TV]

A Feira do Livro – Festival Literário e Cultural de Feira de Santana – nasceu da necessidade de despertar os dirigentes de instâncias públicas, privadas e filantrópicas para a importância de implementar políticas públicas do livro e da leitura na sociedade, e assim possibilitar o acesso de pessoas das diversas esferas sociais ao universo da leitura e das realizações culturais. A Feira já se consolidou como um evento importante para reunião de pessoas em torno da arte, da cultura e do entretenimento. Ela vem se constituindo como uma ação sociocultural que visa a potencializar a formação do leitor de todas

Feira terá aula-show de Samba Chula, com Roberto Mendes

O cantor, compositor e violonista Roberto Mendes se apresenta em Feira de Santana neste sábado (13), no Teatro do Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA), a partir das 19 horas. Antes do show, o artista participa de um bate-papo que terá como tema “Chula: comportamento traduzido em canção“.

“Vai ser uma conversa sobre a origem do samba chula e como ele se configura na atualidade”, explica Tércia Souza, produtora do evento e aluna do Programa de Pós-Graduação Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação (Gestec) da Uneb, que desenvolve pesquisa sobre o Samba de Roda de Pilão, em Tanquinho (BA).

Ela também ressalta o princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. “Esse encontro objetiva promover reflexões sobre a importância de conciliar ações acadêmicas com as demandas da comunidade e assim contribuir para uma formação mais solidária e humana”, concluiu.

Samba chula é uma manifestação popular que se encontra na região que abrange Maracangalha, São Francisco do Conde, Terra Nova, Teodoro Sampaio, Saubara e Santo Amaro. As chulas são miniaturas poéticas que tratam dos assuntos da vida, retratando aspectos do cotidiano e dando conselhos, alertas e “sotaques” para quem precisa ouvir.

Quem é Roberto Mendes

Natural de Santo Amaro da Purificação, Roberto Mendes estuda o samba chula há mais de três décadas, ele é um artista conceituado nacionalmente, já lançou nove CD’s e tem músicas gravadas por diversos nomes da MPB, entre os quais, Gal Costa, Margareth Menezes, Daniela Mercury, Maria Creuza, Raimundo Sodré e Zezé Motta.

 

Bethânia inclusive obteve muito sucesso com algumas composições dele, a exemplo de “Filosofia pura” (em dueto com Gal Costa), “A bela e o mar”, “Vida vã” e “Vila do adeus”, estas fruto da parceria de Roberto e Jorge Portugal, e “Resto de mim”, dele e de Ana Basbaum.

Convidados

O evento conta ainda com a participação da cantora Maryzélia e dos cantores e compositores Dionorina e Carlos Pitta. Nomes de gerações diferentes que fazem parte da história da música, especialmente em Feira de Santana.

Os interessados podem entrar em contato com a organização do evento através do email: terciassouza@gmail.com ou pelo telefone (75) 99171-6321. Os ingressos serão vendidos no local.

Recapitulando…

O quê: Show e bate-papo com Roberto Mendes com o tema “Chula: comportamento traduzido em canção”.

Quem: Roberto Mendes com participação de Maryzélia, Dionorina e Carlos Pitta.

Onde: Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) – Rua Conselheiro Franco, nº66 – Centro, Feira de Santana – BA.

Quando: Sábado, dia 13 de maio de 2017, a partir das 19 horas.

Acesso: Ingressos no local, por R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)

 


Sobre o (a) autor (a):