A música regional do nordeste em 5 discos dos anos 1970

Que os anos de 1970 foram, de modo geral, bastante conturbados, isso não é novidade para ninguém, todavia, poucas épocas nos deixaram um legado de diversidade musical tão grande. Seja com o fim do classic rock ou com o nascimento da discoteca, da incorporação de instrumentos eruditos ao rock’n’roll, à revitalização do samba carioca, ambos iniciados no final dos anos 60, a década de 70 também se responsabilizou por muitos outros “resgates”, entre eles, o da música nordestina. Na segunda metade da década de 70, muitos artistas surgiram com a proposta de trazer de volta o que havia de mais

Quando Luiz Gonzaga vinha a Feira de Santana

De acordo com relatos de fontes diversas, sabe-se que Luiz Gonzaga, o Gonzagão, ícone maior da música nordestina, esteve algumas vezes da sua extensa carreira em Feira de Santana. O jornalista e colecionador de reminiscências feirenses Adilson Simas é uma das fontes mais confiáveis nesse sentido, lembrando uma das ocasiões em que o Rei do Baião pisou em terras feirenses: “Em 1973, ano do seu centenário de emancipação política, a Feira de Santana, de janeiro a dezembro, recebeu grandes personalidades. Luiz Gonzaga, mais tarde laureado com o título de Cidadão Feirense e que aqui fez várias apresentações, desde a marquise

Estacionamento de motos em Feira de Santana

A nova regra para motos em estacionamentos privados de Feira

Os proprietários de motocicletas em Feira de Santana não precisarão pagar o mesmo valor dos carros quando forem utilizar  estacionamentos privados no município. Foi publicada uma Lei Municipal regulamentando a situação no Diário Oficial do Município. Veja a Lei na íntegra: Dispõe sobre os critérios de diferentes taxas cobradas em estacionamentos privativos para motocicletas e automóveis. O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, ESTADO DA BAHIA, FAÇO saber que a Câmara Municipal, através do Projeto de Lei nº 16/2017, de autoria do Edil Ewerton Carneiro da Costa, decretou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º – Fica posto em

Neném do Acordeon

Neném do Acordeon: em defesa da sanfona [Feirenses TV]

Os festejos juninos são o principal marco de celebração da cultura nordestina, momento em que todos os elementos típicos do espírito e da geografia do Nordeste se manifestam na culinária, no entretenimento, nas vestimentas e na música. Nesse sentido, é impossível falar desse momento cultural sem considerar a importância e o protagonismo do forró, em suas mais diversas expressões. E falar em forró exige lembrar de Luiz Gonzaga, que popularizou o xote, o xaxado e o baião pelo Brasil e pelo mundo. Por isso trazemos à Feirenses TV um dos principais defensores da tradição da genuína música nordestina, inspirada no

Tripa frita - Seu Dino

Seu Dino do Módulo 8, no Feira VI – Locais para comer tripa em Feira

Apesar de já ter feito, em outra oportunidade, um artigo indicando alguns lugares para comer tripa na cidade, pude perceber ao longo do tempo que, apesar de não parecer, ela está entre um dos tira-gostos mais pedidos nos bares da região. Somando isso com toda a representatividade regional e peculiaridade do prato, vamos dar continuidade à indicação de lugares pra comer tripa em Feira de Santana. Seu Dino do Módulo 8 – Feira VI O Módulo 8, é um conjunto de bares pequenos que ficam próximo ao portão lateral da UEFS, dando a ideia de continuidade, já que a universidade tem

Feira do Livro: “uma semente plantada em terra boa”

“Necessidade de despertar os dirigentes de instâncias públicas, privadas e filantrópicas para a importância de implementar políticas públicas do livro e da leitura na sociedade e, assim, possibilitar o acesso de pessoas das diferentes esferas sociais ao universo da leitura e das realizações culturais”. Eis a causa (ou as causas) do nascimento da Feira do Livro de Feira de Santana, que também pode ser chamada de Festival Literário e Cultural de Feira de Santana. E os objetivos têm sido paulatina e bravamente alcançados: na edição anterior, em 2014, a Feira do Livro atingiu diretamente um público de 60 mil pessoas. A expectativa para a 8ª edição, neste ano de 2015, é um público superior a 70 mil pessoas interessadas em leitura e cultura. Quanto ao objetivo das políticas públicas, veja só: este é o 4º ano consecutivo que alunos e professores da rede pública de ensino recebem vale-livros. O município doou R$100 mil para suas escolas. O Estado, por sua vez, doou para as escolas estaduais a quantia de R$200 mil. As doações, segundo o Secretário de Educação da Bahia, Oswaldo Filho, são um incentivo à participação de livreiros e editoras, a fim de despertar em jovens e crianças o interesse pela leitura.

A 8ª Feira do Livro está ocorrendo desde ontem (terça, 22) na Praça do Fórum e vai até domingo, dia 27/09. Com programação para todos os turnos do dia, a Feira é um espaço não apenas dos livros, mas de segmentos culturais diversos.

Literatura

Entre palestras, debates, contação de histórias e recitais, este ano a Feira contará com a presença escritor pernambucano Marcelino Freire. Fique atento: ele estará em dois momentos da sexta-feira. O primeiro numa conversa com o escritor. E o segundo numa palestra.

Quarta-feira

10h às 11h – Prosa & Verso: Recital de Poesia – Estudantes do Curso de Letras e Artes

Lançamento: Prosa & Verso (Livro da Oficina de Criação Literária – 2014)

Local: Auditório Hugo Navarro

 

10h e 10h30min – Contação de história, com Luciene Souza e Pinduka

Local: Arena Antonio Cedraz

 

14h30min – O Escritor e a Feira VI – Literatura Grapiúna Contemporânea

Debatedores: Gustavo Felicíssimo; Rita Santana; Daniela Galdino e Lourival Piligra

Mediador: Roberval Pereyr

Local: Auditório Hugo Navarro

Quinta-feira

10h – O Escritor e a Feira VI – Produção e Circulação da Literatura na Bahia: questões e desafios

  • Agenor Gaspareto (editor e escritor)
  • Fernando Oberlaender (editor/Caramurê)
  • Roberval Pereyr (poeta e editor)
  • Alleilton Fonseca (escritor/PROGEL)
  • Gustavo Felicíssimo (escritor e editor)
  • Állex Leila (escritora/PROGEL)

 

Mediador da Mesa: Claudio Novaes

Local: Auditório Hugo Navarro

 

15h – O Escritor e a Feira VI – Município e Estado: perspectivas culturais para Feira de Santana

  • Secretários de Cultura do Estado e do Município
  • Diretores do CUCA e CCAAm

 

Mediador: Prof. Roberval Pereyr

Local: Auditório Hugo Navarro

 

18h – O Escritor e a Feira VI – Lançamentos

 

15h15min e 16h – Contação de história, com Luciene Souza e Pinduka

Local: Arena Antonio Cedraz

 

18h – O Escritor e a Feira VI – Lançamentos

Sexta-feira

9h30min – Contação de história, com Dagmar Corrêa e Lucicléia Brito

Local: Auditório Hugo Navarro

 

11h – Apresentação cultural: Recital e Varal de Cordel

Local: Praça do Cordel Jurivaldo Alves da Silva

9h30min – O Escritor e a Feira VI – Conversa com o autor: Marcelino Freire

Local: Arena Jovem

 

14h30min e 15h30min – Contação de história, com Luciene Freitas Mota

Local: Auditório Hugo Navarro

 

16h – O Escritor e a Feira VI – Palestra

Palestrante: Marcelino Freire

Mediador: Roberval Pereyr

Local: Auditório Hugo Navarro

 

18h – O Escritor e a Feira VI – Lançamentos

Sábado

9h – Contação de história, com Neide Kocca

Local: Arena Antônio Cedraz

 

10h – Contação de história, com Dagmar Corrêa e Lucicléia Brito

Local: Auditório Hugo Navarro

 

10h – Cordel e a Feira VI

Conversando com o poeta: Resistência do cordel: desafios e transformações na atualidade, por Franklin Maxado

Local: Praça do Cordel Jurivaldo Alves da Silva

 

11h – Apresentação cultural: Recital e Varal de Cordel

Local: Praça do Cordel Jurivaldo Alves da Silva

 

14h30min – Apresentação cultural: Recital e Varal de Cordel

Local: Praça do Cordel Jurivaldo Alves da Silva

 

15h – Contação de história, com Neide Kocca

Local: Auditório Hugo Navarro

 

18h – O Escritor e a Feira VI – Lançamentos

Domingo

9h30min – Contação de história, com Neide Kocca

Local: Arena Antonio Cedraz

 

10h30min – Contação de história, com Dagmar Corrêa e Lucicléia Brito

Local: Arena Antonio Cedraz

 

15h – Contação de história, com Dagmar Corrêa e Lucicléia Brito

Local: Arena Antonio Cedraz

Teatro

Quinta-feira

10h15min – Apresentação Teatral: Canta Pijama com Cantarola Camisola

Local: Arena Antonio Cedraz

 

15h30min – Apresentação Teatral: Canta Pijama com Cantarola Camisola

Local: Arena Antonio Cedraz

 

Sexta-feira

14h – Apresentação de Fantoche: Viagem ao mundo da Leitura, com Luciano Freire e Luciene Azevedo

Local: Auditório Hugo Navarro

Cinema

Quarta-feira

8h30min às 09h30min – Exibição de filmes: Anima UEFS – Programa 1

Local: Auditório Hugo Navarro

 

Quinta-feira

8h30min às 09h30min – Exibição de filmes: Anima UEFS – Programa 2

Local: Auditório Hugo Navarro

 

13h30min às 14h30min – Projeto Sala de Cinema: Abuela Grillo

Local: Auditório Hugo Navarro

 

Sexta-feira

8h30min às 9h30min – Exibição de filmes: Anima UEFS – Programa 3

Local: Auditório Hugo Navarro

 

Sábado

8h30min às 12h – Exibição de filmes: Cinema SESC

Local: Auditório Hugo Navarro

 

13h30min às 15h – Exibição de filmes: Cinema Petrobrás em Movimento, com Tainá 3, a Origem

Local: Auditório Hugo Navarro

 

15h30min às 17h30min – Exibição de filmes: Cinema Petrobras em Movimento, com Mato sem Cachorro

Local: Auditório Hugo Navarro

 

Domingo

10h às 12h – Exibição de filmes: Cinema Petrobras em Movimento, com Rio 2

Local: Auditório Hugo Navarro

Música

Quarta-feira

17h – Apresentação cultural: Camila Pereira

Local: Palco Anchieta Nery
19h – Música Instrumental na Bahia VI: Trilogia da Boemia

Local: Palco Anchieta Nery

 

Quinta-feira

8h30min – Apresentação da Fanfarra: Santa Bárbara

Local: Espaço da Feira

 

11h – Apresentação cultural: Grupo de Samba de Roda e Grupo de Percussão Infantojuvenil de Bonfim de Feira

Local: Palco Anchieta Nery

 

14h – Apresentação cultural: Filarmônica Serrinha

Local: Espaço da Feira

 

17h – Apresentação cultural: Trio das Moça

Local: Palco Anchieta Nery

 

19h – Apresentação cultural: Sonora Brasil: Cantadeiras do Sisal e Aboiadores de Valente

Local: Auditório Hugo Navarro

 

Sexta-feira

10h30min – Apresentação de Recital e bate-papo com músicos jovens do Núcleo Neojibá – Feira de Santana

Local: Arena Jovem

 

15h30min – Apresentação cultural: Clarineta – Luiz Carlos Cerqueira da Silva

Local: Praça do Cordel Jurivaldo Alves da Silva

 

17h – Apresentação musical: Tito Pereira

Local: Palco Anchieta Nery

 

Sábado

10h – Apresentação de voz e violão com Bruno Bezerra

Local: Arena Jovem

 

11h – Apresentação musical: Choro e Samba Entre Amigos

Local: Palco Anchieta Nery

 

14h – Apresentação da Filarmônica: Ramo da Oliveira de Oliveira dos Campinhos-BA

Local: Espaço da Feira

 

17h – Apresentação cultural – Banda Camutiê

Local: Palco Anchieta Nery

 

19h – Apresentação musical: Marcionílio Prado e Banda

Local: Palco Anchieta Nery

 

 

Domingo

9h30min – Apresentação da Fanfarra: Dispensário Santana

Local: Área da Feira

 

11h – Apresentação Musical: Grupo Lagoa da Camisa (Samba de Roda)

Local: Palco Anchieta Nery

 

15h30min – Apresentação musical: Bruno Silva

Local: Palco Anchieta Nery

 

16h30min – Apresentação musical: Marizélia e os “Coisinhos”

Local: Palco Anchieta Nery

Dança/Circo/Demais artes

Sexta-feira

13h às 18h – Oficina de Raciocínio (cubo mágico e xadrez)

Organização: ANIHIME

Local: Arena Jovem

 

Sábado

9h – Recreação com bolhas de sabão: Isabelle Silva e Antonio Marcos

Local: Espaço da feira

 

09h às 10h – Palestras: “Cultura Pop Japonesa” e “Youtuber”, com Nelson Jr. (Casa do KAME)

Organização: ANIHIME

Local: Auditório Hugo Navarro

 

11h – Apresentação do grupo local de Hip Hop da Juventude – Unidade de Guerrilha

Local: Arena Jovem

 

11h30min – Apresentação de dança de rua do Grupo HUAR Crew

Local: Arena Jovem

 

14h30min – Apresentação de Circo: Núcleo de Artistas Circenses da Cia. CUCA de Teatro

Local: Palco Anchieta Nery

 

15h às 16h30min – Apresentação cultural – Ballet da Escola de Dança – Fundação Cultural do Estado

Local: Palco Anchieta Nery

Confira a programação completa, que também presenteia os feirenses com oficinas, como a de Criação Literária, com o grande Luís Pimentel.

 

A Feira do Livro é organizada pela UEFS, pela Fundação Municipal de Tecnologia da Informação, Telecomunicação e Cultura Egberto Costa, pelo Núcleo Regional de Educação 19, pela Arquidiocese de Feira de Santana e pelo SESC.

E fecho com as palavras do arcebispo Itamar Vian, assertivo em dizer que a Feira do Livro é uma semente que foi “semeada em terra boa. Germinou, cresceu e agora dá seus frutos”.

8ª Feira do Livro


Sobre o (a) autor (a):